Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse, Diogo Magri, Victoria Bechara e Sérgio Quintella. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mesmo dividida, esquerda domina a corrida eleitoral no Maranhão

O atual governador Carlos Brandão e o senador Weverton Rocha, ambos lulistas, lideram a corrida pelo Palácio dos Leões

Por Da Redação 22 jun 2022, 11h53

Mesmo com dois candidatos dividindo o voto no estado, a pesquisa eleitoral ao governo do Maranhão divulgada nesta quarta-feira, 22, pelo instituto Real Time Big Data mostra um predomínio da esquerda na corrida ao comando do edtado. O senador Weverton Rocha (PDT) lidera a disputa com 24%, empatado na margem de erro de três pontos para mais ou para menos com o atual governador Carlos Brandão (PSB), que tem 22%.

Apesar de nenhum dos dois ser do PT, tanto Rocha quando Brandão já se declararam apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e fazem parte do grupo político de dezesseis partidos que reelegeu em 2018 o ex-governador Flávio Dino (PSB), mas que se desintegrou a partir das eleições de 2020. O pedetista, que já se disse “o melhor amigo de Lula” no Maranhão, recebeu também o apoio do PL no estado, partido de Jair Bolsonaro, além do presidenciável da sua legenda, Ciro Gomes — embora Rocha nunca tenha se mostrado entusiasmado com a candidatura de Ciro.

Formalmente, o PT deve apoiar Carlos Brandão, que era vice de Dino e assumiu o Palácio dos Leões quando o ex-governador abdicou do cargo para entrar na disputa por uma vaga no Senado. No entanto, como mostrou reportagem de VEJA, existem alas petistas no Maranhão que preferem o nome de Weverton Rocha.

Atrás na disputa pelo governo estão o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (PTC), com 13%; o ex-deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC), com 12%; o ex-deputado federal Simplício Araújo (SD), que tem 1%; e Enilton Rodrigues (PSOL) e Hertz Dias (PSTU), que não pontuaram. São ainda 10% de brancos e nulos e 18% que não sabem ou não responderam.

Senado

Flávio Dino, por sua vez, é favorito na disputa pela única vaga ao Senado. Segundo a mesma pesquisa, ele lidera com 45% das intenções de voto, contra 27% do senador bolsonarista Roberto Rocha (PTB). Pastor Abel (Agir 36) tem 5%, Antônia Carango (PSOL) tem 3% e Saulo Arcangeli (PSTU) não pontuou. São 11% de brancos e nulos e 9% que não sabem ou não responderam.

O Real Time Big Data ouviu 1.500 pessoas entre os dias 20 e 21 de junho, e a pesquisa está cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número MA-01727/2022 .

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)