Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Bruno Ribeiro, Tulio Kruse e Diogo Magri. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em reta final, força-tarefa da Lava Jato no Rio faz inventário de delações

Procuradores do grupo, que deve ser encerrado este ano, estão levantando trechos que podem ensejar novas investigações

Por Juliana Castro 2 fev 2021, 10h45

Criada em junho de 2016, a força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro deve encerrar os trabalhos este ano. As apurações envolvendo os esquemas de corrupção no estado serão incorporadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que tem prazo para estruturação no Rio até abril. Por isso, os procuradores da força-tarefa estão passando o pente-fino em cerca de 40 delações para verificar que investigações ainda devem ser abertas com base nelas ou que parte desses anexos devem seguir para outras apurações já abertas.

Em um primeiro momento, os investigadores deram mais atenção às partes das delações que diziam respeito a crimes maiores. Agora, o que se busca é olhar os crimes e esquemas mais tangenciais. O esquema dos doleiros, por exemplo, ainda possui várias frentes de investigação.

À VEJA, o procurador-geral da República, Augusto Aras, disse no último dia 25 de janeiro que a força-tarefa da Operação Lava-Jato no Rio continuaria funcionando até setembro deste ano, quando termina seu primeiro mandato. Em portaria no dia 29 de janeiro, no entanto, ele prorrogou o funcionamento do grupo, que venceria no último dia 31, até o final de março.

Aras também designou uma comissão provisória para a transição dos trabalhos da Lava-Jato no Rio para a instalação definitiva do Gaeco. Já existentes nos Ministérios Públicos estaduais, os Gaecos passaram a ser implementados no ano passado em nível federal. Há grupos desse tipo em Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pará e Amazonas.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês