Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Lava-Jato quer destinar 550 milhões para compra de vacina contra covid-19

Força-tarefa do Rio consultou AGU e STF sobre a possibilidade de transferir recursos para o governo federal

Por Mariana Muniz 28 jan 2021, 11h28

A Força-Tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro quer saber se há interesse no levantamento antecipado de recursos recuperados pela operação para destinação à aquisição de vacinas contra a covid-19. 

A consulta foi feita por meio de ofícios encaminhados à Advocacia-Geral da União (AGU), à Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE/RJ), à Procuradoria-Geral da República (PGR) e ao Supremo Tribunal Federal (STF), além do juiz federal Marcelo Bretas. 

Atualmente, os processos decorrentes da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro mantêm custodiado, em contas judiciais vinculadas à  7ª Vara Federal Criminal, o valor total de R$ 552.574.264,16, com expectativa de que esses valores aumentem substancialmente nas próximas semanas, já que há a previsão do cumprimento de acordos de delação premiada e de leniência.

“Consultamos a União se há interesse em realizar o levantamento antecipado dos valores custodiados em contas judiciais, com a finalidade específica de aquisição de vacinas para a imunização contra a covid-19, o que se justificaria dada a situação de emergência na saúde pública e a urgente necessidade de imunização da população”, explica o ofício assinado pelos membros da força-tarefa.

Continua após a publicidade

Publicidade