Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

A Cultura ganha com a aprovação do Marco Legal dos Games

PL abre portas para uma nova era de criatividade, inovação e crescimento econômico no país

Por *Vanessa Pires
Atualizado em 9 Maio 2024, 12h27 - Publicado em 11 abr 2024, 11h22

É com entusiasmo que observo os desdobramentos da aprovação do Marco Legal dos Games no Brasil. Esse projeto de lei representa um avanço significativo para a indústria de jogos eletrônicos e, consequentemente, para a cultura brasileira. Ao permitir que empresas captem recursos para o desenvolvimento de jogos por meio da Lei Rouanet e da Lei do Audiovisual, o PL abre portas para uma nova era de criatividade, inovação e crescimento econômico no país.

O potencial dos jogos eletrônicos como forma de expressão cultural e de entretenimento é inegável. A indústria de games é uma das mais dinâmicas e lucrativas do mundo, gerando US$ 148 bilhões em receita anualmente e atraindo 2,4 bilhões de jogadores no mundo inteiro. Entretanto, no Brasil, essa indústria ainda enfrenta desafios, incluindo a falta de financiamento adequado. O Marco Legal dos Games vem para mudar esse cenário.

Uma das principais vantagens do PL é a capacidade de alavancar o potencial criativo dos desenvolvedores brasileiros, principalmente dos independentes. Com acesso a recursos financeiros por meio das leis de incentivo, empresas de jogos poderão investir em projetos ambiciosos, contratar talentos locais e expandir operações. Isso não apenas estimulará o crescimento da indústria de jogos no Brasil, mas também promoverá a diversidade
cultural dentro do setor.

Além disso, a medida poderá ter impacto significativo no desenvolvimento econômico do país. Ao incentivar o crescimento da indústria de jogos eletrônicos, o governo está investindo em um setor com um enorme potencial de geração de empregos e de aumento da receita tributária. Estima-se que a indústria de jogos crie milhares de novos empregos qualificados no Brasil nos próximos anos, contribuindo para o fortalecimento da economia como um todo.

Continua após a publicidade

O PL ainda pode ajudar a posicionar o Brasil como um polo de excelência no desenvolvimento de jogos eletrônicos na América Latina e no mundo. Com o apoio do governo e o acesso a recursos financeiros, empresas nacionais terão a oportunidade de competir em pé de igualdade com os grandes players do mercado global. Isso elevará o perfil do país, tornando-o um centro de inovação e criatividade, além de favorecer parcerias internacionais no campo dos jogos eletrônicos.

Em suma, o Marco Legal dos Games representa um passo importante para o fortalecimento da indústria brasileira de jogos eletrônicos e para o enriquecimento da nossa cultura. Ao oferecer incentivos fiscais para o desenvolvimento de jogos, o governo está reconhecendo o valor artístico, cultural e econômico desse setor e investindo no potencial dos desenvolvedores nativos. Com isso, inicia-se uma nova fase na história dos jogos, repleto de oportunidades para todos os que fazem parte dessa comunidade criativa.

* Vanessa Pires é especialista em incentivo fiscal via fomento público e CEO da Brada, startup que conecta investidores e projetos de impacto positivo via leis de incentivo

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.