Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O primeiro mamífero extinto por causa das mudanças climáticas

Roedor australiano foi, de acordo com pesquisadores, a primeira vítima mamífera do recente aquecimento global

Em junho de 2016, o Departamento da Proteção do Meio Ambiente e da Herança australiano preparou um relatório onde afirmava que o Melanomys rubicola, um tipo de roedor, teria sido o primeiro mamífero do mundo a ser extinto em razão das mudanças climáticas. No entanto, foi só agora que o governo da Austrália reconheceu a extinção do animal.

Todos os indivíduos da espécie viviam em Bramble Cay, uma pequena ilha na Oceania que, em seu ponto mais alto, desponta a apenas 3 metros do mar.

Veja também

A primeira vez em que esses ratos foram avistados foi em 1845 e, em 1978, centenas deles populavam o local. Contudo, desde 1998, a porção da ilha que fica acima da água caiu de 40 mil para 2 mil metros quadrados. Ou seja, conforme o espaço e a vegetação diminuíram, os animais teriam perdido cerca de 97% de seu habitat.

Assim, o Melanomys rubicola se tornou a primeira de muitas espécies que ainda serão extintas por causa do clima progressivamente quente, de acordo com os autores do estudo. Segundo eles, esses roedores poderiam ter sido salvos caso mais recursos tivessem sido dedicados à causa sustentável.