Clique e assine a partir de 9,90/mês

Tiroteio em colégio de Goiânia deixa dois mortos

O suspeito pelos disparos tem 14 anos e é filho de militares. Há ainda feridos que foram enviados ao hospital local, de acordo com o Corpo de Bombeiros

Por Da redação - Atualizado em 20 out 2017, 19h00 - Publicado em 20 out 2017, 13h08

Um tiroteio na manhã desta sexta-feira 20 no Colégio Goyases, no Conjunto Riviera, em Goiânia, deixou dois mortos, dois meninos entre 10 e 12 anos, e mais quatro feridos, segundo informações do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. João Vitor Gomes e João Pedro Calendo morreram na hora.

Os bombeiros receberam a ligação às 11h50 de uma professora do colégio. Ela dizia que um rapaz entrou atirando nos alunos. Entre os feridos há um internado, levado de helicóptero, para Hospital de Acidentados de Goiânia.

Adolescente abre fogo contra alunos em Goiânia - Tiroteio no Colégio Goyases
Adolescente autor dos disparos na escola Goyases em Goiânia Reprodução/Arquivo pessoal

O suspeito pelos disparos é um estudante do próprio colégio, de 14 anos. Filho de militares, o jovem estaria sofrendo bullying dos colegas e teria pego arma em casa para poder se vingar.

Os alunos Lara Fleury Borges, de 14 anos; Marcela Rocha Macedo, de 13 anos; Isadora de Morais Santos, de 14 anos, e Hyago Marques Barbosa, de 13 anos, foram socorridos com vida. Hyago está no Hospital de Acidentados da cidade. Os demais foram levados ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Segundo médicos do Hugo, Isadora passou por uma cirurgia e está internada em estado grave na UTI. Os demais estão estáveis.

Continua após a publicidade

A instituição oferece educação infantil e ensino fundamental, atendendo estudantes até o 9º ano. A faixa etária abrangida, portanto, é entre 6 e 15 anos.

Publicidade