Clique e assine a partir de 8,90/mês

Suspeito de atirar em escola tem 14 anos e é filho de militares

Foram mortos dois estudantes, com idades entre 10 e 12 anos; escola atende alunos de ensino infantil e fundamental, numa faixa média dos 6 aos 15 anos

Por Da Redação - Atualizado em 20 out 2017, 17h12 - Publicado em 20 out 2017, 13h57

O jovem que é suspeito de ter causado um tiroteio na manhã desta sexta-feira, no Colégio Goyases, no Conjunto Riviera, em Goiânia, tem 14 anos e é filho de militares. Ele teria pego a arma do crime em casa e decidido utilizá-la para se vingar dos colegas da escola, que praticariam bullying contra ele, segundo informações da Polícia Militar.

Dois estudantes, com idade estimada entre 10 e 12 anos, foram mortos com os disparos dentro da sala de aula. Outras quatro pessoas ficaram feridas, sendo que uma delas foi levada de helicóptero para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

Os bombeiros foram acionados por volta das 11h50 após a ligação de uma professora. Ela acionou os agentes informando que um rapaz havia entrado dentro da sala de aula, com o atendimento sendo acionado imediatamente na sequência.

A instituição oferece educação infantil e ensino fundamental, atendendo estudantes até o 9º ano. A faixa etária, portanto, é entre seis e quinze anos, em média.

Continua após a publicidade
Publicidade