Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Roger Abdelmassih é indiciado novamente por estupros

O ex-médico preso há dois anos também foi denunciado por manipulações genéticas irregulares que resultaram no nascimento de crianças com deficiência

A Polícia Civil indiciou Roger Abdelmassih, de 72 anos, por mais de 25 estupros contra pacientes de sua clínica de reprodução entre os anos de 1990 e 2008. Além de abusos sexuais, há denúncias de manipulações genéticas irregulares que resultaram no nascimento de crianças com deficiência. O novo inquérito foi concluído em 31 de março para ser encaminhado à Justiça.

A segunda leva de investigações começou em 2009, quando Abdelmassih já respondia ao primeiro processo pelo estupro de 37 mulheres que buscavam tratamento de fertilização para engravidar. Na época, a 1ªDelegacia da Mulher optou por instaurar um segundo inquérito para agilizar as investigações contra o ex-médico, já que novas vítimas surgiam a todo instante.

Leia também:

Sobrinha de Abdelmassih contesta vítima de estupro

A vida secreta de Roger Abdelmassih no Paraguai

Em 2010, o ex-médico já havia sido condenado em a 278 anos de prisão, pena que, posteriormente, foi reduzida para 181 anos. Após três anos foragido, Abdelmassih foi preso no Paraguai, em 2014.

(Com Estadão Conteúdo)