Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Protestos contrários e a favor de Lula complicam o trânsito em SP

Manifestantes pró-Lula fecharam a Rodovia Régis Bittencourt e a Via Dutra e incendiaram pneus como resposta à condenação do petista em segunda instância

 

Protestos realizados em diversos locais de São Paulo complicam o trânsito no fim da tarde desta quarta-feira, 24, na cidade. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), há manifestações nas avenidas Paulista e Ipiranga – ambas na região central -, e na Ponte do Socorro, na zona sul. A Frente Povo Sem Medo e o Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST) também protestam em trechos das rodovias Imigrantes, Régis Bittencourt e Dutra.

A recomendação da CET é que os motoristas evitem essas regiões. Na Paulista, os manifestantes se reuniram desde o começo da tarde para comemorar a decisão do Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF4), que confirmou a condenação de Lula pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá. Já os manifestantes da avenida Ipiranga defendem a inocência do petista.

Integrantes do MTST atearam fogos em pneus na Ponte do Socorro. Apoiadores da Frente Povo Sem Medo e do MTST protestam nas rodovias Imigrantes, Dutra, Régis Bittencourt em protesto contra a condenação de Lula. Na Régis, os manifestantes atearam fogo em pneus. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há bloqueio total na região de Taboão da Serra, no km 247 da BR 116, no sentido São Paulo.

Segundo a CET, havia 74 quilômetros de lentidão na cidade por volta das 18h. O recorde para o horário foi registrado em 13 de junho de 2017, com 155 quilômetros de congestionamento.

Assista aos vídeos abaixo