Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Primeira comandante de UPP assume policiamento na Rocinha

Major Priscilla Azevedo, que comandou a unidade do Dona Marta, em Botafogo, vai liderar tropa na maior favela da Zona Sul, de onde desapareceu o pedreiro Amarildo

Primeira comandante de uma Unidade de Polícia Pacificadora no Rio, a major Priscila de Oliveira Azevedo é a nova responsável pela UPP da Rocinha, na Zona Sul. A oficial substitui o major Edson Santos, desgastado com o desaparecimento do pedreiro Amarildo de Souza . A mudança é a de maior repercussão, das 24 trocas de comando anunciadas nesta sexta-feira.

Considerada “conciliadora”, Priscilla é vista na PM como uma especialista no policiamento de proximidade. A major comandou a UPP da Dona Marta, em Botafogo, entre 2008 e 2010.

Cadê Amarildo – A troca do comando da UPP da Rocinha foi anunciada em 28 de agosto. O desaparecimento de Amarildo de Souza, visto pela última vez na noite de 14 de julho, no momento em que era levado por policiais para a sede de UPP, tornou a permanência do major Edson Santos à frente da UPP da Rocinha insustentável.

Durante o anúncio da troca de 25 dos 34 comandantes de UPP, o novo coordenador de Polícia Pacificadora, o coronel Frederico Caldas, disse que a Polícia Militar reforçará as intervenções nas favelas com UPP, intensificando as abordagens, a busca de armas e o patrulhamento. Caldas afirmou que usará até 200 policiais da Coordenadoria de Polícia Pacificadora. A ação, batizada de União de Paz, começará pela Rocinha, Alemão e São Carlos.

Leiai também:

Polícia Militar do Rio troca comando da UPP da Rocinha

Justiça recusa pedido para declarar morte de Amarildo

PM que deteve pedreiro Amarildo já havia sido denunciado por agressão

Carro da PM que transportou Amarildo circulou pela cidade após desaparecimento

Reconstituição do caso Amarildo acaba após 16 horas