Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Partidos pedem ao TSE que exija de Bolsonaro provas de fraudes em eleições

Representação assinada por onze partidos pede ao tribunal que interpele presidente a respeito de ilações sobre lisura de urnas eletrônicas

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2021, 15h57 - Publicado em 31 jul 2021, 15h55

Os ataques do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao atual sistema eleitoral brasileiro não vão ficar sem resposta. Onze partidos entraram com representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que Bolsonaro explique declarações feitas em uma live recente e repetidas em discursos como o de Presidente Prudente, neste sábado. Em ambas as ocasiões, o presidente questiona a lisura das eleições com urnas eletrônicas.

Com assinaturas de representantes do Solidariedade, MDB, PT, PDT, PSDB, PSOL, REDE, Cidadania, PV, PSTU e PCdoB, o requerimento exige que Bolsonaro apresente “provas de suas ilações promovidas durante sua transmissão nas redes sociais que acusam o sistema eleitoral brasileiro de irregularidades”. As legendas afirmam ainda que o presidente também lançou “acusações a autoridades públicas, antecipando debate eleitoral e utilizando-se de estrutura pública para palanque político”.

LEIA TAMBÉM: TSE desmente Bolsonaro em tempo-real durante ‘live’

Neste sábado, em Presidente Prudente, Bolsonaro voltou a mencionar as eleições, após participar de mais uma motosseata. “Queremos eleições, votar, mas não aceitaremos uma farsa como querem nos impor. O soldado que vai à guerra e tem medo de morrer é um covarde. Jamais temerei alguns homens aqui no Brasil que querem impor sua vontade.”

Na quinta, Bolsonaro falou em sua live semanal nas redes sociais que as urnas eletrônicas não são confiáveis. O presidente prometeu apresentar provas de que houve fraudes nas eleições de 2014 e 2018. Porém, ele disse: “Não temos provas, mas indícios”.

Continua após a publicidade
Publicidade