Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Em meio a pandemia, manifestações pró-governo ocorrem pelo Brasil

Apoiadores ignoraram coronavírus e foram às ruas para reclamar do Congresso e do STF e mostrar apoio a Bolsonaro; o presidente exaltou os atos em suas redes

Por Da Redação Atualizado em 15 mar 2020, 17h49 - Publicado em 15 mar 2020, 17h32

Em meio à pandemia de coronavírus pelo mundo, manifestantes ignoraram contraindicações de ir a lugares com grandes aglomerações e participaram de atos pró-governo neste domingo, 15, pelo Brasil. De início, as manifestações, a maioria com algumas centenas de pessoas, haviam sido convocados contra o Congresso, com a ideia de que a instituição atrapalha os trabalhos do Executivo.

O próprio presidente Jair Bolsonaro fez, na sexta-feira, um pronunciamento na TV, pedindo que a população não fosse às ruas, por segurança de saúde – ao mesmo tempo em que defendeu as iniciativas como “legítimas” e “expressões da liberdade”.

Entretanto, Bolsonaro, neste domingo, deu mau exemplo ao interromper seu isolamento, já que espera um segundo exame para o coronavírus, e participou de ato em sua defesa na capital federal. Apertou a mão de diversas pessoas e pegou os celulares de seus apoiadores para tirar selfies. Além disso, usou suas redes sociais para exaltar manifestações pelo país.

Em Brasília, o público ignorou um decreto estatual que proibia reuniões com mais de 100 pessoas e saiu de casa vestindo verde amarelo e com bandeiras do Brasil. Cartazes traziam mensagem contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal. Eles marcharam pela Esplanada dos Ministérios até o gramado em frente ao Congresso Nacional.

No Rio de Janeiro, a manifestação ocorreu próxima à praia de Copacabana. Em São Paulo, os apoiadores ocuparam a Avenida Paulista, bloqueando um trecho da via (o programa Ruas Abertas foi cancelado na região por conta da epidemia). Havia cartazes com mensagens como: “o bem vence o Maia”, ‘intervenção militar já”, “Congresso inimigo do Brasil” e “o vírus que mais mata é a corrupção”.

Ocorreram atos ainda em cidades como Campinas, Belém, Porto Alegre, Recife, Fortaleza, Maceió, entre outras.

(Com Agência Brasil)

Movimentação do ato Pró Bolsonaro em Brasília, DF, neste domingo, 15. Wagner Pires/Futura Press Wagner Pires/Futura Press
Continua após a publicidade

Publicidade