Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Crise no ES: Circulação de ônibus é suspensa

Após a morte do presidente do Sindicato dos Rodoviários de Guarapari na manhã desta quinta, ônibus que estavam nas ruas voltam para garagem

A crise na segurança pública no Espírito Santo chega nesta quinta-feira ao sexto dia e a população permanece insegura, apesar da cidade se mostrar mais movimentada. Os ônibus voltaram a circular pela manhã com frota reduzida e intervalos de uma hora, mas após o assassinato do presidente do Sindicato dos Rodoviários de Guarapari, Wallace Barão, a circulação voltou a ser suspensa.

Nesta quinta-feira, mais 650 homens do Exército e da Força Nacional devem chegar ao Estado, elevando o contingente para 1.850 militares enviados pelo governo federal. O governo do Estado informou que são necessários pelo menos 2.000 homens para fazer a segurança em todo o Espírito Santo.

Presidente do Sindicato dos Rodoviários de Guarapari, Wallace Barão, foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira, em Guarapari Presidente do Sindicato dos Rodoviários de Guarapari, Wallace Barão, foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira

Presidente do Sindicato dos Rodoviários de Guarapari, Wallace Barão, foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (/)

As aulas seguem suspensas, o comércio e órgãos públicos funcionam parcialmente. Mesmo com o reforço na segurança, o patrulhamento nas ruas é considerado pequeno.

Até a tarde desta quarta, o Sindicado dos Policiais Civis (Sindipol/ES) confirmava 95 mortes no Estado. O governo não confirma os números e não divulgou nenhum levantamento dos homicídios desde que a greve da Polícia Militar teve início no último sábado.

Ainda nesta quinta, a Polícia Civil vai realizar assembleia para avaliar a possibilidade de também entrar em greve. O ato está marcado para as 15 horas, em Vitória. Nesta quarta, os policiais realizaram homenagens ao policial civil Mário Marcelo Albuquerque, conhecido como Marcelinho do DHPP, que foi morto a tiros nesta terça ao tentar evitar um assalto em Colatina, no interior do Estado.

 

entenda-greve-policiais-espirito-santo

 (/)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Francisco Carlos

    PSICOLOGIA DE POLÍCIA E BANDIDO. Na greve da PM no Espírito Santo cidadãos comuns foram vistos realizando saques em lojas e supermercados. A ausência da polícia revela uma realidade assustadora: o caos ético e moral que se encontra o nosso país. Quando a polícia se torna a regra de conduta das pessoas, o instrumento de controle que as impede de cometer crimes percebe-se a falta de consciência ética e moral. Retirada a polícia vem a tona o desejo latente de um povo corrupto. Idiotice pensar que só políticos são desonestos, tendo oportunidade, muitos se tornam criminosos. A conclusão é a seguinte: Se precisamos de polícia para sermos honestos, somos uma sociedade de bandidos soltos!
    Sérgio Oliveira – Teólogo e psicólogo

    Curtir

  2. Luiz Carlos Porto

    Essa greve de policiais deve se espalhar por todo o país e ser o estopim de uma revolução que expurgue de uma vez por todas esses políticos safados, sanguessugas, sorrateiros e ladrões. Avante policiais!

    Curtir

  3. A crise serviu para mostrar o padrão da ética e moral do povo. Sem a policia na rua, tudo é permitido. Este é o resultado da falsa ideia que a educação se faz na escola. Um homem de caráter e decência se faz na família. Acrescente-se a isso o ¨magnífico¨ estatuto da criança e adolescente, as ¨leis¨ como a da palmada, etc. O mais vergonhoso são as cenas de saques pela população. Com a palavra os psicólogos de plantão que tentam valorizar sua profissão, tirando dos pais o direito de educar de verdade. Fora a lei do desarmamento, que deixou os bandidos armados e a população desarmada, refém dos bandidos, estes sempre protegidos pelos defensores dos ¨direitos humanos¨.

    Curtir

  4. Ozanir Gonçalves Itacarambi

    Incrível!!!! Nem caminhões e tanques do Exército, Marinha e Aeronáutica empilhados de Militares são capazes de substituir uma simples viatura da PM/ES contendo apenas uma dupla de PMS. Essa tragédia só veio para demonstrar que pouca coisa funciona nesse país sem a PM.

    Curtir

  5. márcio cardoso

    Infelizmente o Exército não está dando conta.

    Curtir