Clique e assine a partir de 9,90/mês

Entenda a crise de segurança pública no Espírito Santo

VEJA resume o que levou o caos ao estado - com aumento de mortes, escolas sem aula e lojas fechadas - e o que querem os PMs que se recusam a ir para as ruas

Por Da Redação - Atualizado em 9 fev 2017, 14h27 - Publicado em 8 fev 2017, 20h20

O caos na segurança pública do Espírito Santo, provocado pela falta de policiais militares nas ruas, chegou ao quinto dia, com reflexos no dia a dia da polução do estado, principalmente na região metropolitana de Vitória. As escolas estão sem aula, postos de saúde e outras repartições públicas estão com atendimento comprometido e ao menos 95 assassinatos foram registrados nesse período, número muito acima da média regular no estado, que foi de 3,2 homicídios por dia em 2016.

VEJA resume abaixo a crise na segurança pública do estado, o que querem os policiais militares, o que oferece o governo e o que tem sido feito para amenizar os danos à população.

 

entenda-greve-policiais-espirito-santo
Publicidade