Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Corpo do miliciano Adriano da Nóbrega é periciado novamente

Procedimento foi iniciado no fim da tarde desta quinta, 20, no IML do Rio

Por Jana Sampaio Atualizado em 25 mar 2021, 19h50 - Publicado em 20 fev 2020, 18h44

O corpo do ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega, morto em 9 de fevereiro, passa novamente por perícia nesta quinta-feira, 20, realizada por especialistas do Ministério Público do Rio de Janeiro e da Bahia. O procedimento é acompanhado por promotores do MP baiano, três peritos e um fotógrafo contratados pela família e uma das irmãs do miliciano.

  • O procedimento estava previsto para começar por volta das 14h, mas a liberação judicial só chegou ao IML às 17h. Segundo Francisco Miguel Moraes Silva, 81 anos, perito contratado por parentes de Nóbrega, dependendo do que se verifique será possível reconstituir como o ex-policial morreu. “Nós vamos filmar tudo, menos a alma do Adriano. Apesar disso, só quem poderá atestar se foi execução são os agentes que participaram do cerco que culminou na morte dele”, disse Silva, que afirmou só ter visto o corpo nas fotos divulgadas pela reportagem de capa de VEJA na semana passada.

    O laudo oficial ficará pronto em até quinze dias. Depois desse prazo, a família terá mais duas semanas para informar se concorda, discorda ou tem alguma informação para acrescentar ao documento. Na quarta, 19, segundo informou o portal G1, o corpo já teria dado entrada no IML fluminense após indicados os fenômenos de putrefação.

    Nóbrega foi localizado pelo núcleo de inteligência na Bahia em dezembro de 2019. O miliciano estava foragido desde janeiro do ano passado, quando teve sua prisão decretada pela Operação Intocáveis, que investigava a milícia de Rio das Pedras.

    Leia também:

    • Decisão desastrada de Fachin muda jogo político e reforça polarização.
    • Mesmo com concessões, governo vê PEC Emergencial como ganho institucional.
    • Vacinação: no pior momento da pandemia, principais autoridades do país ensaiam reação.
    • Economia do Brasil segue travado por incerteza do futuro.
    • A busca pela mulher que guarda os maiores segredos de Adriano da Nóbrega
    Continua após a publicidade
    Publicidade