Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

O manifesto ecológico de Adriana Calcanhotto chega a São Paulo

O show 'Margem' será apresentado em duas sessões no Theatro Net e tem como norte a relação da cantora e compositora gaúcha com o mar

Por Sérgio Martins - 4 out 2019, 17h56

Lançado no início de junho, Margem, de Adriana Calcanhotto, encerra a trilogia do mar iniciada em Maritmo, de 1998, e que foi retomada dez anos depois em Maré. Surgiu num momento precioso, no qual as discussões sobre a conservação dos oceanos e das florestas se tornaram a pauta do dia. Nas entrevistas promocionais do álbum, a cantora e compositora gaúcha adiantou que a turnê traria as canções mais expressivas dos três trabalhos. Margem, o show, chega neste sábado em São Paulo em duas sessões no Theatro Net (rua das Olimpíadas, 360). Ingressos no site Sympla.

Mais do que um desfile de sucessos, as performances de Adriana Calcanhotto são um manifesto. Há sempre uma proposta e um roteiro para singrar no palco com tranquilidade. A Mulher do Pau Brasil, seu show anterior, fazia alusões ao manifesto modernista e ao movimento tropicalista. Margem segue o tema marítimo intercalado por canções como Devolva-me e uma versão de Futuros Amantes, de Chico Buarque, que foi lançada somente na versão japonesa do álbum. Adriana se faz acompanhar por Rafael Rocha (mpc, bateria, percussão), Bruno di Lullo (baixo) e Bem Gil (guitarra).

Publicidade