Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Gente Por João Batista Jr. Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Por que Zezé e Luciano lideram ranking de publicidade mesmo na crise

Crise causada pela pandemia não tirou sertanejos do topo da lista

Por João Batista Jr. - Atualizado em 29 jul 2020, 14h55 - Publicado em 29 jul 2020, 13h20

Seja com a economia em ascensão ou em crise, os irmãos Zezé di Camargo e Luciano lideram o ranking de artistas do Brasil que mais aparecem em inserções de propaganda de TV no Brasil. Isso desde que a consultoria Controle da Concorrência começou a realizar esse tipo de pesquisa, em 2015. Os dois estão à frente de nomes como Rodrigo Faro, Luciano Huck, Gisele Bündchen, Anitta e Neymar. No primeiro semestre deste ano, a dupla sertaneja apareceu em 5 322 inserções, todas elas para a rede Marabraz. Em segundo lugar ficou Fábio Porchat, com 2 066 inserções.

Se neste ano de crise econômica Zezé e Luciano apareceram apenas com a rede de varejo de móveis populares, no passado eles foram rostos de propagandas para empresas como Vest Casa e Zaeli Alimentos, além do Governo do Estado de São Paulo. O que explica o apelo dos sertanejos?

ASSINE VEJA

Os ‘cancelados’ nas redes sociais Leia nesta edição: os perigos do tribunal virtual. E mais: nova pesquisa sobre as eleições presidenciais de 2022
Clique e Assine

Ao contrário de boa parte dos artistas, eles se comunicam bem com as classes C, D e E. Em tempos de crise, em que diversas empresas tiraram anúncio de redes de TV para migrar exclusivamente para o digital, a Marabraz manteve patrocínio em emissoras abertas como Globo, Record e Band.

Zezé e Luciano são garotos propaganda da Marabraz desde 1998. O mercado estima que eles faturem 7 milhões de reais cada um por ano de cachê, considerando-se apenas a Marabraz. Os dois não registram números estratosféricos em redes sociais (Zezé soma 2,9 milhões de seguidores no Instagram; Luciano, 1,9 mi), mas têm credibilidade com parte do público.

Publicidade