Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

STJ se prepara para enterrar de vez investigações contra Flávio Bolsonaro

Dois recursos que contestam provas usadas no caso das 'rachadinhas' serão analisados nesta terça

Por Mariana Muniz Atualizado em 1 mar 2021, 17h29 - Publicado em 1 mar 2021, 08h31

A vitória protagonizada pelo senador Flávio Bolsonaro no STJ na semana passada deve se repetir nesta terça-feira, quando os ministros da Quinta Turma julgam os recursos que questionam a legalidade de compartilhamento de dados do Coaf com o MPRJ — pilar das investigações contra ele no caso das “rachadinhas”.

Caso vença novamente, a denúncia apresentada em novembro de 2020 pelo MP do Rio contra o filho mais velho do presidente pode ser completamente esvaziada.

Investigações contra Flávio Bolsonaro

Autor do voto que acabou prevalecendo, o ministro João Otávio Noronha acabou entrando no mérito desses outros recursos que serão analisados nesta terça. Para ele, o Coaf extrapolou em sua missão e, por isso, os relatórios não podem ser usados como prova. 

“O Coaf não é órgão de investigação e muito menos de produção de prova. Ele tem que fazer o relatório de inteligência, e então está finalizada sua missão”, disse. 

Resta saber se os ministros Reynaldo Soares da Fonseca, Ribeiro Dantas e Joel Ilan Parcionik concordarão com essa tese, como ocorreu na semana passada. O relator, Felix Fischer, discorda.

  • Leia Também: MPF levanta informações sobre empresa e negócios de filho de Bolsonaro.
Continua após a publicidade
Publicidade