Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Reverendo chegou na Presidência’, diz Dominguetti após citar Michelle

Mais cedo, o Radar revelou mensagens em que os vendedores de vacina afirmam que a primeira-dama 'está no circuito agora junto ao reverendo'

Por Gustavo Maia Atualizado em 12 jul 2021, 17h24 - Publicado em 12 jul 2021, 17h14

Quatro minutos depois de informar a um de seus contatos que a primeira-dama Michelle Bolsonaro “está no circuito agora junto ao reverendo”, o policial militar Luiz Paulo Dominguetti enviou um áudio ao colega de empreitada em que parece comemorar o avanço do grupo e a escalada do lobby, então concentrado no diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, na hierarquia do governo.

“O reverendo chegou na Presidência da República”, diz Dominguetti, complementando na sequência: “Roberto Dias é segundo plano”.

A gravação, de oito segundos, foi enviada a um contato identificado como Rafael Compra Deskarpak na noite de 3 de março desse ano.

O reverendo em questão é Amilton Gomes de Paula. Dias foi exonerado do governo depois que o PM declarou que ele teria cobrado 1 dólar de propina por dose de vacina oferecida ao governo.

Na semana passada, o Radar revelou que Dominguetti escreveu no dia 9 de março a Cristiano Carvalho, o CEO da Davati Medical Supply no Brasil, que recebia informações do “Gabinete da Presidência da República”.

Dias depois, em 16 de março, o PM recebeu de um interlocutor a notícia de que Amilton “falou com Bolsonaro” e que “ele falou que vai comprar tudo”.

Continua após a publicidade
Publicidade