Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Presidente da CCJ só aceita debater sabatina ao STF após a saída do decano

Simone Tebet prefere aguardar os ritos naturais e estima que o processo sabatina do indicado, quando se der, levará no máximo 3 semanas

Por Evandro Éboli Atualizado em 1 out 2020, 08h41 - Publicado em 1 out 2020, 07h19

Presidente da CCJ do Senado, Simone Tebet quer evitar tocar no tema do sucessor de Celso de Mello, no Supremo Tribunal Federal (STF), enquanto o decano continuar ministro.

O indicado pelo presidente da República é sabatinado nessa comissão.

  • De qualquer maneira, quando questionada, Tebet diz que só depende do envio pela Mesa e da escolha do relator na comissão. Na sua comissão, esse trâmite não passa de três semanas.

    Publicidade