Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#MERCADO FINANCEIRO#Irmãos Nasser pagarão multa milionária

Os irmãos sem-banco Ezequiel Edmond Nasser e Jacques Nasser foram multados pela CVM em 24 milhões de reais cada um por irregularidades no comando do extinto Banco Excel. O processo foi julgado no dia 30. Acionistas controladores do Excel, ocupando a presidência e vice-presidência do banco respectivamente, os dois foram acusados de abuso de poder de […]

Por Da Redação - Atualizado em 22 fev 2017, 20h59 - Publicado em 9 out 2008, 18h25

Os irmãos sem-banco Ezequiel Edmond Nasser e Jacques Nasser foram multados pela CVM em 24 milhões de reais cada um por irregularidades no comando do extinto Banco Excel. O processo foi julgado no dia 30.

Acionistas controladores do Excel, ocupando a presidência e vice-presidência do banco respectivamente, os dois foram acusados de abuso de poder de controle, quebra do dever de lealdade, desvio de poder e desvio de finalidade no exercício de suas funções, entre outros ilícitos.

Dois outros diretores foram condenados à inabilitação temporária para atuar como administradores de companhias abertas.

O processo que foi julgado no fim do mês passado foi iniciado na CVM em 2005 a partir de um ofício feito pelo Banco Central ainda em 2002. No ofício, o BC já localizava indícios de exercício abusivo de poder de controle na condução dos negócios do Excel. As irregularidades ocorreram na capitalização da Ezibrás Factoring, também controlada pela família Nasser.

Continua após a publicidade

Sobrinho dos Safra, Nasser é figura conhecida no mercado financeiro. Foi ele o comprador do Banco Econômico, mas, como não conseguiu recuperá-lo, foi obrigado a vendê-lo por apenas um real em 1998.

Publicidade