Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Marielle era cotada para vice em chapa com Tarcísio Motta

Vereadora foi assassinada na noite da última quarta (14)

Por Ernesto Neves Atualizado em 16 mar 2018, 12h43 - Publicado em 15 mar 2018, 12h00

Quinta vereadora mais votada nas eleições do Rio em 2016, Marielle Franco estava cotada para ser vice na chapa com Tarcísio Motta ao governo do estado.

Tarcísio conquistou 10% dos votos válidos ao governo do estado em 2014, e avaliava Marielle como parceira ideal por sua defesa dos direitos humanos e do feminismo.

A opção por Marielle, líder comunitária na Maré, ganhava força interna principalmente diante do agravamento do quadro social do Rio.

Marielle voltava de uma evento em que foi discutido o aumento da violência contra contra mulheres negras. Às 21h30, um carro se aproximou do veículo da vereadora na Rua Joaquim Palhares.

Nesse momento foram feitos os disparos: quatro deles atingiram Marielle na cabeça, que estava no banco de trás; o motorista levou outros três tiros nas costas.

 

Continua após a publicidade

Publicidade