Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Discriminação racial vira tema estratégico do Observatório Nacional

Inciativa conjunta do CNJ e Ministério Público priorizará a questão.

Por Manoel Schlindwein - Atualizado em 2 set 2020, 15h39 - Publicado em 2 set 2020, 17h32

A promoção da igualdade e o combate à discriminação racial tiveram um importante reconhecimento ontem, quando o ministro Dias Toffoli e o Procurador-Geral da República Augusto Aras as incluíram como temas estratégicos do Observatório Nacional sobre Questões Ambientais, Econômicas e Sociais de Alta Complexidade e Grande Impacto e Repercussão.

A inclusão da temática partiu do reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares e líder do Movimento AR, o professor José Vicente. “Finalmente o tema ganha a devida relevância, ele passa a ser visto com prioridade pela Justiça e Ministério Público. É algo inédito, um passo que nunca tinha sido dado antes”, celebra o reitor. Na prática, a iniciativa dá mais visibilidade à questão, sobretudo dentro da Justiça.

O Observatório foi constituído por meio de uma iniciativa conjunta do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O órgão monitora temas de relevância como migração e segurança pública, além de episódios como o incêndio na boate Kiss e a chacina de Unaí.

Publicidade