Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Datena desiste de concorrer à Prefeitura de São Paulo como vice de Covas

Apresentador da Band deve concorrer a uma vaga no Senado em 2022

Por Mariana Zylberkan Atualizado em 11 ago 2020, 16h32 - Publicado em 11 ago 2020, 16h23

O apresentador José Luiz Datena anunciou que não irá disputar as eleições municipais de São Paulo na tarde desta terça-feira, 11. O anúncio foi feito ao vivo em seu programa na Band. Ele estava sendo cotado para integrar como vice a chapa de Bruno Covas (PSDB), que concorre à reeleição. “Prefiro escolher a história da Band, mas queria muito ter ajudado o Bruno”, disse no ar.

A decisão foi anunciada após reunião com o presidente do Grupo Bandeirantes, João Jorge Saad, minutos antes de Datena entrar no ar. A desistência, porém,  já havia sido comunicada por ele na semana passada, quando o apresentador se reuniu com o presidente do MDB, o deputado Baleia Rossi, e comunicou sua predileção por concorrer a uma vaga no Senado nas eleições de 2022. Datena se filiou ao MDB no início de março em cerimônia concorrida em Brasília. De acordo com o calendário eleitoral, candidatos interessados a concorrer a cargos nas próximas eleições não podem apresentar programas de rádio e de TV a partir desta terça-feira até o fim do período eleitoral. Datena não apresentou seu programa matinal diário na rádio Bandeirantes nesta terça, o que aumentou os rumores de que iria mudar de ideia.

ASSINE VEJA

A nova Guerra Fria Na edição desta semana: como a disputa entre Estados Unidos e China pode ser vantajosa para o Brasil. E mais: ‘Estou vivendo o inferno’, diz Marcelo Odebrecht
Clique e Assine

No PSDB, a expectativa era de que Datena mudasse de ideia na última hora e aceitasse disputar à reeleição do prefeito Bruno Covas (PSDB) como vice na chapa tucana. No início do ano, quando começou a ser ventilada a possibilidade de Datena se candidatar à Prefeitura de São Paulo, foi cogitado que o apresentador se afastasse do jornalístico diário e passasse a se dedicar a um programa mais frio, no formato de entrevistas, por exemplo. Com a pandemia, porém, Saad disse a Datena que seria ruim para a emissora afastá-lo das notícias diárias em um momento tão crítico. A coordenação da campanha de Covas também manteve a esperança de ter o apresentador como vice na chapa e apostou na inconstância do apresentador até os últimos instantes.

Diante da desistência de Datena, o cargo de vice de Covas nas eleições paulistanas irá se manter do MDB, que deve indicar novo nome. Entre os sondados, estão a ex-prefeita Marta Suplicy e o deputado federal Alexandre Leite, filho do vereador Milton Leite (DEM), ex-presidente da Câmara Municipal de São Paulo.

A intenção de se tornar vice de Covas nasceu nos corredores do hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, quando os dois estiveram internados; o tucano, para tratar de um câncer no sistema digestivo, e Datena, para uma cirurgia cardíaca. É a segunda vez que o apresentador ensaia entrar para a vida política mas desiste na última hora. A primeira foi em 2018 quando foi pré-candidato ao Senado pelo DEM.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade