Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
José Casado Por José Casado Informação e análise

Pedaladas em Brasília

Deputados do Distrito Federal aprovaram lei para gerar energia nas prisões com presos pedalando

Por José Casado Atualizado em 19 jul 2021, 09h59 - Publicado em 19 jul 2021, 09h30

Políticos são criativos. Deputados do Distrito Federal aprovaram uma “Política de Incentivo à Geração de Energia” no sistema penitenciário. A justificativa é o déficit energético, provocado pela longa seca.

No texto da lei, remetido à sanção do governador Ibaneis Rocha (MDB), se prevê a compra de bicicletas estacionárias para instalação nas prisões da capital federal.

São 16 mil detentos, 57% autodeclarados pardos, 27% negros e 16% brancos. Prevê-se a aquisição de dez mil bicicletas, no mínimo, para alegria dos fabricantes.

LEIA TAMBÉM: Sem chuva, o risco de apagões aumenta

Fixadas no chão das penitenciárias, seriam movimentadas pelos detentos — segundo o projeto — para geração de energia. Cada pedalada daria direito a uma progressiva redução na pena e as prisões se tornaria usinas produtoras de energia.

Os deputados, claro, só esqueceram de combinar com os presos. De toda forma, já tem gente pensando em fixar bicicletas no chão do plenário da Câmara Distrital, onde o projeto obteve maioria acachapante, com apenas dois votos contrários. Os legisladores pedalariam, enquanto votam, reduzindo o déficit energético em Brasília.

Continua após a publicidade
Publicidade