Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O show de trapalhadas de coronel Nunes, presidente da CBF, na Rússia

Um dia depois de papo constrangedor com jornalistas, substituto de Marco Polo Del Nero "trai" parceiros da Conmebol em eleição

SOCHI – Se em campo a seleção brasileira de Tite vai muito bem, obrigado, a mais alta cúpula da CBF vem dando um vexame atrás do outro. A esculhambação da cartolagem nacional está hoje personificada em Antônio Carlos Nunes de Lima, o coronel Nunes, que assumiu a presidência da entidade após o banimento de Marco Polo Del Nero. Em solo russo para acompanhar a equipe na Copa do Mundo, o ex-coronel paraense admitiu que jamais imaginou estar, aos 80 anos, no cargo que ocupa. E, totalmente despreparado, vem colecionando trapalhadas, uma delas com possíveis consequências políticas: uma “traição” ao voto conjunto da Conmebol para a sede da Copa de 2026.

Um dia antes do congresso da Fifa, Nunes esteve em Sochi para acompanhar o treino da seleção. Animou-se a conversar com um grupo pequeno de jornalistas e, em menos de dez minutos, deu um verdadeiro show de desconhecimento: confundiu o Mar Vermelho com Mar Negro, disse que o Brasil quebraria um tabu de nunca ter ganhado uma Copa na Europa (o primeiro título, em 1958 foi na Suécia) e constrangeu a todos ao chamar Michel Platini, um dos grandes jogadores de sua geração e banido do futebol como cartola, de “aquele menino francês”.

Também comentou sobre o fim “daquela URSS”, se disse íntimo do presidente da Fifa, Gianni Infantino, e exaltou seus feitos de quando era cartola do Paysandu – “carreguei aquele clube nas costas.” Desconversou sobre Del Nero, banido do futebol por suspeitas de corrupção. “Não temos conversado ultimamente.” Tudo bastante constrangedor, mas nada que fosse digno de nota, até pela pouca relevância do cartola alçado à presidência por uma manobra política – foi escolhido vice-presidente por ser o mais velho e, de acordo com as regras da CBF, assumir em caso de afastamento de Del Nero.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo de 2018

Mas nesta quarta-feira, o despreparo do coronel tomou maiores proporções em Moscou. Ao contrário do que havia dito aos próprios jornalistas na véspera, ele não votou na candidatura da América do Norte (Estados Unidos, México e Canadá), que venceu e será sede da Copa de 2026. Preferiu o derrotado Marrocos. Questionado por jornalistas presentes, mostrou-se surpreso. Não sabia que o voto de todas as confederações seria aberto e revelado instantes depois pela Fifa. Depois justificou, dizendo ter simpatia pelo Marrocos. “Os Estados Unidos já sediaram uma vez, né? O México vai para a terceira Copa. O Marrocos nunca foi sede de uma Copa. Então, por isso, fiz essa escolha”, disse, na zona mista.

O Brasil será sede da próxima Copa América e a “traição” ao bloco sul-americano certamente não será bem-vista nas próximas reuniões. É bem provável que dirigentes e assessores da CBF peçam que sua maior autoridade, ao menos em teoria, adote um tom mais discreto assim que a Copa começar

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. news da hora

    Tem que saber que traição foi essa do Coronel nunes . Será que não votou com os Globotralhas e com a máfia da Comenbol . Por essas razoes estão crucificando o sr Nunes .

    Curtir

  2. news da hora

    Claro , que se houver uma lava jato no futebol Brasileiro , poucos não serão presos .

    Curtir

  3. news da hora

    No momento somente o Marin , pois estava fora do Brasil .

    Curtir

  4. news da hora

    Quem sabe ? Com a prisão do Dario Messer a lava jato chegue também na CBF e Clubes .

    Curtir

  5. Traição. CBF deveria ser fechada e virar presídio federal já com os presentes.

    Curtir