Blogs e Colunistas

Mapa da Violência de 2012: Homicídios de Mulheres no Brasil

07/05/2012

às 18:15 \ Política & Cia

Vergonha, vergonha, vergonha: o Brasil está entre os países do mundo em que mais se matam mulheres

As mulheres sofrem violência -- e acabam sendo assassinadas -- principalmente em casa (Ilustração fotográfica: El País)

Infelizmente, mais uma marca vergonhosa para o Brasil. Confiram nesta reportagem do portal do Estadão e verifiquem o papel horroroso da violência doméstica nas estatísticas de mulheres assassinadas — porque 69% das mulheres foram agredidas em sua própria casa, ou seja, na maior parte das vezes por maridos, namorados, companheiros ou ex.

Um estudo divulgado nesta segunda-feira, 7, apontou que o Brasil tem o sétimo maior índice de homicídios entre as mulheres entre 84 países. De acordo com a pesquisa, a taxa de homicídio no Brasil ficou em torno de 4,4 vítimas para cada 100 mil mulheres.

A pesquisa, coordenada pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, foi batizada de “Mapa da Violência de 2012: Homicídios de Mulheres no Brasil” e foi feita com apoio da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais – FLACSO – e do Instituto Sangari. [O Instituto Sangari é mantido pela Sangari, empresa que desenvolve e implementa metodologias e materiais educacionais para o aprendizado de Ciências no Ensino Fundamental].

O objetivo do estudo é traçar um panorama da evolução do homicídio de mulheres entre 1980 e 2010, quando foram assassinadas 91.932 mulheres, sendo quase a metade – 43.486 mortes – na última década desse período.

Os Estados com maiores taxas, no ano de 2010, foram: Espírito Santo, Alagoas e Paraná, com respectivamente 9.4, 8.3 e 6.3 homicídios para cada 100 mil mulheres.

Um detalhe também significativo é o local onde aconteceu a agressão: em 69% das vítimas femininas atendidas pelo SUS, foi na própria casa.

O relatório completo do estudo pode ser acessado por este link.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados