Blogs e Colunistas

drama

30/10/2011

às 20:02 \ Tema Livre

Vídeo: volta o corvo, volta o suspense de um filme que… Bem, vejam vocês mesmos

talisma

Personagem de "O Talismã", adaptação de Math Ratt

Por Rita de Sousa

O canadense Mathieu Ratthe, ou Matt Ratt, cineasta, produtor e diretor, de quem mostramos em outro post o curta Lovefield, sonhava filmar O Talismã, baseado em livro de Stephen King e Peter Straub.

Ocorre que o livro teve seus direitos vendidos e, em 1984 foi adaptado para o cinema por ninguém menos do que Steven Spielberg, com a colaboração de Kathleen Kennedy. O projeto, porém, não foi rodado na época.

Em maio de 2008, Ratthe criou um eletrizante teaser (trailer de um filme que não foi rodado, algo como uma amostra do que ele poderá ser), de 6:33 minutos de duração, para o qual contou com a participação de Cameron Bright (que interpretou Birth em X-Men: The Last Stand) e, para os efeitos especiais, a Buzz Image (300 e O Aviador). A cena “O Quarto de Hotel” foi rodada em dois dias, e Ratt pagou tudo de seu bolso.

Ratt quis demonstrar aos produtores e detentores dos direitos sua capacidade de de dirigir a história. Infelizmente para ele, a dupla Stephen King e Steven Spielberg anunciaram o lançamentode O Talismã, no formato minissérie, para 2012.

A cena escolhida mostra um garoto que volta para o hotel onde está hospedado com a mãe, está com fome e chama por sua ela. Os detalhes, como a fumaça na xícara de café em cima da mesa, objetos pessoais no quarto e o chuveiro aberto no banheiro indicam sua presença, mas ela não está em lugar nenhum. A agua do chuveiro corre com o box vazio, roupas estão espalhadas pelo chão e o garoto, ao voltar do banheiro para o quarto, vê na rua, através do vidro, uma cena pavorosa.

O corvo, marca de Lovefield, volta a aparecer aqui. Uma fotografia excelente, com trilha sonora de primeira, indicam que Mathieu Ratthe poderia ter feito um bom filme.

Confiram, mas podem parar no minuto 4, porque depois vêm apenas créditos:

22/10/2011

às 19:00 \ Tema Livre

Vídeo: você vai passar suspense com este “Lovefield” – mas nem tudo é como parece

Por Rita de Sousa

Pra assistir a este curta-metragem, Lovefield, de Mathieu Ratthe, abram suas mentes, amigos do blog, pois nem tudo é o que parece ser.

O filme de 5:29 minutos leva o espectador a uma viagem de emoções. Não se preocupe em tirar conclusões precipitadas – surpreender, pela emoção e pela razão, é uma característica desse roteirista, diretor e produtor canadense.

Interessante notar que a obra de Mathieu Ratthe, ou Matt Ratt, constitui-se até agora apenas de um curta-metragem e dois teasers (trailer de um filme que precisa de investimento para ser rodado, algo como uma amostra do que ele poderá ser). As três peças são impecáveis em todos os aspesctos. Eis aqui um cineasta que merece atenção.

O curta abaixo – Campo do amor, em tradução livre – brinca com as linguagens de horror, suspense e drama, todas acentuadas pela presença do corvo. Maravilhosamente assustador.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados