Blogs e Colunistas

21/12/2012

às 17:00 \ Política & Cia

MENSALÃO: ministros do Supremo podem se tornar referências morais num país sem os Grandes Brasileiros de outrora

O ministro Joaquim Barbosa, tendo à sua esquerda a ministra Cármen Lúcia e à sua direita, de costas para a foto, o ministro Marco Aurélio, conversando com o ministro Luiz Fux, reclinado: possíveis novas referências morais numa terra de ninguém? (Foto: José Cruz / Agência Brasil)

Publicado originalmente no blog às 19h32 da sexta-feira, 14 de setembro de 2012. Antes do histórico voto do ministro relator do processo do mensalão, Joaquim Barbosa, condenando o ex-todo-poderoso José Dirceu por corrupção ativa, a que se seguiram os votos no mesmo sentido dos ministros Luiz Fux e Rosa Weber no mesmo sentido. O julgamento foi suspenso e será retomado nesta terça-feira

Republico hoje o post porque mantenho o que disse ANTES da histórica condenação.

Amigas e amigos do blog, talvez alguns de vocês ainda não saibam, mas ministros do Supremo Tribunal Federal — que como regra geral levam vidas discretíssimas, e dos quais a esmagadora maioria da população ignora até os nomes – vêm sendo reconhecidos e aplaudidos em restaurantes, shopping centers e parques públicos em Brasília. A começar, pelo que se poderia prever, pelo severo relator do caso, ministro Joaquim Barbosa.

O vento purificador que, até agora, vem soprando desde o Supremo Tribunal Federal no trato implacável que a maioria de seus ministros tem conferido ao processo do mensalão faz sentir seus efeitos.

Repito, para alguns leitores apressados: A MAIORIA de seus ministros. Não todos.

E ressalto que, evidentemente, os 11 ministros do Supremo NÃO SÃO 11 SANTOS.

Do que se trata, aqui, é de um período histórico e de um julgamento que podem conferir novos rumos à Justiça no país e um novo alento a quem anseia por menos impunidade, menos Lei do Gerson, menos jeitinho brasileiro, menos cara de pau e desfaçatez com a coisa pública. Mais esperança, quem sabe, e também, finalmente, bom exemplo vindo do alto da pirâmide do poder.

O país melhorou, mas ainda chafurda na miséria moral da impunidade

Não sei como terminará o julgamento. Ainda falta muita coisa — muitas acusações a serem comprovadas, muitos réus a serem escrutinados, muitas horas de trabalho dos ministros.

Não quero parecer otimista demais, amigas e amigos.

Mas ouso dizer que uma condenação rigorosa de altos figurões da República, como se esboça, possa ser um divisor de águas num país que há décadas vem melhorando em quase todos os setores, em quase todos os indicadores sociais e econômicos — mas que ainda chafurda na miséria moral da impunidade dos poderosos, no escárnio dos que roubam o dinheiro público, na empáfia de quem frauda e assalta sorrindo o que deveria ser de todos, de gente capaz de falsificar remédio para câncer a fim de ganhar dinheiro — sabendo que não vai para a cadeia–  ou de matar pelas costas uma ex-namorada, ser réu confesso e ainda assim, com advogadões, conseguir permanecer dez anos em liberdade após ser condenado antes de, finalmente, ser encerrado numa cela.

Sobral Pinto, Dom Paulo Evaristo Arns, e Dr. Ulysses Guimarães

Não temos mais figuras do porte de um Sobral Pinto, de um Dom Paulo Evaristo Arns -- vivo, mas doente -- ou de um Doutor Ulysses Guimarães

O país melhorou em muita coisa, e seria um absurdo negar. Na vida pública, no terreno moral, porém, estamos num salve-se-quem-puder, num vale-tudo cínico e obsceno, numa terra de ninguém, no rés-do-chão — e sem que milhões e milhões de brasileiros de bem tenham, acima, para quem olhar como exemplo.

Onde estão os Sobral Pinto, os Doutor Ulysses, os Dom Paulo Evaristo, os Raymundo Faoro de hoje?

Foi-se o tempo em que um brado libertário do advogado Sobral Pinto, solene e grave em seus inevitáveis trajes negros, uma invectiva do católico fervoroso que defendeu sem cobrar o líder comunista Luiz Carlos Prestes, fazia tremer os canalhas, era capaz (como diria Nelson Rodrigues) de derrubar Bastilhas e decapitar Marias Antonietas e acendia esperanças no coração dos que desejavam justiça.

Não temos mais um Doutor Ulysses Guimarães — o Doutor Ulysses Guimarães “Senhor Diretas”, não o político do PMDB — para, desarmado, desafiar os cães da ditadura militar, fulminar, com um discurso, os Três Patetas da junta militar que usurpou o poder, ou comparar o general Ernesto Geisel a Idi Amin.

Nem tampouco o hoje adoecido cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, incansável defensor dos direitos humanos, para, diante da mentira escandalosa do regime de que o jornalista Vladimir Herzog se “suicidara” nos porões do DOI-Codi, começar o culto ecumênico por sua alma, na superlotada catedral da Sé paulistana naquele dia negro de 1975, com a condenação claríssima, corajosa e terrível, tirada de textos sagrados:

– Maldito seja aquele que, com suas mãos, tirar a vida de um irmão.

Não temos mais Grandes Brasileiros como antigamente, figuras humanas que, embora falíveis justamente por isso, eram referências morais, pareciam aos cidadãos estar acima do bem e do mal: um pensador católico como Alceu Amoroso Lima, um mestre desassombrado do Direito e defensor das liberdades públicas como Goffredo da Silva Telles — da “Carta aos Brasileiros” –, uma figura veneranda como o jornalista e pensador nacionalista Barbosa Lima Sobrinho, um presidente da Ordem dos Advogados com a firmeza, o equilíbrio, a coragem e o desassombro de um Raymundo Faoro.

Grandes Brasileiros e também Grandes Velhos.

O caso dos juízes italianos

Na Itália de de governos apodrecidos pela corrupção e, mais recentemente, pelo longo reinado do corrupto, autoritário e dissoluto primeiro-ministro Silvio Berlusconi, vem tomando cada vez maior vulto um partido político fundado por ex-juízes que, justamente, fizeram a grande limpeza que foi a Operação Mãos Limpas, nos anos 90, a qual resultou no esfacelamento completo de todos os partidos políticos tradicionais, metidos até o pescoço no lodaçal da roubalheira, do tráfico de influências e em outros tipos de crime.

Os partidos desmoronaram, líderes foram parar na cadeia, fortunas terminaram sendo confiscadas. Quem escapou de penas pesadas acabou banido, na prática e para sempre, da vida pública.

Esses magistrados implacáveis, a começar por um dos juízes que teve mais visibilidade nesse processo, Antonio Di Pietro, fundaram posteriormente um partido denominado, exatamente, Itália dos Valores (Italia dei Valori), um partido moderado, de centro, cujo eixo central de atuação é a absoluta intolerância com a corrupção. Entre outros feitos, o novo partido já ganhou de forma esmagadora eleições para governar duas das cidades com instituições mais infiltradas pelo crime na Itália e, provavelmente, no mundo — Palermo, na Sicília, e Nápoles.

Não se trata de ter heróis — mas referências morais

Não acho que os juízes, no Brasil, devam fundar partidos políticos.

Mas, quem sabe, terminemos o julgamento do mensalão não apenas com um resultado exemplar e saneador para a vida pública brasileira, mas também obtendo de novo NÃO HERÓIS, mas algumas REFERÊNCIAS MORAIS, algumas figuras públicas em quem os jovens possam se mirar, capazes de serem dignas de admiração e instrumentos de fé na Justiça, nas instituições, em valores como a correção, a ética, a honestidade e o cumprimento da lei – e num Brasil oficial menos safado e hipócrita do que o que temos.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

202 Comentários

  1. ILDEBRANDO JOSÉ PARANHOS

    -

    08/06/2013 às 7:10

    Na vida aprendemos que as pessoas são humanas e na maioria das vezes se enrolam por preferir o comodismo que aplicar o rigor da Lei. Por que condena um pobre e enquanto corre o julgamento ele espera na cadeia. E o rico espera em liberdade e após condenado raramente vai parar atrás das grades? É precisamos passar a Justiça a limpo.

  2. João Cirino Gomes

    -

    07/03/2013 às 9:12

    Quantos bilhões já foram socados nestes PAC I, PACII e PAC III, sem nenhum resultado para a população que esta sendo explorada com as mais altas taxas tributaria do planeta?

    Eu gostaria de ver algum descarado mostrando às mudanças e benefícios, além de falatórios, desvios de verbas e promessas fantasiosas!

    Desviam bilhões, dizendo que estão investindo em melhoramentos, mas os bilhões são enviados para paraísos fiscais, como aconteceu com os 25 milhões de euros, que a amante do Lula depositou em um banco de Portugal!
    Estou inventando?

    E ai, que vai dar?
    Lula vai devolver? Ou isso não é crime? Se fosse um crime cometido pelo cidadão comum, seria dos mais hediondos!
    E a mídia calou, mas calou, por qual motivo?
    Desinformação, covardia, ou canalhice de gente hipócrita, oportunista e vendida?

    E continuamos vendo reportagens sensacionalistas, de policiais subindo morros, invadindo casas nas favelas e periferias!

    Estão prendendo meninos descalços, sem camisa, aparentemente desnutridos, para que a mídia coleada com “políticos canalhas responsabilize estes “infelizes vitimas deste sistema imundo”, pelo aumento da violência e criminalidade, os acusando de integrantes do crime organizado!

    É notório que boa parte da mídia sensacionalista e vendida, esta compactuada, com os verdadeiros integrantes do crime organizado; responsáveis pela falta de verbas, que deveriam ser investidas em saúde, escolas, empregos com salários dignos, moradias e hospitais!
    Estas são os motivos, pelos quais, esta aumentando a miséria, a mendicância e a violência!

    Traficar, furtar e roubar, esta sendo a única opção de vida; para os desempregados, que estão jogadas as margens, sem estudo, sem moradia, e passando fome!

    Note que as cadeias estão lotadas, mas de pobres, que furtam maisena, pão, leite etc… Estão presos por não terem poder aquisitivo; os traficantes, bicheiros, e integrantes do verdadeiro crime organizado, contratam bons advogados para fazer acertos com juízes e ganham a liberdade!
    Quem se esqueceu de Daniel Dantas, o sócio do Lulinha, filho do ex presidente Lula?
    Lula fez o acerto promovendo juiz a ministro; Dantas se inocentou e Lulinha continua pousando de empresário, fazendeiro e bilionário genial!
    Creio que esta claro como fonte cristalina:> Os bandidos de colarinho compactuados com integrantes dos três poderes, continuam roubando acobertados pela lei de imunidade e foru privilegiado!

    Esta situação atual; a verdadeira imagem da sociedade e da justiça brasileira!

    Só com o fim da imunidade e foru privilegiado, poderemos acreditar que ainda exista algum respeito, por democracia, ou pela constituição que reza direitos iguais para todo cidadão perante a lei!

    http://www.peticaopublica.com.br/?pi=Janciron

    Admiro-me os três poderes calados, ou compactuados, mas muito mais me admiro, pela marinha, exercito e aeronáutica não tomar uma atitude, pela pátria que juraram defender!

  3. André

    -

    26/12/2012 às 23:38

    MINHA CONFIANÇA ATÉ PODERIA SER MAIOR SE O SUPREMO NÃO INTERFERISSE DA FORMA QUE FEZ NAS ATRIBUIÇÕES DO LEGISLATIVO, NÃO QUE EU DEFENDA AQUELA CORJA, LONGE DISSO. MAS A FUNÇÃO DO JUDICIÁRIO É ASSEGURAR O CUMPRIMENTO DA CONSTITUIÇÃO E ELA FOI DESRESPEITADA, JUSTAMENTE PELO JUDICIÁRIO, COMO FAZER O POVO DAR ATENÇÃO ÀS LEIS?

  4. Valdemar Habitzreuter

    -

    26/12/2012 às 9:09

    Olá Setti, saiu hoje na Folha: “Sem citar mensalão, Thomaz Bastos diz que repressão passou dos limites”, aludindo indiretamente à condenação dos mensaleiros. Que tal postar esta matéria no seu blog?
    Obrigado pela sugestão, Valdemar.
    Abraço

  5. moacir

    -

    24/12/2012 às 15:44

    P/Setti qdo voltar das férias,
    Entre os exemplos de retidão que você menciona no seu post,eu jamais ouvira falar de Goffredo da Silva Telles Jínior.Fui buscar informações e tive um grande prazer em conhecê-lo.
    Incrível a Carta aos Brasileiros lida por ele em
    8 de agosto de 1977,no pátio externo da Faculdade
    de Direito da Universidade de São Paulo,no Largo de São Francisco.Encontrei belos relatos e depoimentos de alguns daqueles estudantes que, finda a leitura, o seguiram em passeata espontânea
    pelas ruas de São Paulo.Tem até um vídeo com trechos da Carta.Enfim,um outro post dentro do seu.
    E por falar no seu texto,ele é forte e comovente.
    Você deveria escrever mais,muito mais!Pelos jovens,
    Setti, pelos que não viveram tudo aquilo e que hoje
    quase não tem referências. Eles precisam dos seus bytes de memória. Quem os guardará dos guardiões?
    Obrigado, caro Moacir.
    Prometo mais bytes de memória em 2013.
    Abraço

  6. JOSÉ CARLOS WERNECK

    -

    23/12/2012 às 15:57

    A “crise” entre o STF e a Câmara dos Deputados é só uma questão de memória

    Considero o Legislativo,o mais democrático e transparente de todos os Poderes de uma Nação.
    Ele espelha de maneira indelével a vontade do eleitor.
    Se para lá são escolhidas pessoas de bem é porque entre os eleitores existem pessoas de igual quilate.Da mesma maneira em relação,aos corruptos,pilantras,ladrões e aproveitadores.Igualmente no que diz respeito aos mais e menos preparados para exercer o importante mandato que receberam,através da vontade soberana das urnas.
    Um Legislativo soberano e independente é essencial à Democracia.
    Por essas razões condidero legítimas todas as vozes que se levantam em veemente defesa de um Parlamento forte e que não sofra ingerências nem do Executivo ou do Judiciário.
    O Senado Federal representa os estados da Federação e a Câmara dos Deputados é constituída por representantes do Povo brasileiro.Nessas importantes instituições,os senadores e deputados não são nomeados, nem prestam concurso público.
    Nas verdadeiras Democracias a única porta de entrada para o Congresso Nacional é o voto popular, exercido em eleições livres e democráticas.
    Por isso tudo é que estranhei a reação do presidente da Câmara,deputado Marco Maia, à decisão do Supremo Tribunal Federal de determinar a prisão e a cassação dos mandatos dos parlamentares condenados no processo do Mensalão.
    A denúncia,pelo Procurador- Geral da Reública,à época o Sr.Carlos Fernando de Souza, de todos os réus de Mensalão,ao STF,foi baseada em pedido do Legislativo,resultante de condenação,por uma Comissão Parlamentar de Inquérito,que os considerou culpados.
    Ao aceitar a denúncia da Procuradoria Geral da República,o Supremo Tribunal Federal,nada mais fez do que atender a um pedido da própria Câmara dos Deputados.
    Portando não há nenhuma questão jurídica profunda a ser discutida ou analisada diante da reação do ilustre presidente da Câmara .Há apenas uma questão de memória.
    Para resolver o problema basta apenas consultar os anais do Congresso e ler o resultado da CPI dos Correios no link abaixo:
    http://www.escandalodomensalao.com.br/pdf/Capitulo07.pdf

  7. J.B.CRUZ

    -

    23/12/2012 às 0:01

    Referencias MORAIS na política:
    1)- JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA.

    2)- ERNESTO GEISEL.

    3)- FERNANDO HENRIQUE CARDOSO.

    —————————————————
    OBS: PECADOS E TENTAÇÕES Á PARTE….NINGUÉM É PERFEITO…tiveram seus erros,mas, com certeza muito mais ACERTOS..

  8. Vaulber B. Pellegrini

    -

    22/12/2012 às 18:42

    Não credite em tudo que voce ve e escuta. As pessoas podem sempre mudar para pior. E foi o que aconteceu!!! Natal totalmente livre para todos os marginais PeTistas!

  9. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    22/12/2012 às 16:01

    Moacir:
    Sou neto de um Desembargador – “só se pode julgar pelo que esta nos autos.” não sou advogado e nem versado em leis mas sempre acreditei nisto – julgamento pelo que esta escrito nos AUTOS.
    Meu pai sofreu todas as violências e nós da família junto com ele com a seguinte “acusação” – “PO DE RIA TER TAN GEN CIA DO o código militar X – PODERIA TER TANGENCIADO…
    Um julgamento DEDUTIVO e SEM PROVAS como do STF – lamento Moacir – ESPERANÇA 1000, mas Crédito ao STF ao seu Presidente e outros que o seguem ZERO!
    Como cidadão sempre na ESPERANÇA COMO TENHO NA COMISSÃO DA VERDADE não ACREDITO em julgamentos SUBJETIVOS.
    É a minha opinião e subjetividade ao se fazer justiça – acaba em ERRO e INJUSTIÇA.
    Obrigado pelas palavras ao velho e ainda lúcido e atuante.
    Pedro Luiz

  10. Bruno

    -

    22/12/2012 às 12:37

    Isso é e excesso de RECURSO, RECURSO, RECURSO, RECURSO, RECURSO,RECURSO, RECURSO, RECURSO, RECURSO, RECURSO, e depois mais algum RECURSO! Pimenta Neves, citado no artigo entrou com quantos? 14? Dez anos depois, puxa uma semana de cadeia enquanto a mãe da moça morre e o pai fica doente e na miséria, pois gastou tudo com advogados. Viva Joaquim Barbosa!!!

  11. José Figueredo

    -

    22/12/2012 às 11:42

    Carregado de livros não faz do burro um doutor,mas certamente se Deus tivesse dado a ele a capacidade de ler e interpretar livros,seu destino seria menos penoso e certamente seria melhor que muitos humanos que atraem pra si a ideia de prestimosos e indispensáveis.Ser culto,inteligente e trabalhador,não faz um homem justo,puro ou humanista,mas que abre caminhos para isto sem duvida alguma o faria superior e altamente qualificado à um cargo eletivo.De burros e estúpidos a humanidade já atingiu grandes recordes,tanto no desenvolvimento,quanto ma decadência.Fica na mão dos doutores a justeza nas ações e a inteligencia na administração das responsabilidades.

  12. roby

    -

    22/12/2012 às 9:29

    Acho que devemos dar a tudo as devidas proporções. Se levar a cabo o julgamento do mensalão mostrou a necessária autonomia do STF, seus resultados e consequências pedem um balanço mais equilibrado. Por exemplo: condenar uma banqueira (que estava nisso pela grana; um motivo menor) a 16 anos e tanto iniciando em prisão fechada e acariciar um José Genoíno (presidente do partido político que pretendia fraudar a democracia com um golpe, empregando para isso recursos públicos) ao regime semi-aberto? Não serão pesos muito distintos para crimes ainda mais distintos?
    Caminhamos muito, certamente; mas ainda estamos longe em nossa incipiente democracia.

  13. moacir

    -

    21/12/2012 às 23:16

    OK, Moacir.
    Abraço

  14. moacir

    -

    21/12/2012 às 21:13

    Pedro Luiz,
    Lá embaixo dessa lista de comentários,você deixou palavras de elogio e ânimo para o Setti,mais precisamente em 14/09/2012 às 21:54,comentando este mesmo post.
    Setti respondeu afirmando que dentre os brasileiros
    que fizeram e fazem a diferença está o seu pai.
    Aí me caiu a ficha,**Senta a Pua** !! Seu pai é o Brigadeiro Rui Moreira Lima.Meu mais respeitoso
    abraço para ele.
    Quanto aos homens mencionados no post,vamos ouvir a voz deles?
    1- Sobral Pinto
    Existe peru à brasileira,mas não soluções à brasileira.A democracia é universal,sem adjetivos.
    2- Ulysses Guimarães
    A liberdade de expressão é o apanágio da condição humana e socorre as demais liberdades ameaçadas,
    feridas ou banidas.
    3- Alceu Amoroso Lima
    O passado não é aquilo que passa,é aquilo que fica do que passou.
    4- Goffredo da Silva Telles
    Queremos dizer,sobretudo aos moços,que nós aqui estamos e aqui permanecemos,decididos,como sempre,
    a lutar pelos direitos humanos,contra a opressão de todas as ditaduras.
    5- Raymundo Faoro
    O sapateiro não é a pessoa mais autorizada a dizer onde o sapato aperta.
    6- Barbosa Lima Sobrinho
    Ninguém consegue ser subversivo após uma feijoada
    —————————————————
    Puxa,Pedro,sendo filho de quem é,e ouvindo toda essa gente boa falando e fazendo graça,você não
    sente orgulho de ser um cidadão
    brasileiro?
    Vamos acreditar?

  15. JOSÉ CARLOS WERNECK

    -

    21/12/2012 às 18:16

    MINISTRO JOAQUIM BARBOSA

    Para alguns colegas jornalistas e vários militantes petistas inconformados com o trabalho do ministro Joaquim Barbosa,que estão publicando inverdades sobre sua carreira vitoriosa,faço um resumo da trajetória profissional de Joaquim Barbosa.
    O ministro é natural da cidade mineira de Paracatu, onde fez os estudos primários no Grupo Escolar Dom Serafim Gomes Jardim e no Colégio Estadual Antonio Carlos. Aos 16 anos foi sozinho para Brasília, arranjou emprego na gráfica do Correio Braziliense e terminou o segundo grau, no Colégio Elefante Branco.. Obteve seu bacharelado em Direito na Universidade de Brasília, onde, em seguida, obteve seu mestrado em Direito do Estado.
    Antes de sua nomeação para o Supremo Tribunal Federal,exerceu vários cargos na Administração Pública Federal.
    Trabalhou como compositor gráfico do Centro Gráfico do Senado Federal.
    Em 1976,através de concurso público,assumiu o cargo de Oficial de Chancelaria do Ministério das Relações Exteriores, tendo servido na Embaixada do Brasil em Helsinki, Finlândia.
    Nos anos de de 1979 a 1984 foi Advogado do Serviço Federal de Processamento de Dados(SERPRO).
    Foi membro do Ministério Público Federal de 1984 a 2003, com atuação em Brasília (1984-1993) e no Rio de Janeiro (1993-2003);cargo este obtido através de concorrídissimo e dificílimo concurso de provas e títulos.
    De 1985 a 1988,exerceu a função de Chefe da Consultoria Jurídica do Ministério da Saúde
    Paralelamente ao exercício de cargos no serviço público,sempre manteve estreitas ligações com o mundo acadêmico. É Doutor e Mestre em Direito Público pela
    Universidade de Paris-II (Panthéon-Assas), onde cumpriu extenso programa de
    doutoramento de 1988 a 1992, o qual resultou na obtenção de três diplomas de pósgraduação. Cumpriu também o programa de Mestrado em Direito e Estado da
    Universidade de Brasília (1980-82), que lhe valeu o diploma de Especialista em Direito
    e Estado por essa Universidade.
    É Professor licenciado da Faculdade de Direito da Universidade do
    Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde lecionou as disciplinas de Direito Constitucional
    e Direito Administrativo. Foi Visiting Scholar (1999-2000) no Human Rights Institute
    da Columbia University School of Law, New York, e na University of California Los
    Angeles School of Law (2002-2003).
    É assíduo conferencista, tanto no Brasil quanto no exterior. Foi
    bolsista do CNPq (1988-92), da Ford Foundation (1999-2000) e da Fundação Fullbright
    (2002-2003).
    É autor das obras “La Cour Suprême dans le Système Politique
    Brésilien”, publicada na França em 1994 pela Librairie Générale de Droit et de
    Jurisprudence (LGDJ), na coleção “Bibliothèque Constitutionnelle et de Science
    Politique”; “Ação Afirmativa & Princípio Constitucional da Igualdade. O Direito como
    Instrumento de Transformação Social. A Experiência dos EUA”, publicado pela Editora
    Renovar, Rio de Janeiro, 2001; e de inúmeros artigos de doutrina.
    Fez também estudos
    complementares de línguas estrangeiras no Brasil, na Inglaterra, nos Estados Unidos,
    na Áustria e na Alemanha.

  16. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    21/12/2012 às 17:10

    Uma excelente piada – STF como referência morais – que humor negro danado,sô!
    Pedro Luiz

  17. Jonas

    -

    06/11/2012 às 13:18

    Olha lá o ministro dormindo!!! Esse aí e o Gilmar Mendes dormiram durante a defesa dos réus!!! Isso é uma vergonha, são pagos para trabalhar. Bem que a Eliana Calmon disse que há bandidos de toga!!!!

    É um absurdo condenar homens públicos sem ter noção da carga de trabalho que eles têm. Você já visitou alguma vez o Supremo, já conversou com algum funcionário, já assistiu a algum julgamento, já viu o volume de material com que os ministros têm de lidar, já tomou conhecimento do número de casos julgados por ano?

  18. Danillo

    -

    07/10/2012 às 16:12

    Desculpe, mas não tive a intenção de desrespeitar ninguém!
    Admiro muito o ministro por enfrentar os poderoso, mas fiquei realmente chateado por dizer, apesar de tudo, que não se arrepende de ter votado nos petralhas.

  19. Danillo

    -

    07/10/2012 às 16:02

    Também estou curioso sobre essa entrevista do Joaquin Barbosa.
    Explica isso ai, o negão amarelou?!
    #chatiado.

    Já respondi a outro leitor. E acho que você deveria ter mais respeito pelo ministro.

  20. J.B.CRUZ

    -

    07/10/2012 às 15:56

    DÊ PODER AO HOMEM E SERÁ REVELADO SEU CARÁTER..Lula deu poder a JOAQUIM BARBOSA com segundas intenções..Caráter revelado do Ministro !BOM!!

    DITADO POPULAR:(NA MÔSCA)….

    ”O FEITIÇO VIROU CONTRA O FEITICEIRO””‘ rsrs.

  21. Maros

    -

    07/10/2012 às 15:51

    Cadê a entrevista de Joaquim Barbosa declarando voto em Brizola, Lula e Dilma?
    Esta não interessa?
    Ai, como eu sofro!!!!!!

    Se for algo relativo à reportagem de capa de VEJA que começou a circular ontem, caro Maros, o material ainda não foi liberado para a divulgação na web. Talvez seja possível publicar ainda hoje, mais tarde.

    Aguarde.

    Um abraço

  22. Margareth Peppe

    -

    07/10/2012 às 15:33

    Dos tres poderes o S.T.F. é a única esperança para os brasileiros de bem, porque os outros dois poderes estão no mar de lama.

  23. Teresinha

    -

    07/10/2012 às 14:30

    Detalhe: No cabeçalho em negrito está Joaquim Cardoso no lugar de Joaquim Barbosa – um grande patriota. Cardoso é para lembrar de outro grande patriota, Fernando Henrique Cardoso que entregou um Brasil bem encaminhado cujos frutos colhidos pelo Lula não foram distribuídos para os brasileiros como mostra o mensalão. Falta descortinar outros desvios.

  24. Wevweson Eduardo de Souza

    -

    25/09/2012 às 20:20

    UM PAÍS MARCADO PELA FALTA DE CARATÉR, ÉTICA , MORAL, ONDE PESSOAS A QUAL SÃO ELEITAS PARA REPRESENTAR A POPULAÇÃO.
    NOS ESTAMOS FELIZES COM O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA SIM É UMA FELICIDADE QUE NÃO SENTIAMOS HA TANTO TEMPO ESTAVA PERDIDA E ELE NOS FEZ REENCONTRAR SIM PLISMENTE REALIZANDO O SEU TRABALHO JULGANDO DE ACORDO COM AS PROVAS NOS AUTOS, LIVRE DE VALORES SENDO ÉTICO E IMPARCIAL.
    NÃO IMPORTA SE QUEM DIVULGOU A FOTO NAS REDES SOCIAS NÃO SABE PORTUGUÊS CORRETO ELE E COMO EU FILHO DE UM PAÍS ONDE SOMOS OBRIGADOS A ESTUDAR E TRABALHAR E TEMOS UMA FORMAÇÃO DEFICIENTE.
    MAS SÃO PESSOAS COMO O MINISTRO NEGÃO QUE NOS MOTIVA A MELHORAR ESTE PAIS.
    VEJO QUE A QUELE QUE É MALANDRO QUE É OLEGAL O QUE E MAIS ENGRAÇADO O MAIS NÃO TEM NADA DE LEGAL NISSO, TEMOS QUE MUDAR ESSA CULTURA DO ERRADO SER CERTO .
    SE VOCÊS TIVEREM UMA OPORTUNIDADE COMPRE UM LIVRO CHAMADO O QUE FAZ UM BRSIL UM BRASIL AUTOR ROBERTO DA MATA.
    QUE NOS DA A RELIDADE DA CULTURA DO BRASILEIRO DE SER MALANDRO SER LEGAL.
    O LLEGAL E VOTAR CERTO, BUSCAR PESSOAS ALINHADA COM O QUE REALMENTE IMPORTA SÃO AS NOSAS NECESSIDAE BASICAS. DINHERO TEM SO FALTA PARAREM DE AFANAREM UM POUCO E FOCAR NO QUE REALMENTE IMPORTA QUALIDADE DE VIDA .
    HA JA IA SE ESQUECENDO ESSA É PARA VC LULA CUNDADO COM O NOSSO MINISTRO NEGÃO VOCÊ SABIA DE TUDO E SE APROVEITOR DISSO PARA GUARDAR UMA APOSENTADORIA BEM GORDA.
    AS CUSTAS DOS QUE ELEGERAM VOCÊ QUE COM FIARAM EM VOCÊ.

  25. Ivan

    -

    22/09/2012 às 6:17

    Me espanta tanta insensatez expressada anteriormente. O texto é muito bom, e o momento ainda melhor. Sempre acreditei que no Poder Judiciário deveríamos depositar nossas últimas esperanças. E quando tudo parecia perdido, os mais altos juristas vêm resgatar nossa dignidade. Quem acompanha os trabalhos da Corte Suprema sabe que essa chama de esperança não surgiu a toa. Para além de posicionamentos político-ideológicos, os nobres juízes reproduzem o sentimento nacional de aversão à usurpação do poder público, que atenta mediatamente com maior gravidade aos mais relevantes bens jurídicos de nossa socedade.

  26. LUIS CESAR

    -

    22/09/2012 às 0:27

    ESTES TRÊS TEM MORAL? A TÁ! COM QUEM? VOCÊS FORÇAM UMAS PARA A GALERA QUE É DE DAR DÓ.

  27. Jorge

    -

    21/09/2012 às 23:19

    O falso moralismo da direita brasileira novamente a flor da pele.
    Queria ver esses arautos da moralidade julgarem com afinco o mensalão do PSDB e do DEM.
    Pelo contrário, o STF, de forma misteriosa, enviou o processo contra esses partidos para a primeira instância.
    Dois pesos e duas medidas?
    Com Ricardo Setti a palavra.

    Leia mais o blog antes de vir com “falso moralismo” e “direita”, entre outras bobagens, para o meu lado.

    Confira aí:

    http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/mensalao-tucano-este-post-e-dedicado-especialmente-aos-leitores-que-vivem-cobrando-que-eu-aborde-o-assunto/

  28. Egydio

    -

    21/09/2012 às 12:33

    O Mensalão é o subfruto do crescimento forte das esquerdas que geraram a necesidade do acima, como o comunista PT e foi em muito influenciado pela esquerdista Teologia da Libertação-PT, subversão comunista sob engodo de religião, de alguns membros da Igreja apostasiados, como o Boff, Betto e mais alguns dissensos que ainda atuam no país utilizando o “Marxismo Cultural” em muitas frentes da Igreja, como nas CEBs e movimentos populares de periferias onde se aproveitam das mais ignorantes e empobrecidados.
    Isso vem desde os tempos de D Hélder Câmara (e mais rebeldes membros da Igreja) que incentivou as esquerdas e imenso trabalho a seu sucessor Dom José Cardoso para sanear o infectado ambiente comunizado da Arquidiocese.
    De 2, 1: era muito ingênuo, não creio, ou agente comunista disfarçado de cardeal-arcebispo, entrando nessa de ajudar os pobres, mas o repletando de ideologia marxista.
    E o defensor dos pobres, em berros contra os ricos, a elite, o Lula, ele agora com seus ” + de 2 bilhõezinhos, revista Forbes”…
    Depois dele apareceram sombras suas, como Dom Evaristo Arns: Foro de São Paulo = comitês de como implantar o comunismo na A Latina, com vários sócios, como: Cuba, Venezuela, Bolívia…
    E a carta de D Arns a Fidel: meu queridíssimo Fidel…
    Como sofre o S Padre Bento XVI…

  29. Razumikhin

    -

    21/09/2012 às 10:21

    Num país onde até agora imperou a moralidade de grevista de porta de fábrica – ou seja, lixo! – a atitude dos ministros do STF nos liberta da danação petralha e serve de bom exemplo.

  30. ROBERTO CORDI

    -

    19/09/2012 às 20:46

    parece que agora é serio……. é pra valer ,gostei do texto. a minha opinão é a mesma de RUI BARBOSA ,INFELIZMENTE. QUE NA SUA EPOCA, sentia envergonhado de ser honesto, num pais como o nosso. VOU MAIS LONGE ,CHEGARÁ O DIA ,O GRANDE DIA, QUE MUITOS ` FALSOS CRISTÃOS´ ENVOLVIDOS COM O MEIO POLITICO DA ATUALIDADE, SERÃO PUNIDOS , POR ENGANAREM MILHÕES DE BRASILEIROS ,COM A SIMPLES PALAVRA DEUS OU JESUS CRISTO ,COMO UMA MOEDA DE TROCA PARA ENRIQUECIMENTO PESSOAL SE A PROVEITANDO DAS FRAQUEZAS E IGNORANCIA TEOLOGICA DE MUITOS E SENDO FAVORECIDOS, POR DE CERTAS LEIS QUE NÃO OBRIGA A PRESTAÇÃO DE CONTAS NEM AO GOVERNO NEM A SEUS FIÉIS, NADA DE TRANSPARENCIA (COM O DIZIMO E OFERTAS DESSES FIEIS HONESTOS )…., O NOSSO BRASIL PRECISA DA MORAL QUE PERDEU …….PASSANDO A IMITAR UM PAÍS COMO A ITALIA , ONDE UM GRUPO DE JUIZES CONSEGUIRAM ACABAR ,COM AS MAFIAS E COLOCARAM CHEFÕES PODEROSOS, NA CADEIA, NO BRASIL CHEGARÁ ESTE DIA QUE O NOSSO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL VAI PUNIR ESSES ENGANADORES DE PLANTÃO ,COM A AJUDA DE POLITICOS DECENTES NO PODER PUBLICO ,PARA MUDAREM ALGUMAS LEIS, CONTANDO COM A AJUDA DE EX FIEIS QUE FORAM FEITOS DE IDIOTAS, POR PARTE DESSA TURMA. DEUS EXISTE ELE TARDA MAS NÃO FALHA.

  31. Geraldo

    -

    19/09/2012 às 20:26

    A próxima atitude democrática de fato e verdade no Brasil é acabar com obrigatoriedade do voto, para não dar chance a partidos do naipe do PT ficar no poder “em nome do povo” COMPRADO com as bolsas-familias da vida.
    Atualmente, só de ver a voz do Lula e de candidatos do PT à minha frente, só mentindo como é de praxe, sinto náuseas!

  32. Valdemar Habitzreuter

    -

    19/09/2012 às 10:32

    Belo texto, Ricardo Setti. Estamos vivenciando ares de uma nova era, a era de um país sério. O passado de tão nefastas lembranças de injustiças, de corrupções, impunidades e de um magistrado, muitas vezes, conivente com isso tudo, poderá ter seus dias contados com esse belo e eficiente time de Ministros do STF que está se formando para colocar ordem na res pública brasileira – a casa de todos os brasileiros. Parabéns Setti, e continua na luta para conscientizar o povo brasileiro por uma democracia plena. Que não apareçam nunca mais outros lulismos demagógicos a ludibriar a boa fé dos brasileiros.

  33. Stanley

    -

    19/09/2012 às 8:20

    AH, DOM EVARISTO ARNS…
    A foto do meio, D Arns, é a cara da esquerdo-comunista ” Teologia da Libertação” , do Boff, Betto, Susin, Libanio, etc., que é a doutrina da Igreja católica subvertida em ensinamentos socializantes, destituindo-a de sua transcendencia, reduzindo-a a meros comportamentos de solidariedade social, porém, na verdade o objetivo é a condução de pessoas incautas ao comunismo, já que são afastados da Igreja e prova-o a ligação de alguns “vermelhos” da Igreja, a Teologia da Libertação é ligada ao PT comunista, vindo desde os tempos de D Hélder, outro ex-agente pró-socialismo.
    Não foi à toa que a Santa Sé “encostou” a vários, como D Arns.
    É antípoda do grande D Odilo Scherer.

  34. Alberto

    -

    18/09/2012 às 10:29

    Sobral Pinto, concordo, agora o bispo e o velho gagá são precursores dessa esquerda nefasta que ora assola e assalta o país.

  35. Ériko Brito

    -

    17/09/2012 às 16:50

    Caro Ricardo, Parabéns pelo excelente texto,concordo plenamente com o seu ponto de vista, e tenho certeza que esse é o sentimento da maioria dos brasileiros. Abrço.

  36. Eurico

    -

    17/09/2012 às 15:12

    Olá Ricardo,

    Agora começa para valer o julgamento. Os “mequetrefes” e “sardinhas” já estão julgados e condenados.
    Os “Poderosos” e “tubarões” começam agora a serem julgados, apesar que o poderoso mor não foi sequer indiciado.
    Espero mesmo que paguem o que devem indo dormir na Papuda, apesar de não ter muita fé que isto possa se concretizar.
    O grande Raymundo Faoro publicou um excelente livro que esplica em parte (se não for em todo) o motivo deste sistema politico corrupto que impera no Brasil há séculos. Quem tiver tempo leia “Os Donos do Poder”.
    E por falar em livros, de uma olhada na lista dos mais vendidos da Veja, voce vai ver que em primeiro lugar aparece a “Autobiografia do Edir Macedo”.
    Ricardo é ou não é para desanimar ? Com um povo que prefere ler este lixo temos alguma chance ? Este tipo de aberração ajuda a explicar os 90% de popularidade do Lula.

    Abraços,

    Eurico

  37. Francy Granjeiro

    -

    17/09/2012 às 14:50

    Quase cem mil leitores com comentários publicados neste blog sabem que não censuro ninguém por ideologia, posição política, religião ou qualquer outra razão.

    Os poucos comentários que deleto — poucos, diferentemente do que você imagina — são os comentários que contêm ameaças, grosserias, incitação ao crime etc etc ou, como no seu caso, grossas e pesadas mentiras.

    Faça-me o favor e não voltar mais ao blog.

    Passar bem.

  38. Kauã

    -

    17/09/2012 às 12:11

    Como todos sabem, se o numero dos votos dos ministros que condenam o réu empatar com o numero dos votos dos ministros que absolvem este mesmo réu, este réu será, automaticamente, absolvido.
    Esta é a “rota de saída” que os ministros do STF encontrou para “limpar” a barra de todos eles: Ficam bem com quem manda neles, os politicos, e também com quem lhes paga os polpudos salários, os bobocas da população.
    A culpa do julgamento mal feito será…o sistema juridico tupiniquim.
    É simples assim!

  39. Anti petista

    -

    17/09/2012 às 11:35

    Calma , muita calma nessa hora. os mequetrefes estão rodando sim – a principio. ,as quero ver quando chegar nos picas. alias, mesmo os mequetrefes se passarem algun tempo da cadeia e sairem logo para desfrutar os milhoes, para mim não vale.

  40. Osvaldo Aires Bade - Comentários Bem Roubados na "Socialização"

    -

    17/09/2012 às 5:47

    BRAZIL!!!
    Com esse educação se vai longe.
    PROFESSORA DO PSOL ENSINA MACAQUICES:
    http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2012/09/professora-vai-responder-por-injuria.html
    .
    Abraço a Todos
    Osvaldo Aires

  41. Francy Granjeiro

    -

    16/09/2012 às 23:24

    Seu delirante comentário foi deletado por conter suposições ofensivas.

    E, se quer criticar a revista VEJA, o destinatário é seu diretor de Redação.

    O email é veja@abril.com.br

  42. O DOTô, NÃO!!!!!!!!!!!!!

    -

    16/09/2012 às 12:26

    -
    Prezado, o dotÔ, NÃÃÃÃÃÃÃÕOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    -
    ele foi um desses medalões que enrrrolaram os alienados…….vivi 20 anos em Brasília, e sei o qeue stou falando…. tinha nojo de ver ele na TV……. e noc aso Collor, sabe por que eel fez tanta força…… porque queria ser presidente do Brasil, e se juntopu com o Ibsen, outra que queria… mas como era mais fraco, foi cassado….
    PREZADO, vou repetir a pergutna do Timóteo em relação ao Tancredo, outro medalão. QUANTOS PROJETOS O DOTÔ APROVOU EM SUA VIDA POLITICA??????
    o Tancredo idna foi governandor, sei lá o que mais…..
    -
    Quem era o presidentee da cãmara quando os milicos fecharam o congresso, e o que ele fez???????????????
    -
    QUANDO ELE SE INDISPOS COM OS MILICOS????????????
    -
    -
    e olha que aprovei o 31 de março,COMO VOCÊ, NÃO ERA CIRANÇA E NÃO OUVI AS HISTORINHAS CONTADAS POR “PROFESSORES” OU LI EM “LIVROS”, e o aprovaria novamente.. qaunto ao regime se prolongar, aí, NÃO……. DEVERIAM TER SAÍDO COM O BRaSIL TRI, 8ª ECONOMIA…. mas, aí, essa casmbada quee stá no POder, an ida pública deste país, não deixou, deu motivos, ou já tinha dado para o AI5…… os comunas no Araguaia……
    MESMO ASSIM, CREIO QUE SE TIVESSEM SAÍDO APÓS O FINAL DO GOVERNO MEDICI, AS COISAS SERIAM OUTRAS. e quems abe, teriam retornado, pois as esquerdas não param,e naquela éopoca, tinha força, HOJE, ESTÃO NO PODER…. QUE SE CUIDE O POVO BARSILEIRO……..

  43. Justiceira

    -

    16/09/2012 às 8:12

    Depois da matéria da Veja (que certamente os magistrados devem ler!) com as declarações de Marcos Valério, cumpre ao STF tomar as medidas legais. Que o Ministério Público peça o aúdio e enquadre o chefão! Antes que todos façam as malas e peçam asilo na Venezuela e Cuba!

  44. Osvaldo Aires Bade - Comentários Bem Roubados na "Socialização"

    -

    16/09/2012 às 7:15

    A VERDADE SOBRE OS TERRORISTA NA LÍBIA E NO BRASIL!!!
    http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2012/09/governo-dos-eua-envia-embaixador-gay.html
    .
    Abraço a Todos
    Osvaldo Aires

  45. Pedro

    -

    16/09/2012 às 7:07

    Que o olho do furacão justiceiro que atingiu a Itália décadas atrás, e colocou em choque frontal a Justiça e a Máfia Italianas, se desloque para o cerrado Brasiliense e varra, pelas mãos da maioria dos Juízes do STF, todos os envolvidos nos “mensalões” que têm beneficiado tantos políticos e empresários por este Brasil a fora. Inclua-se aqui, também, aqueles que venderam a idéia do “eu não sabia”, mas que talvez caiam numa primeira investigação mais séria. Viva o Brasil!

  46. jose manoel

    -

    16/09/2012 às 6:37

    Bom dia,

    Agora o Sr diga que acha que e coincidencia o que seu colega LJ escreveu, ta juntinho com a chamada do seu texto:-isto sim e que e coincidencia.
    O sr que ficou tao indignado com meu comentario e foi analizando minha opiniao como uma revelacao de golpe institucional parece que acertou em cheio…
    O Sr. realmente sabe das coisas , nao quer ou nao pode e dizer tudo e fica ai vendendo ilusoes aos incautos.
    Coitado do povo que precisa de herois e que herois o sr foi arranjar heim?

    gj

    Por Lauro Jardim.

    Com o atraso no mensalão, é praticamente certo que José Dirceu seja julgado poucos dias antes da eleição. Ou seja, o ápice do julgamento será colado ao primeiro turno. Não é exatamente algo que vá ajudar o PT nas urnas.

  47. Miguel Carlos Tófano

    -

    16/09/2012 às 6:34

    Esqueceram de Dom Elder Câmara, paladino da moralidade e defensor dos mais necessitados.

    Não “esqueceram”, não, caro Miguel. Citei alguns entre muitíssimos brasileiros, a título de exemplo. Não pretendi jamais fazer uma lista completa — seria impossível. Felizmente foram muitos, e hoje, entre os brasileiros anônimos de bem, são milhões.

    Abraço

  48. Corinthians

    -

    16/09/2012 às 3:42

    Setti,
    Obrigado pelo texto.
    É bom receber “ventos purificadores” de vez em quando e ver que nem tudo está perdido. É sempre bom relembrar que houveram algumas coisas que sim melhoraram apesar de tudo.
    Abraço.

    Quem agradece sou eu, Corinthians.

    Abração!

  49. Luiz Caldeira

    -

    16/09/2012 às 2:41

  50. Luiz Caldeira

    -

    16/09/2012 às 2:37

    Lembremos que Gonzaguinha traduz bem o que queremos:

    É
    Gonzaguinha

    É!
    A gente quer valer o nosso amor
    A gente quer valer nosso suor
    A gente quer valer o nosso humor
    A gente quer do bom e do melhor…

    A gente quer carinho e atenção
    A gente quer calor no coração
    A gente quer suar, mas de prazer
    A gente quer é ter muita saúde
    A gente quer viver a liberdade
    A gente quer viver felicidade…

    É!
    A gente não tem cara de panaca
    A gente não tem jeito de babaca
    A gente não está
    Com a bunda exposta na janela
    Prá passar a mão nela…

    É!
    A gente quer viver pleno direito
    A gente quer viver todo respeito
    A gente quer viver uma nação
    A gente quer é ser um cidadão
    A gente quer viver uma nação…

    É! É! É! É! É! É! É!…

    É!
    A gente quer valer o nosso amor
    A gente quer valer nosso suor
    A gente quer valer o nosso humor
    A gente quer do bom e do melhor…

    A gente quer carinho e atenção
    A gente quer calor no coração
    A gente quer suar, mas de prazer
    A gente quer é ter muita saúde
    A gente quer viver a liberdade
    A gente quer viver felicidade…

    É!
    A gente não tem cara de panaca
    A gente não tem jeito de babaca
    A gente não está
    Com a bunda exposta na janela
    Prá passar a mão nela…

    É!
    A gente quer viver pleno direito
    A gente quer viver todo respeito
    A gente quer viver uma nação
    A gente quer é ser um cidadão
    A gente quer viver uma nação
    A gente quer é ser um cidadão
    A gente quer viver uma nação
    A gente quer é ser um cidadão
    A gente quer viver uma nação…

  51. VAQUEIRO DO ASFALTO

    -

    16/09/2012 às 2:07

    Cacete, fiz um comentário; to MELADO, dei um comando errao. merda, sou um brasileiro decente, só isso AGORA. f….-SE lULLLLLLLLLLLLLLAU. Viva o Brasiul. Vivamos NOS DECENTE$S:::::::::::::::::::::::::

  52. Claudete

    -

    16/09/2012 às 0:02

    Esperamos, todos nos brasileiros, que a Procuradoria Geral da Republica, apure responabilidades do ex-presidente no caso Mensalão. Vamos torcer para que se sejam TODOS condenados. Impunidade só gera mais corrupção. Que o STF julge todo sistema e puna com o rigor da Lei, sem excluir o principal chefe da quadrilha! Embora todos já soubessem, ninguém havia tido a coragem de entrega-lo. O povo sempre soube que o chefe era o próprio ex-presidente.

  53. Haiganouch Licin Ganatchian Pilli

    -

    15/09/2012 às 23:51

    Não espero heróis, espero que sejam: justos, responsáveis e cumpridores de seus deveres. Recebem e muito bem pelo trabalho digno que fazem.Que condenem os criminosos e que deem a oportunidade ao povo brasileiro de acreditar, que esta protegida pela justiça. Vamos reconhecer o trabalho bem feito que esperamos que façam, vamos agradecer, mas eles não vão fazer nada que não seja obrigação de um trabalhador competente, honesto, que é dever de todo cidadão. Que consigam refletir na responsabilidade que tem em suas mãos, para não frustrar mais uma vez o povo brasileiro. É muito simples o que queremos:JUSTIÇA .

  54. Adilio Belmonte

    -

    15/09/2012 às 23:40

    Como em todo grupo, certamente no Supremo Tribunal Federal haverá impostores e hipócritas. Ora, se nos Doze escolhidos por Jejus Cristo havia um impostor, imagine-se num grupo de homens escolhido pelo critério exclusivamente político. Mas eles se apresentam e revelam nas sessões com uma insensibilidade a toda prova. É o homem dese o Édem, raça caída.

    Caro Adílio, no texto deixei claro como água que não se trata de TODOS os ministros do Supremo.
    E é claro que lá não há santos.
    Abração e obrigado pelo comentário.

  55. Carlos

    -

    15/09/2012 às 22:53

    Para fechar com chave de ouro: Vamos ver se algum ministro irá questionar quem é o verdadeiro chefe da quadrilha??? O advogado do Roberto Jeferson já deu a dica!!!!!!

  56. Skeptical

    -

    15/09/2012 às 22:37

    Pode escrever o que quiser, mas sem serviço completo no meu entender são apenas parte integrante da farsa tupiniquim, não existe referencia nenhuma.
    O STF, o MP, e a PF nos devem o principal, o verdadeiro mandante da MEGA corrupção do MENSALÃO-2005.
    Estas condenações até o momento na minha percepção é de que é apenas a escolha que tiveram de fazer diante da descrença total dos brasileiros, salvar a fachada arranhada do STF ou se desmoralizar completamente aliviando a “barra” das gangue PTralha.
    Espero estar errado, e que o principal seja condenado e que tudo que foi roubado e desviado seja restituído em dobro como faz a receita com que se atrapalha com as regras macabras do fisco.

  57. germinal.

    -

    15/09/2012 às 22:35

    Não seria mal que os ministros fundassem um partido político. Está na hora dos brasileiros de bem tomar as rédeas desse país. Vendo a propaganda eleitoral por cima vê-se cada figura que parece ter saido dum zoo, acabam se elegendo e rapinando o que encontram pela frente. Chega de PT, PMDB e PSDB e tantos outros. O povo brasileiro precisa de alternativas.

  58. wandersson

    -

    15/09/2012 às 21:51

    Sinceramente, talvez eu esteja muito mal informado, porque pra mim, Ulisses Guimarães foi tão picareta quanto qualquer outro. Sobre Sobral Pinto, preciso fazer uma pesquisa para opinar. O Bispo Evaristo, não sei que legado ele deixou. Tudo bem! Estamos colocando os bandidos na cadeia, mas por muito ruim que estejamos agora, acho que fomos muito pior antes, afinal, a elite empresarial, política e financeira que tivemos sempre foi nefasta, não vejo exemplo fácil, hoje que a mídia escancara tudo, e acho impossível ter um exemplo de outrora, em que tudo era escondido. Vão me dizer que Tancredo foi exemplo pra alguém…, talvez, eu esteja mal informado e papai Noel existe. Tenha santa paciência, mas, exaltar Ulisses Guimarães me incomoda mais do que ver algum mensaleiro ser absolvido.

  59. junes marta paris

    -

    15/09/2012 às 21:46

    muito orgulho do nosso STF, principalmente do ministro Joaquim Barbosa e do procurador geral da república, são homens destemidos, honrados. No entanto, vergonha de um Dias Toffoli ali na Magna Corte, juntamente com o dissimulado Lewandowiski…

  60. Renaldo

    -

    15/09/2012 às 21:33

    PARABÉNS A TODOS OS MINISTROS DO STF!Exceto Lewandowski e Tófoli.
    Num país de lama e corrupção em que até o ex-presidente LULA tentou coagi o STF para absolver a falcatrua do Mensalão, o STF está de parabéns fazendo orgulho a Nelson Hungria, Evandro Lins e Silva e tantos outros.
    Parabéns STF!!!!!!!!!!!!!!

  61. glycenio ribeiro de castro

    -

    15/09/2012 às 21:05

    Incrível, acabo de ver o JN e nenhuma notícia a respeito da matéria de capa da Veja. A Globo não toma jeito.

  62. Samuel

    -

    15/09/2012 às 20:18

    Aqui entre nós.
    Os ministros são fraquíssimos.
    Um STF que já alinhou Evandro Lins e Silva, Vitor Nunes Leal e Nelson Hungria não tem termo de comparação com o Vetusto Excelso.
    No tocante a lei da Anistia, o STF demonstrou qual a sua verdadeira estatura.

  63. PAULO SC

    -

    15/09/2012 às 20:18

    ESTAVE ENTRE OS MILHÕES DE BRASILEIROS QUE ACREDITAVAM NA INPUNIDADE DOS RÉURS… HOJE, VEJO COM ORGULHO O NOSSO STF.

  64. Guibor

    -

    15/09/2012 às 20:16

    Bem, posso dizer com toda segurança:
    2(dois) do STF são lixo!
    está dito!

  65. Fernando (mega anti-corruPTo)

    -

    15/09/2012 às 19:52

    Generalização absurda, o cazzo!
    Setti, vc vai ter que engolir isto no fim do julgamento do mensalão:
    O STF não está nem aí para o Brasil!

  66. PEDRO PAULO DOTTO

    -

    15/09/2012 às 19:44

    Excepcional matéria, mente lúcida e super esclarecida,só gostaria de saber o nome dessa FERA. OBRIGADO

    Não entendi, caro Pedro Paulo. Qual fera?

    Abração

  67. Luiz Carlos

    -

    15/09/2012 às 19:25

    Setti, você se esqueceu do Márcio Thomas Bastos,nosso bravo causídico, que pelo módica quantia de R$ 20.000.000,00 está defendendo uma vítima da direita no Brasil!

  68. ssebastião leme alves lima

    -

    15/09/2012 às 18:51

    NOSSOS MINISTROS MUDARAM DA AGUA PARA O VINHO . ANTES DE SEGUIREM A CARTILHA DA VEJA,NO INICIO DO MES PASSADO , ERAM QUESTIONADOS POR ESTA MESMA REVISTA

    Achar que ministros do Supremo seguem “a cartilha de VEJA” é, além de manifestação grave de paranoia, imaginar um poder que a revista não pretende ter.

  69. joao cintra

    -

    15/09/2012 às 18:51

    Na última Sessão do Julgamento observa a expressão compenetrada, séria,serena da Ministra Carmem Lúcia e fiquei admirado quase a emoção. Pensei em sua vida de trabalho arduo e dedicado como única recompensa material seus únicos vencimentos para o cargo, que por melhor que sejam comparados aos demais servidores não propicia nenhum privilégio,mas obriga a ilustre representante da ´Justiça Maior do País a viver modestamente, mas com toda certeza, com a consciência tranquila e a certeza de que desempenha, perante a Vida Maior, uma Grande Missão. Que Deus a ilume e proteja, bem como aos seus pares, para que com desassombro resgate a imagem da justiça no imaginário descrente dos cidadãos brasileiros decentes.

  70. vera

    -

    15/09/2012 às 18:46

    Eu sou fã do Minis.Joaquim Barbosa, ele é de uma honestidade, que hj está mesmo em falta!E ñ me esquecerei jamais dos votos do Mnins, Luís Fux, sempre uma aula; da firmeza de Carmém Lúcia, e da seriedade que a Minis. Rosa Weber, trata, cada caso. Enfim, tirando os dois “energúmenos” que estão lá… que nem vou citar o nome, ate agora, este Miíistros só nos orgulham. Estou de olho, e atenta para os “próximos passos” do Suplemo. Vida longa a nossa “liga da justiça”!! rsrsrsrs

  71. Mário

    -

    15/09/2012 às 18:41

    Todos serão condenados … mas como são réus primários não cumprirão pena … podem escrever !

  72. Sebastião Dário de Medeiros

    -

    15/09/2012 às 18:24

    Esta é a maneira correta de julgar os pilantras de colarinho branco: direto pelo Supremo. Evita-se a chuva de recursos protelatórios, que tornam qualquer processo infindável. O julgamento pelo STF é único, completo e definitivo. É um bom motivo para eu manter a esperança no futuro do Brasil!
    Viva o STF!!! Abaixo a pilantragem de políticos corruptos!!!

  73. Otávio Guerd

    -

    15/09/2012 às 18:09

    Volto a não publicar seu mesmo comentário ofensivo.

    Ah, e além de estudar história contemporânea do Brasil, aconselho estudar também português: pelo visto, você não tem a menor ideia do significado da palavra “moralista”.

  74. Otávio Guerd

    -

    15/09/2012 às 18:08

    Não publico seu comentário porque é ofensivo. E aceite o conselho: informe-se um pouquinho mais sobre a história contemporânea do Brasil. Seria muito bom para você.

  75. selminha

    -

    15/09/2012 às 17:55

    Setti, bonito e emocionante o seu artigo. Confesso que fiquei agradavelmente surpresa com a atuação dos ministros do Supremo (Toffoli e Lewandowski não contam), no julgamento do mensalão. Digo isto pois já não esperava nada deles, após terem,recentemente, aprovado por unanimidade, a lei das cotas para negros e estudantes de escolas públicas entrarem nas universidades federais. Quando soube disto, pensei: o Supremo já pode fechar. Não serve para mais nada. Será que eles acham que se começa a construir uma casa pelo telhado? Agora, subiram no meu conceito, mas ainda estou com as cotas entaladas na garganta.

  76. AlexRio

    -

    15/09/2012 às 17:49

    Seu comentário é ofensivo e não será publicado.E selecione melhor suas fontes. O autor desse livro é um pilantra.

  77. Iran Monteiro

    -

    15/09/2012 às 17:38

    Amém, assim seja.

  78. Sylvio Haas

    -

    15/09/2012 às 17:20

    Os ministros do STF são os heróis da hora. Mas toda regra tem exceção. Toffoli e Lewandowsky são as exceções.

  79. Edvaldo Cavalcante

    -

    15/09/2012 às 17:19

    Construir uma nação é tarefa demorada e exasperante, notadamente como o nosso, que foi colonizado por uma potência exploradora e atrasada como era Portugal na época do descobrimento. Para cá vieram, como disse um ministro “POBRES GOVERNADORES GERAIS PARA AS INDIAS RICAS, QUE, SAIAM RICOS DAS INDIAS POBRES”

  80. toninho

    -

    15/09/2012 às 17:03

    Vamos com calma a fatura só será liquidada com o término do julgamento, por enquanto temos um bom começo que traz esperança a todos que trabalhamos e pagamos impostos para custear as despesas do estado e não pra encher o bolso desses farsantes.

    Mais uma vez se Deus quiser São Paulo vai liderar uma cruzada que pode salvar o Brasil.

    E esses “petralhas” sairão vencidos das unas e não seremos salvos por aventureiros e sim por homens honrados e competentes e que possuirão biografias e não prontuários em qualquer delegacias de polícias.

    Caro Toninho, se você reler com calma o post verá que tomei as devidas cautelas.

    Abraços

  81. Eduardo Carvalho

    -

    15/09/2012 às 16:37

    O Julgamento da Ação Penal 470 pelo STF, acredito, será concluído com JUSTIÇA. O ministro “suspeito” votou e votará pela absolvição. Portanto, a CONDENAÇÃO não será unânime.
    Os quarenta ladrões, após condenação, serão presos.Cadê ALI BABA?… Ali Baba continuará boquirroto pelo país de Macunaíma sem ser investigado e devidamente punido?

  82. Patricia Carvalho

    -

    15/09/2012 às 16:23

    Ou não…
    haja vista os votos de alguns deles, como Tóffoli e Lewandowski.
    Precisamos também aguardar o julgamento dos réus da ala política, que começa nesta segunda-feira. Estes sim, nos dirão se existem referências morais no STF, ou estão apenas nos enrolando com as condenações dos réus menos importantes…
    De qualquer forma, excelente texto de Ricardo Setti para Veja.

    Patrícia, se você fizer a grande gentileza de ler novamente pelo menos a primeira parte do post, verá que não me referi a TODOS os ministros do Supremo.

    Agradeço seu elogio e convido-a a voltar mais vezes ao blog.

    Abração!

  83. Ronaldo Graciano Facchini

    -

    15/09/2012 às 16:16

    Parabens Werneck…vamos resgatar a dignidade deste nunca antes País…

  84. Ronaldo Graciano Facchini

    -

    15/09/2012 às 16:14

    Política & Cia
    MENSALÃO: ministros do Supremo podem se tornar referências morais num país sem os Grandes Brasileiros de outrora…
    “Sinto Vergonha de Mim”…mais atual do que nunca.

  85. nora

    -

    15/09/2012 às 16:13

    Perfeito! O Brasil certamente carecia de idolos serios e dignos. Mas que eu adoraria ver brotar um partido fundado por esses brasileiros excepcionais tao integros e corajosos, adoraria.

  86. JOSÉ CARLOS WERNECK

    -

    15/09/2012 às 16:06

    Setti,
    Parabéns pelo texto!Ainda há tempo de resgatar a dignidade em nosso País!

    Obrigado, caro Werneck. Também acho.

    Abração!

  87. WILSON

    -

    15/09/2012 às 15:47

    Não precisa ser ministro do STF para saber aplicar a lei. Qualquer juiz de primeiro grau da mais distante Comarca do Brasil também saberia condenar os réus com base nas provas robustas que esse proceso tem. O ministros (na maioria) não estão fazendo nada além da obrigação de cada um. A situação moral do Brasil está tão comprometida, que quando os ministros apenas cumprem a lei viram heróis. Parece o caso do elogio a um cidadão por ser honesto, o que, de há muito, deixou de ser obrigação e passou a ser virtude nste país.

  88. B. Mattos

    -

    15/09/2012 às 15:42

    Nao esquecamos o ministerio publico que fez a denuncia!

    Faltou, porém, colocar Lula como réu.

  89. Daniel Peccini Correa

    -

    15/09/2012 às 15:32

    No que diz respeito a ética, tens razao, a experiencia italiana é proveitosa. Nao tenho duvida que Di Pietro e seu partido sao pessoas integras. Mas a atuaçao politica deles deixa muito a desejar. Ele e seu partido simplesmente votaram contra todas as medidas de austeridade varadas pelo governo Monti. Di Pietro chegou a dizer que até a sua irmà Concheta era capaz de fazer o que o presidente do consiglio Monti estava fazendo. Faltou comprometimento com a critica situaçao que o pais esta passando.

    um abraço
    Daniel

  90. Jose luis apud

    -

    15/09/2012 às 15:28

    Belíssimo artigo Setti, estou emocionado acredito que haverá mudanças importantes com o julgamento, vamos esperar a dosimetria das penas, se mandar a precisão os julgados o Brasil vai mudar e a maioria terá como valores, a honestidade, amor ao Brasil VIVA O BRASIL –!!!!!!!!!!!

  91. popeye

    -

    15/09/2012 às 15:07

    Heróis, alguns. Mas pelo menos dois vilões.

  92. Mauro

    -

    15/09/2012 às 14:52

    Depois desse julgamento jamais visto na história do País, esperamos que o Brasil nunca mais seja o mesmo. Eu acredito!

  93. sidney

    -

    15/09/2012 às 14:44

    Grande SETTI
    Parabens !!!!
    O texto – Post – que ; com licenca dos demais comentaristas e frequentadores de seu EXCELENTE -BLOG – , EU GOSTARIA DE TE-LO ESCRITO SIMMMMMM !!!!
    Realmente nos tras saudades e tambem muita falta , essas grades figuras ai citadas e claro muitas outras mais que estiveram a balizar a nossa DEMOCRACIA e os mais corretos , ETICOS modos do nosso viver Pais e Nacao.
    A pagina da Veja on line de hoje nos tras uma noticia que se houverem desdobramentos responsaveis , podera trazer a baila muitas coisas por demais escondidas em baixo dos tapetes durante esses anos todos.
    Informa que o sr Valerio ja indiciado por atos no vergonhoso Mensalao resolveu….. comecar a dizer do envolvimento da figura do tambem sr e ex presidente Lula !!!!!
    Obvio colocar tambem que ; pela gravidade dessas colocacoes e agora envolvimentos vindo a tona !!! por essa figura chave !!! e um dos principais acusados ,nesse mesmo – MENSALAO – !!! , deveria ( se eee que que ja nao esta sendo feito ), estar sendo muito bem protegido etc etc
    Nos faz lembrar paralelamente daquele fato anos atras em que o Prefeito de Sto Andre Celso Daniel e muitas outras pessoas , testemunhas e envolvidos no caso ( sem as BLINDAGENS …. de hoje dos demais ) : foram brutalmente assassinadas.
    Oxala Sr Juizes como voce mesmo Setti deseja e nao menos nos os seus fieis leitores , que realmente e quem sabe , definitivamente possam colocar um – MARCO – com as suas decisoes em nome da Nacao e do Pais cumprindo fielmente com a obrigacao que lhes eee confiada.
    Vamos la Brasil
    Vamos la Brasileiros
    Quem sabe possamos estar a alguns passos de uma estrada e de caminhos melhores.
    Baita abraco
    Forca e coragem ao timaco da Veja ( voce Setti,Reinaldo,Augusto,Lauro e ; toda a equipe e direcao ; ao dedilharem/supervisionarem esses interessantes textos : verdadeiros e democraticos
    Baita abraco

    Muito obrigado e outro baita abraço pra você, caro Sidney.

  94. Iber Vasconcelos Jr.

    -

    15/09/2012 às 14:29

    Caro Ricardo;
    Depois de ler seu texto e – não menos importante – os comentários postados, confesso que estou com os olhos marejados. Há esperanças, há brasileiros dignos, corajosos, cultos, de valores morais e éticos. Me sinto bafejado por uma brisa de otimismo (pés no chão…mas, sim otimista) e minha confiança aumenta em relação ao nosso futuro. Meu filho viverá num país que está aprendendo a se reconhecer como sério e fundamentalmente honesto. Catervas sempre existirão, mas o importante é perceber que existem sim aqueles que as combatem, que guardam a Lei, e que nos honram com sua existência ainda que imperfeita – e todos nós o somos. Obrigado Setti e leitores, por terem feito meu sábado já ensolarado brilhar de verdade.

  95. Domingos A.Cruz

    -

    15/09/2012 às 14:19

    Ainda bem que temos uma imprensa limpa e corajosa na fala do grande jornalista Ricardo Setti,defenor da verdade e dos injusticados por este governo corrupto! Leia-se caso Varig/Aerus, o grande roubo que esta acontecendo nas barbas da justica!!! parabens jornalista R.Setti

  96. José Alberto

    -

    15/09/2012 às 14:17

    Setti, não podemos esquecer que por causa dos “tres patetas” e outros generais presidentes (que ao contrario de mr. squit, entraram e sairam pobres da presidencia) e NÃO PERMITIRAM QUE O BRASIL CAPITULASSE ANTE A AÇÃO TERRORISTAS DOS COMUNISTAS!!!!!

    Elogie a ditadura à vontade, José Alberto. Alegre-se com aqueles anos negros. Eu saúdo sempre a democracia.

  97. Marcio Fabiano

    -

    15/09/2012 às 14:16

    Hoje nos sentimos orfãos pobres brasileiros de tão profundo calabouço acalentado pela estgma da corrupção, dessas quadrilhas estruturadas por partidos que até então (alguns anos no poder) se diziam intolaleraveis com a prática cometidas pelo poder na época.
    Ainda trazem na lembrança e relutam por justiça em uma época da ditadura onde outros chamam regime de excessão, na promessa de fazer e trazer o melhor para os brasileiros. Gostaria que apontassem um só presidente na época da ditadura tornou-se milionário da noite para o dia, quase todos morreram minguados.
    Diferente de hoje onde um metalúrgico consegue fazer a filha estudar nos EUA e outro filho ficar milionário na calada da noite, saindo do nada de uma empresa fundo de quintal.
    Um partido que na época da Constituinte os seus correligionários e candidatos não tinham dinheiro suficiente para fazer as propagandas espalhadas pelos postes desse país.
    Os brasileiros estavam perdendo as esperanças, salvaguardo acreditar ainda no STF e Forças Armadas para não acabarem de destruir o que restou desse pobre e rico Brasil, mesmo assim o STF em outros preocessos mostrava-se curvado a obediência do Chefe do Executivo da nação.
    Nesse momento os brasileiros estão sentindo o resgate da moral e do carater com o juizo do nosso STF nesse processo chamado de mensalão ( uma vergonha nacional).
    Ouras diretrizes virão com o tempo na sequência desse processo, na forma correta de se investigar e agir, sem condenar antes do julgamento.
    Parabéns so STF, mesmo aqueles que lá dentro e julgando tenham opiniões diferentes.
    O Brasil agradece !!!

  98. Renato

    -

    15/09/2012 às 13:31

    Que o comportamento da maioria dos Ministros continue sendo motivo de orgulho para nós. Sabemos que uma minoria não adota este mesmo comportamento e preferem continuarem sendo subservientes e agradecidos ao padrinho mesmo que o País pague esta conta.

  99. W L Guerreiro

    -

    15/09/2012 às 13:21

    O autor poderia perguntar a opnião dos arrozeiros de Roraima sobre a idoneidade moral desses ilustres cidadãos.

    TODOS os 11 ministros teriam, a seu ver, problemas de idoneidade moral?

  100. Democracia Vacina Anti-Petralha

    -

    15/09/2012 às 13:19

    O MINISTRO BARBOSA FOI SÁBIO EM FATIAR O JULGAMENTO E COMEÇOU COM O NÚCLEO DOS SERVIÇAIS DO LULA E SABIAMENTE CONDENADOS E COMO DE HÁBITO DO PETISMO ABANDONAR OS PARCEIROS DE ROUBO E DIZER QUE NÃO SABIA E O BARBOSA FOI PERFEITO NO FATIAMENTO E HOJE VAMOS COMEÇAR A COLHER OS FRUTOS DE MARCOS VALÉRIO QUE DEVE ESTAR SENDO AMEAÇADO E ELE COMEÇOU A ENTREGAR E EM BREVE A KATIA RABELO TAMBÉM O FARÁ E OUTROS QUE SE FERRARAM MAS COMO BONS CUMPLICES TERÃO QUE PAGAR TAMBÉM ,MAS QUE FAÇAM UM FAVOR AO BRASIL O MARCOS VALÉRIO E ENTREGUE O LULA DE BANDEJA AO MPF PARA ABRIR UM NOVO INQUÉRITO E INVESTIGAR MAIS AFUNDO AS SAFADEZAS DO LULA E DOS OUTROS ENVOLVIDOS E PELO JEITO O MAIOR LARANJA DO LULA É O PAULO OKAMOTO E O TAL LIVRO CAIXA DO DELÚBIO QUE DEVE MANTÉ-LO PARA SUA SOBREVIVÊNCIA ,PORQUE SABE QUE O LULA MANDA MATAR COMO JÁ FIZERAM COM O DANIEL DE SATO ANDRÉ E O TONINHO DE CAMPINAS ENTRE OUTROS QUE NÃO SABEMOS ,VIVA O GRANDE MINISTRO BARBOSA E OS OUTROS MINISTROS SÉRIOS E O LEVANDOSKI E O TOFFOLI ESTÁ NA HORA DELES RENUNCIAREM E DEIXAR O STF LIVRE DE PARASITAS PETISTAS E COMEÇA A RUIR A CUPULA BOLIVARIANA COM A GRAÇA DE DEUS.

  101. Silvia Elliott

    -

    15/09/2012 às 13:11

    Essa matéria nos traz, novas esperanças de um pais que além da maldita corrupçao ainda vemos o exemplo do nosso no nosso orgulho o Ministro Joaquim Barbosa, que vem numa luta incessante mostrar que podemos sim ter um novo Brasil, regastando a Moral e a Ética, quem sabe muitos mais aderiram ao seu ponto de vista e serem conscienciosos para que essa maldita corrupção não seja mais páginas de grandes manchetes que vem avassalando o Brasil,, temos que vibrar e estarmos juntos nessa luta e vencer esse mal que nos deixa com tanta indignidade,, essa matéria acima nos mostra que juntos podemos reverter esse quadro e que as redes sociais hoje vieram para nos deixar dentro e bem pertinho desse problema e com força para batalharmos.
    Juntos poderemos reverter essa situação e ver um Pais num futuro próximo resgatado de tantos escandalos… Hoje nós temos consciência que nossa voz vale e muito, brasileiros não vamos nos calar diante de tantas manobras, tantos escandalos,, vamos fazer a justiça virar justiça e ai sim poderemos curtir essa nação tão abençõada que é o Brasil.. A luta continua e juntos faremos a difereça,, obrigada ao nosso representante que fez por merecer de sua honra e honestida mostrando a todos que com coragem, determinação, moral e ética podemos sim mascarar esses que estão zombando do poder..

  102. Eduardo

    -

    15/09/2012 às 13:10

    Este comportamento do STF, que diga-se de passagem,está dentro da lei e julgando encima de provas cabais, está lavando a alma dos brasileiros descentes deste nosso Brasil, Graças a Deus, teremos a partir de agora uma luz no fundo do túnel, contra a impunidade e a corrupção no nosso pais.
    Os mensaleiros pensavam que iria acabar tudo em PIZZA não é ? Acabou LULA, DIRCEU, DELUBIO,GENUINO, RUY FALCÃO( O bobo da corte )e o tal PT que pensam que vão transformar o nosso pais numa ditadura do proletáriado. ACABOU, ACABOU..
    Agora, o comportamento dos Ministros Ricardo e Toffoli envergonha o STF, pois estão fazendo o papel didículo do PT e seus mensaleiros. Já estão julgados e condenados pelo povo. Devem ter precebidos que são peixes fora d’água..VERGONHOSO negar as provas tão claras de crimes apresentadas no processo…
    Muito bom, hoje está sendo um bom dia…
    Abraços Setti.

  103. G.Carvalho

    -

    15/09/2012 às 12:57

    Enquanto isso, no Senado, há quem se divirta com a charge extraordinária de Maurício Ricardo, que imortaliza o Boi do Renan, ao som do Jailhouse Rock:
    http://charges.uol.com.br/2007/06/21/boi-do-renan

  104. Otuam Agneravla

    -

    15/09/2012 às 12:44

    Que os anjos digam AMÉM, e que continuem escrevendo a verdadeira história do Brasil, essa é a esperança dos brasileiros do bem.

  105. Luiz Neto

    -

    15/09/2012 às 12:41

    Depois da reportagem de capa da VEJA desta semana fica a seguinte pergunta:
    E agora STF?
    Está escrito na revista VEJA com todas as letras:
    “Lula era o chefe”
    Querem mais o que?
    Escolham o que deve se feito:
    Opção 1. Lula na cadeia e o dinheiro que eles ROUBARAM devolvido para nós Brasileiros honestos.
    Opção 2. O autor desta matéria na cadeia e o fechamento de VEJA como revista irresponsável.
    Opção 3. O fechamento do STF.

  106. Dorivaldo Vaz

    -

    15/09/2012 às 12:15

    Faço as minhas às palavras ditas por Sidney Bianchi Filho.

    Parabéns.

  107. Nilton C Porphirio

    -

    15/09/2012 às 12:14

    Sr. Setti esses ministros são heróis sim porquê é inimaginável o que esses mortais devem estar sofrendo de pressão e não duvido se também ameaças. Um ministro foi taxado de complexado, outro tentaram chantagear e noutra noticia eu li que um certo ministro do STF fora incumbido de arrebatar outros pela “causa”. Vou abrir meu coração e dizer que vendo a justiça sendo feita o circulo se fecha para que o Brasil possa prosseguir como nação séria e onde espero que o crime não mais compense.

  108. Joaquina Santana

    -

    15/09/2012 às 12:09

    Tenho muito orgulho do Ministro Joaquim Barbosa, pela coragem e determinação como conduz esse processo “dito Mensalão”. Claro que todos os demais Ministros merecem nossas congratulações. Dá muito gosto vê as noticias.

  109. Luiz

    -

    15/09/2012 às 11:44

    Os ministros tem a oportunidade de cravar um marco na história do Supremo, revelando a cada brasileiro que é possível sim, neste país, punir políticos e empresários corruptos.
    Que justiça seja feita e seus nomes sempre lembrados futuro adentro, excessão feita a dois togados, cujas falas imprimem algumas suspeitas.

  110. Mauro Moreira

    -

    15/09/2012 às 11:22

    Setti,
    Ulysses foi sim um grande homem, um grande democrata, um homem de reputação ilibada, honesto, que jamais fez da política um negócio, e jamais nos envergonhou, como nos envergonham os políticos de hoje. Penso, no entanto, que ele cometeu um grande erro, que até hoje nos faz um grande mal, que é essa Constituição que aí está, de mutos direitos e poucas obrigações. Essa coisa de Medida Provisória, por exemplo, esssa estrovenga, também foi inserida na Constituição com o beneplácito dele. Ele foi sim o grande articulador dessa Constituição que de tão transbordante de artigos, parágrafos, ítens, ainda não foram sequer regulamentados, como ela mesma exige. Enfim, Dr. Ulysses poderia ter feito melhor, muito melhor, mas acho que o lado socialista dele falou mais alto, talvez pensando que um dia governaria acobertado por sua obra. Imagino a indignação de Dr. Ulysses se tivesse tido tempo de tomar conhecimento do crime cometido por Jobim, fraudando a Constituição que com tanto carinho e afinco se dedicou para tornar realidade. Acho que o Jobim levaria uma tremenda carraspana do doutor, e no plenário, para vergonha maior.

    Falar em “lado socialista” do Doutor Ulysses, liberal clássico que conheci de inúmeros contatos ao longo dos anos, só não me provoca risos porque respeito você, caro Mauro. E a Constituição não foi FEITA pelo Doutor Ulysses — ele foi, sim, presidente da Constituinte, que produziu, sem dúvida, uma Constituição muito imperfeita, mas produto típico daqueles tempos de alívio pelo fim da ditdura.

  111. José Michel

    -

    15/09/2012 às 10:57

    Fico sempre na dúvida sobre o Ulysses Guimarães. Pelo que me lembro, reportagem antiga na Veja falava em não sei quantas aposentadorias, inclusive uma relativa a um dia de trabalho! Que guardião da moral é esse? Gostaria de estar errado! Abraços.

    “Pelo que me lembro” — e você já vai condenando o Doutor Ulysses. Essa reportagem só existiu na sua imaginação. Nunca ninguém acusou o Doutor Ulysses por qualquer irregularidade.

  112. Sidney Bianchi Filho

    -

    15/09/2012 às 9:54

    Amigo Setti.
    Fiquei tão emocionado que não resisti e resolvi parabeniza-lo. Tenho fé num país melhor.
    Abraços.

    Obrigado, caro Sidney.
    Um abração

  113. Noelia Alves Pessoa

    -

    15/09/2012 às 9:28

    Complementando o comentário anterior.
    Aprende-se muito tbém com o julgamento.Mas algo me escapa e não tem um só dia que não me pergunte.Se o mensalão é realmente tudo isto que a cada dia se comprova e eu entendo que o “enredo ” contado ´pelo Supremo é bastante verossimel,se Dirceu era o mentor de tudo e concordo que não precisa de provas materiais para se concluir isto, como a PF, o Ministério Publico, a Procuradoria Geral conseguiu deixar Lula de fora? como não concluir, mesmo sem as provas materiais, que ele sabia de todo o esquema? isto, não consigo entender! QUESTÃO

  114. Ana Paula

    -

    15/09/2012 às 9:20

    Caro Setti:

    Temos “” orgulho dos 8 Ministros que compõe a atual corte, estes sim HOMENS E MULHERES DE FIBRA, QUE ENALTECEM O JUDICIÁRIO BRASILEIRO “”, porém, para aqueles outros 2(ADVOGADOS DO PT), o que sobra daqui por diante, será apenas O OSTRACISMO DA HISTÓRIA, pois conseguiram colocar a sua biografia(sic), se algum dia a tiveram, no seu devido lugar: A LATA DO LIXO!!!!!!

  115. sergio antonio gomes

    -

    15/09/2012 às 9:09

    Em meus 75 anos, há muito não me emocionei, como
    ao ler a matéria que os ministros do STF podem se tornar referencia moral ao povo brasileiro. Infelizmente não é unanime, já que há os querem persistir na imoralidade. A verdade é que consegui derramar uma lagrima de alegria pelo meu pais, após tanta indignação.

  116. carlos robertp pereira almeida

    -

    15/09/2012 às 8:58

    È alentador ver as atitudes de quase todos os ministros do STF,mas imfelismente temos JUIZES VENDIDOS con atitudes suspeitas em sentidos contrário da JUSTIÇA,ex.RICARDO LEWANDOWSK,JOSÉ ANT.DIAS TOFFOLI,e um juis de outro tribunal TOURINHO NETO.A Justiça tem que ser implacavel com POLITICOS e CONTRAVENTORES DE COLARINHO BRANCO, o povo quer acriditar e tem de acreditar que o crime tem quer ser PUNIDO COM TODO RIGOR, E HOJE O STF É A CAIXA DE RESORNANCIA, A ESPERANÇA QUE A JUSTIÇA SEJA APLICADA COM TODO RIGOR. A JUSTIÇA NÃO FOI CRIADA PARA PUNIR SÓ AS POBRES, MAS A TODOS SEM DISTINÇÃO DA RIQUESA OU DO PODER POLITICO. SÓ ASSIM TEREMOS UM PAIS MAIS JUSTO E DE ESPERANÇA. VIDA LONGA AO STF E AOS JUIZES QUE FAZEM DA JUSTIÇA A ESPERANÇA E OUGULHO DOS BRASILEIROS.

  117. ILLA

    -

    15/09/2012 às 8:57

    Peço a Deus que os ilumine e continuem dando exemplos para os mais novos.O mais difícil,nos dias atuais,é educar um filho,passar valores pois tudo que você ensina,o exemplo externo mostra o contrário.Ainda sou capaz de sonhar com um Brasil justo e me emocionar com alguns poucos gestos de solidariedade que às vezes aparecem.Como ver o sofrimento de um irmão e não sentir nada?Como não desejar tudo de bom para o outro?Não sonho com riqueza,mas sonho com todos tendo uma boa escola,um emprego,um salário digno e direito a atendimento médico.Ainda prematuro,vou me arriscar,quem sabe à partir de agora com atitudes do STF não teremos um novo caminho a trilhar.Honestidade,justiça,transparência é tudo do que o Brasil precisa pra seguir em frente.Tenho fé que um dia conseguiremos chegar lá!!!Basta de corrupção e principalmente de corruptos.

  118. Eufrazio

    -

    15/09/2012 às 8:55

    Fico a perguntar por mim: Qual o nível de consciência cidadã pode ter um ministro do STF que se preta a defender bandidos?

  119. Noelia Alves Pessoa

    -

    15/09/2012 às 8:54

    Faltou Mario Covas.
    Não o conhecí, vivo longe de São Paulo, mas tive a honra de ser sua eleitora num primeiro turno, para presidente.
    Falta também alguém, um jornalista só que seja, repercutir a fala da ex ministra Helen Grace, em recente entrevista, de que o Supremo mudou e para melhor. E se mudou para melhor qual a razão? é a flexibilização das regras e dos ritos? a heterodoxia? é a qualidade das escolhas feitas na Era Lula/Dilma? Gurgel X Brindeiro?
    A capa da revista Veja, a das grades, diz que o Brasil se “reencontra com a sua ética”. Quando o Brasil, como um todo, envolvendo aí a politica, foi ético? com Collor? com FHC? pode-se afirmar que Lula é uma anta e que Dilma é um mero poste. Mas é muito dificil não reconhecer, qdo se põe a cabeça no travesseiro, que é qdo a verdade realmente nos aparece, que “nunca antes na história deste País” a PF, a Procuradoria Geral da República e o Supremo foram tão competentes, consequentemente, tão independentes para fazer o seu devido trabalho, sem sombra de dúvida em função da qualidade dos escolhidos/indicados.No Brasil a sujeira sempre ficou escondida.É tão somente agora, na Era Lula/Dilma, que ela está sendo tirada de debaixo do tapete.Mas não leio uma palavra sobre isto, de quem quer que seja, em nenhum lugar.
    O seu texto é realmente emocionante como diz Linda. Um Supremo como este é de dar gosto. E eu, pessoalmente louvo também Lula/Dilma, por terem contribuido e muito, com suas indicações, para termos estas novas referências morais.

    Prezada Noelia,

    Obrigado por seu comentário.

    Mas não pretendi, nem de longe, esgotar qualquer lista de brasileiros dignos de serem tomados como exemplo. Mencionei alguns poucos nomes, a título de exemplo, entre muitíssimos mais que poderia fazer. Claro que Mario Covas entraria na lista — tiver orgulho de ser amigo pessoal dele, desde os tempos de jovem deputado federal em Brasília (e eu, de jovenzíssimo repórter político) e acho que Covas faz uma falta descomunal ao Brasil de hoje.

    Um abraço

  120. NICOLA FILHO

    -

    15/09/2012 às 8:48

    Ricardo, você tem toda a razão. De repente, a sociedade vê luz no fim do túnel e,o mais importante, que político ou banqueiro ladrão não é algo normal e merecem punição.Tudo graças ao fato de que, com margem de erro de dois pontos, ainda há juízes em Brasília.

  121. wivaldo

    -

    15/09/2012 às 8:34

    Muito bem lembrado, quando jovem, existiam nomes de muita referência, homens que eu tinha uma admiração muito profunda, Dr Ulysses, grande Dr Ulysses. No meu estado havia um grande nome, Chagas Rodrigues.Creio que seja de muito bom tom termos brasileiros assim como a Ministra Eliana Calmon, a ex Ministra Marina Silva, e de fato, nesse momento, muitos brasileiros estão aplaudindo alguns ministros do STF.

  122. VezdaLei

    -

    15/09/2012 às 8:30

    Gratificante para a alma cidadã é encontrar nestes brasileiros do STF, o ponto de partida para o verdadeiro Cambio da sociedade e do futuro do Brasil. Democracia imperfeita, sem partidos, nem lideranças, mas com a Lei como referencial. Partidos Políticos requerem ideias, compromissos e estas vão a surgir. Quando o crime, a corrupção e impunidade param de abastecer os bolsos e cueca de hipócritas, o caminho do bem, o trabalho decente passam a ocupar o espaço que criminosos indecentes roubam do cidadão. Começa um novo Brasil. De momento o mensalão, já chegará o BMG e o Deltaduto com todos os seus racimos de vigaristas e ladrões,

  123. André Becker

    -

    15/09/2012 às 8:14

    Agora entendi porque eles usam capa!!

  124. Anouk

    -

    15/09/2012 às 8:04

    “Não se trata de ter heróis — mas referências morais”
    Excelente! Adorei a leitura do texto.

  125. Maria Bizinotto

    -

    15/09/2012 às 7:52

    Meu avô tinha um pequeno armazém que foi fechado com seu falecimento.

    Muitos meses após sua morte, os “roceiros” ainda batiam na porta da casa da viúva querendo pagar os “penduras” que tinham sido anotados por ele nas “cadernetas”.

    Naquela época, em que se valorizava a ética, os “coroneis” e os aproveitadores existiam e, por debaixo do pano, conseguiam acumular fortunas.

    Com o passar do tempo, os aproveitadores deixaram de ser exceções.

    Hoje, muitos brasileiros “querem levar vantagem”.

    Esperam as dívidas “caducarem” depois de 5 anos, consideram o Seguro Desemprego férias programadas e reelegem sempre os pólíticos que “roubam mas fazem” em troca de pequenos benefícios.

    Será que, em se persistindo a tendência de condenação que ora se configura, estamos encontrando um caminho para resgatar os valores éticos?

    Melhor ainda que o seja com destaque do Ministro Joaquim Barbosa, cuja história de vida derruba os argumentos que brasileiros acomodados usam para se escorarem nas benesses de nossas leis assistenciais …

  126. edy

    -

    15/09/2012 às 7:09

    um bando de ingomadinhos que so ficam sentados e recebendo dinheiro do governo herois de merda

    Você com certeza não assistiu a nenhuma sessão do Supremo julgando o mensalão nem deve ter lido uma linha de notícia em qualquer veículo sério de comunicação.

  127. José Glaucirene de Sousa Martins

    -

    15/09/2012 às 6:56

    Eu só vou ficar feliz quuando ver esses bandidos na cadeia!

  128. Luiz Fernando Melo

    -

    15/09/2012 às 6:20

    Parabéns ao autor pelo texto precioso que registra um acontecimento significativo de nossa história recente, o julgamento do dito mensalão. Ao tempo em que expõe o desvio e utilização de recursos públicos para o fortalecimento do poder, de partidos ou proveito pessoal pelos acusados, repõe o Supremo no seu papel constitucional de poder da república.
    Isso traz alento e confiança aos cidadãos descrentes e exemplo aos jovens. Os ministros vão se apresentando a cada pronunciamento, exercendo o mistér de julgadores mas se expondo, então, ao nosso juízo individual. Muitos exsurgem daí engrandecidos, pelo brilho da exposição, pelo saber e pela isenção. Outros, bem poucos, vão assumindo uma condição de desconforto por lhes faltarem a isenção indispensável ao exercício da função.
    Positiva a mensagem que nos traz à lembrança grandes brasileiros e nos leva a acreditar em um Brasil melhor!

  129. luiz fernando de souza

    -

    15/09/2012 às 6:19

    na minha modesta opinião, vivemos e moramos num país mais corrupto e cheio de salafrarios, principal nas repartições publicas, depois de 7 anos, o judiciario, pensa que ta fazendo alguma coisa?pra beneficiar quem??

  130. Fernando (mega anti-corruPTo)

    -

    15/09/2012 às 6:15

    Quê referência moral?
    Os condenados vão ganhar uma pena mínima e ninguém vai para atrás das grades.

    O STF não está nem aí para o Brasil!

    Sua generalização é absurda — ainda mais levando em conta o trabalho que vários ministros estão realizando no caso do mensalão.

  131. regina meca nakajima

    -

    15/09/2012 às 6:15

    É exatamente o que penso com relação aos ministros do Supremo.Sempre excetuando,o ministro Ricardo e o ministro Dias Tofoli.Esses,aparentemente,a serviço do PT.Parabens srs.Ministros!Façam valer nossas leis.Obrigada por estarem cumprindo com seus deveres com honestidade.O que é raro nesse pais,quando envolve dinheiro que é nosso.

  132. Silvio Viana

    -

    15/09/2012 às 5:49

    O dirigente do banco rural pagou ao ex-god (agora o título pertence ao lulla, segundo a mulher do tufao) uma fortuna, sem saber que tinha no plenário dois advogados pago por nós. Vivemos uma quadra estranha, né, Marco Aurélio?

  133. Gunter Jr.

    -

    15/09/2012 às 5:33

    E risivel.
    E mais do mesmo.
    O supremo em nada mudou:
    -levou sete anos para concluir o processo…
    - foi seletivo e usou dois pesos e duas medidas e deixou o mensalao mineiro de fora. na verdade os inventores do mensalao estao fora do banco dos reus.
    Por fim, depois de sete anos, montou o circo as vespera da eleicao para prejudicar o partido da hora.

    nada mudou so nao ve isto os mal intencionados ou a grande maioria que se preocupa mesmo e com futebol , cerveja e mulher pelada e naoperdem a hora de dar opiniao se base alguma
    gj

    Você, em primeiro lugar, não leu o post. Se leu, não entendeu.

    Se leu e entendeu, o mal intencionado é você.

    Quanto à comparação entre uma tentativa de golpe nas instituições democráticas e um caso de possível corrupção eleitoral em Minas, nem dá para comentar.

    O Supremo não está usando dois pesos e duas medidas porque os dois casos são inteiramente diferentes.

    Além disso, o mensalão de verdade foi denunciado pelo Ministério Público em 2006.

    O caso de Minas, em 2010.

    Risível é seu texto, despachado de qualquer jeito, sem comentar nada de fundamental.

    Adianta, porém, argumentar com alguém como você?

  134. edson rosalvo

    -

    15/09/2012 às 5:14

    Referências morais,concordo plenamente.

  135. Hildo Evaristo

    -

    15/09/2012 às 5:03

    REFERÊNCIAS MORAIS, Vero!!!

  136. Reynaldo-BH

    -

    15/09/2012 às 2:32

    Setti, estou nas nuvens com os pés de fora, balançando! recebi seu post de 8 (isso mesmo 8!) diferentes amigos, VIA MAIL! Copiados e distribuídos em imensas listas! Como também fiz! Sei de sua modéstia (nada falsa!) mas não posso deixar de dizer (perco o amigo mas nunca a piada!): prá quem se dizia “enferrujado”, esperem prá ver quando estiver brilhando! (Na sua avaliação!) Na nossa visão, a repercussão já diz tudo! ABRAÇÃO!

    Bah, que ótima notícia, caro Reynaldo! Porque os motivos para escrever esse post estavam atravessados na minha garganta, e o texto saiu aos borbotões, de tal forma que só depois de já publicado comecei a mexer nas repetições de palavras e outros detalhes a que nem consegui prestar atenção, tão ansioso estava para colocar no ar logo.

    Um abração sincero!

  137. Reynaldo-BH

    -

    15/09/2012 às 2:20

    Carlos Nascimento… e o pior! Ele passou pelo Free Shop e se esqueceu! mas ele volta! rsrsrsrs…

  138. myrian elizabeth

    -

    15/09/2012 às 2:07

    Texto maravilhoso e empolgante!
    Tomei a liberdade de colocar trechos no facebbok (com a autoria claro).
    Diz bem como me sinto hoje, esperançosa de vermos dias melhores neste Brasil!

    Muito obrigado, cara Myrian. E acho legal você ter colocado trechos no seu Facebook. É uma honra pra mim.

    Abração

  139. Moises santos

    -

    15/09/2012 às 2:04

    A DOR QUE O RELATOR TEM SENTIDO DURANTE SUAS LEITURAS DO RELATÓRIO , E A DETERMINAÇÃO EM SER FIEL À JUSTIÇA , ME FAZ SENTIR ORGULHO EM SABER QUE NEM TUDO ESTÁ PERDIDO.

    INFELIZMENTE O REVISOR INSISTE EM ATENDER SEGMENTOS NADA REPUBLICANOS. A

    VANTE MINISTRO JOAQUIM, NOS FAÇA SENTIR BRASILEIROS DE VERDADE E DÊ A CONTRIBUIÇÃO QUE TODOS ESPERAMOS, PONDO NO DEVIDO LUGAR AQUELES QUE ASSASSINAM NOSSOS IRMAOS POR FALTA DE REMÉDIO NOS HOSPITAIS , DESVIANDO DINHEIRO DOS COFRES PÚBLICO.

  140. Izabel

    -

    15/09/2012 às 2:02

    Não se trata de ter heróis — mas referências morais…
    Pois, para mim são sim verdadeiros herois e símbolo de coragem, exemplo a ser seguido pelos jovens estudantes de hoje e futuros guardiôes da ética profissional, social,política,jurídica e moral de amanhã.

  141. luis

    -

    15/09/2012 às 2:00

    Tudo em uma vida, como dizem os americanos: “depends on”, isso na minha modesta (e nao solicitada) opinião.
    Digo isso, pelo medo que tenho de seguir pessoas do passado, as quais nao conheço.
    Mas gostaria de seguir principios, os quais aprendi quando criança, mesmo sendo de uma classe muito pobre.
    Aprendi a olhar para a torta na vitrine e me resignar a desejá-la e somente tocá-la se assim me fosse permitido, resumindo: o que é meu, me pertence, o que nao é meu nao me salta aos olhos.

    O que penso que ocorre é que muitos desses homens, hoje ovacionados, tenham seus objetivos, diferentes do que voce espera, podem nao ser o que voce quer…e por assim dizer, podem novamente nos decepcionar. pessoas como o Collor o fizeram, e hipocrita é aquele que me diz que nao acreditou na gestao dele.

    Quanto a pintar a cara para destroná-lo, acho outro ato hipocrita e uma mera demonstraçao do quanto a globo possuia e possui poder sobre os despolitizados. O homem veio, propoz-se a algo, contrariou interesses e pagou por isso.

    Todo mundo quer acreditar em soluções do tipo instantanea…e nao é para menos, queremos ter os beneficios da mudança antes de morrer ou envelhecer….msa as coisas nao funcionam assim. Infelizmente ficamos muito tempo sob regimes coronelistas, assistencialistas…ultimamente a teoria mudou, tornando professores meros mendigos e famintos e tornando a juventude alienada e condenada a viver num inferno embalado ao som de funk, drogas, sexo irresponsavel, crimes e revolta sem sentido.

    Não adianta so condenar os notórios, e nao adianta apenas protestar buscando condenaçoes. Nao temos carcere para tantos. Daqui a pouco a populaçao vivera no presidio e os safados na rua. Na verdade uma pequena parcela de pessoas esta preocupada com uma açao pro-ativa, no sentido de educar a juventude e re-educar os adultos….e isso é o pior de uma sociedade, apenas livrar-se do problema, prendendo, gastando nosso dinheiro, + de 5mil por mes para manter presos, vagabundos que nao fazem nada o dia todo, alem de planejar nos matar, roubar e destruir nossas familias.

    Acreditar em pessoas do passado??? Não seria melhor buscarmos esses icones em nós mesmos e assim buscar as mudanças….nao gosto do passado, as pessoas se valem deles para ficar se lamentado. O mundo anda… e é para frente. o passado nos serve de alerta e o presente é nossa ferramenta, os herois somos nós mesmos.

    Um grande abraço e uma vida feliz.

  142. Severo Antunes

    -

    15/09/2012 às 1:31

    Ainda restam homens de bem na vida pública brasileira — parece…

  143. JACIRA SIMOES

    -

    15/09/2012 às 1:28

    Prezado Setti: li e reli , salvei o texto.

    É muito importante que continuemos atentos agora para a 2ª fase do julgamento, onde os mensaleiros políticos serão julgados.

    Espero que esse fio de esperança que ora depositamos nas consciências dos senhores ministros não seja somente uma miragem.

    Conforme o resultado final desse julgamento, poderá começar a haver mudanças no nosso país.

    Os ministros estão agora com o poder de lavar a alma dos brasileiros.

    O julgamento, se justo for, poderá ser um divisor de águas no Brasil: Corrupção, se houver, haverá punibilidade.

    E, quem sabe, um dia, a corrupção seja considerada CRIME HEDIONDO?

    E, QUEM SABE, UM DIA, OS CORRUPTOS SERÃO TRANCAFIADOS,SEVERAMENTE PUNIDOS COM PENAS MÁXIMAS E SEUS BENS CONFISCADOS E DEVOLVIDOS À NAÇÃO?

    QUEM SABE NOS TORNEMOS, UM DIA, BRASILEIROS ORGULHOSOS DE SUA JUSTIÇA, DE SEUS POLÍTICOS, DE SEUS GOVERNANTES??

    Sonhar é preciso…Grrande abraço, Ricardo Setti – um brasileiro com B maiúsculo!

    Muitíssimo obrigado, Jacira. E torço para que seja assim como você diz.

    Abração!

  144. carlos nascimento

    -

    15/09/2012 às 1:27

    Grande Reynaldo,
    O nosso camisa 10 da trincheira democrática, vc merece um Green 700 ml, não vamos brigar pela quantidade de pedras de gelo no copo, só lhe digo que um amigo nosso iria ficar furioso com esse “sacrilégio”, as pedrinhas de gelo já causaram graves problemas, ele fala sempre que só se deve beber um “green” em ocasiões especialíssimas, o gelo quebraria o ritual dos deuses, o malte ficaria fora do ponto, mas nós como simples mortais, gostamos mesmo é do efeito etílico que produz.
    Bem, estamos em disputa com o RS, as (2) garrafas custam em torno de R$ 1.800,00 – impostos inclusos, claro – se eu ganhar a aposta, vc pode tomar uma garrafa e mandar a conta para BCN, pois infelizmente o nosso amigo está voltando antes de 7 de outubro, fazer o quê….. um dia ainda tomaremos outros “green” em BH.
    abração
    Carlos Nascimento.

  145. Ivan Gregor Tabet Marques

    -

    15/09/2012 às 1:04

    Ricardo, está faltando um nessa lista de brasileiros que nos orgulham: Mario Covas.

    Caro Ivan, NEM DE LONGE imaginei oferecer uma lista completa dos felizmente muitíssimos brasileiros de diversas eras dos quais nos orgulhamos. Praticaria milhares de injustiças. E, sim, também Covas, de quem me orgulho de ter sido amigo pessoal, para usar um pleonasmo, faz uma falta brutal, imensa ao país.

    Abraço

  146. elmar figueiredo de arruda

    -

    15/09/2012 às 1:03

    Bonito e empolgante texto, como professor ha mais de 2 decadas acreditoque precisamos sim de herois, a começar pelos nossos pais.Nossa sociedade vive tão fragilizada por referenciar-se na midia que vende seus valores por qualquer comentario de novela.

    Obrigado, caro Elmar. E parabéns por ter uma carreira tão digna como a de professor.

    Um abração e volte sempre ao blog.

  147. Linda

    -

    15/09/2012 às 1:01

    Não….Eu li e adorei!!! Me desculpe é que quando criança era costume na época cantar o Hino Nacional e, nos era ensinado a ter valores. Eu vivo um momento de amor e confiança que o Brasil pode voltar a ser aquele por quem eu pintei a cara pelas Diretas Já! No meu Facebook a foto do meu perfil está com a foto do ministro Joaquim Barbosa. Me desculpe, mas eu me emocionei mesmo quando li o seu artigo, fiquei maravilhada!!! Você é que não entende que o seu post emociona… Porque pensou diferente?

    Puxa vida, Linda, desculpe.

    Li como sendo ironia, como se vc estivesse dizendo que sou um ingênuo, que acredito em Papai Noel.

    Erro meu. Peço sinceras desculpas.

    Agora quem ficou emocionado fui eu.

    Abração!

  148. Izabella

    -

    15/09/2012 às 0:32

    A verdade sempre prevalecerá. Graças a Deus.

  149. Reynaldo-BH

    -

    15/09/2012 às 0:30

    Carlos Nascimento!
    Onde? Quando? Pode duas pedras de gelo? Pode ser Green ou Cardhu!!!
    Abraços, meu amigo! SALUTE!

  150. Olati

    -

    15/09/2012 às 0:24

    Só vou acreditar quando ver a porta da cadeia se fechar com o Dirceu e sua corja trancados lá dentro. Justos, não esmoreçam. Entrem para história como heróis. Não percam a oportunidade como fizeram os homens e mulheres do PT que se deixaram levar pela soberba e, se achando deuses, se transformaram em figuras lastimáveis da história brasileira.

  151. Reynaldo-BH

    -

    15/09/2012 às 0:24

    Ainda não li a reportagem de VEJA desta semana. Assim, o que aqui digo é só “em teoria”. E avanço em algumas opoucas observações.
    A primeira: era esperado. Bandido – como Valério – não paga sozinho por crime de uma quadrilha inteira. A perspectiva de mudar-se de uma mansão para uma cela o fez falar. Era previsível. Por isto o empenho extremo de TODOS os envolvidos (denunciados ou não) de blindá-lo com as mais fantasiosas (e ofensivas) ilações. Como a fantasia do Caixa 2, como se nem este fosse crime. É.
    Segunda: havia uma sensação de impunidade plena por parte dos poderosos de plantão. A certeza da inoperância ou do servilismo da Justiça. Limites? Não havia. A desculpa, o discurso populista, as acusações de golpe (que golpe, Meu Deus?? Quem quer golpe tem que ter o indicado para o lugar do deposto! Quem se daria a este crime? FHC? Alguém iria tão longe nesta acusação?). Ou a farsa. Que foi um pedido de desculpas nunca explicado. A traição (de quem?) transformada em estratégia para derrubar um presidente eleito! Collor foi destituído por muito menos! Mas, foi legal, democrático e transparente! A mágica do mau mágico caí no ostracismo do vulgar. Repetir a mesma nota é só exemplo de quem não sabe o próximo passo.
    Terceira constatação: Haverá alguém que ainda insista na inocência dos mensaleiros e na inexistência do mensalão? O argumento que já sei que lerei: “é a palavra de um bandido condenado!” SIM, É! Condenado por fazer parte da quadrilha de outros bandidos iguais! Ou esperava-se que Dalai lama soubesse do que se tramava nos esgotos do PT? Teriam que ser os ratos a denunciar…os outros ratos! Sempre foi assim na história da humanidade. Ou até isto o PT queria alterar? Não bastava uma “nova” história oficial? A práxis dos historiadores e juristas também teria que se adequar à nova ordem?
    Quarta constatação: o resgaste de nossa esperança no Brasil Pelo Judiciário. Quem haverá de levantar a mínima suspeição de Carmen Lúcia? De Rosa Weber? De Marco Aurélio, po “senhor voto vencido”? Do conhecimento enciclopédico (jurídico) de Luis Fux? Da honradez e decência de Peluso, manobrado para ser ausente pelos que temiam o que agora se revela? Temos juízes em Brasília. E não comemoro condenações. São antes a prova de que, enquanto sociedade organizada, falhamos todos! Seja a do pedófilo (que deveria estar isolado ANTES de agir), do assassino reincidente (que só está nas ruas porque não soubemos mantê-lo preso!) ou de políticos corruptos (que elegemos com nossos votos e assim, dando legitimidade). Como ex-promotor, enxergo sempre que a pena aplicada a um criminoso também é uma confissão de culpa do Estado. Nem por isto menos necessária. Ao contrário. Quando nos debatíamos pelo julgamento – que foi tentado ser protelado e ainda é! – era com a expectativa que, fora de um julgamento de deputados e senadores, juízes com estabilidade funcional garantida pela Constituição, poderiam dar um BASTA em uma situação que passou do crime ao escárnio! E assim o STF se posicionou! Sem a reportagem de VEJA (que insisto NÃO LI AINDA!) influenciar em qualquer aspecto! Ou seja, o que se revela HOJE é o que os juízes (os que honram este nome!) já tinham identificado NOS AUTOS, nas PROVAS e no melhor direito!
    Última e dolorosa constatação: não, não estou contente! Desculpem-me os que estão. Sei que são vários.
    Sem demagogias – sou só candidato a ser quem sou! – é triste (MUITO!) ver que bandidos tomaram de assalto o poder. E que precisaram de outros bandidos para o plano fétido que logrou êxito. De NADA valerá a VERDADE ser demonstrada se alguns se sentirem “superiores” a outros. Só admito que SOMOS aos que sendo intelectualmente (e factualmente) desonestos insistem em enxergar a cortina de fumaça e jamais o incêndio. A estes, não nos comparamos. Falo dos que acreditaram de modo honesto. Mesmo que por vezes defendiam o indefensável.
    De NADA valerá! Não há “vencedores” ou “vencidos” nesta pretensa guerra, que sequer guerra é! È só defesa da decência. E isto é mais que guerras ou batalhas. Um combatente sabe que só conseguirá lutar se souber da justeza da causa pelo qual luta.
    Que este estouro da ferida pustulenta seja mais que nojo! Que mau-cheiro! Que gangrena.
    Que seja assepsia.
    Prometo, a mim mesmo, que se o que escrevi aqui não estiver de acordo com o que será revelado amanhã/hoje (15/09), voltarei aqui para pedir desculpas. Não a Valérios, Dirceus ou quadrilha.
    Mas a mim mesmo. Por saber que – não era possível ser diferente! – errei na avaliação. Mas infelizmente, acho pouco provável.
    Infelizmente. Há horas que estar certo não é vitória. É só vontade de tomar um porre. E esquecer.
    Amanhã é outro dia. E nele, não esquecerei.
    Reynaldo.
    (PS: dedico este desabafo a meu pai e a meu irmão!. Acho que estou conseguindo ser digno deles!)

  152. Publio Athayde

    -

    15/09/2012 às 0:22

    Parabéns; boas falas. Ainda há gente que preze valores pelos quais tenho sido execrado – mas de que não abro mão. Decência, numa palavra.

    Obrigado, caro Publio.

  153. carlos nascimento

    -

    14/09/2012 às 23:57

    Ricardo,
    Comece a ficar preocupado com a conta das garrafas (2) de Royal Salutte 21 anos, me parece que após a Capa da VEJA dessa semana, eu já estou sentindo o cheirinho delicioso do malte.
    Confesso que já fazem 4 longos anos que não tomo uma dose desse maravilhoso malte, com apenas uma pedrinha de gelo. É….bom demais.

    Hahahahahaha…

  154. J.Rosa

    -

    14/09/2012 às 23:39

    SHOW…
    MAIS VALE O SER ESTIMADO DO QUE AS MUITAS RIQUEZAS…MAIS VALE O BOM NOME DO QUE A PRATA E O OURO.

  155. Reynaldo-BH

    -

    14/09/2012 às 23:39

    “Certas canções que ouço
    Cabem tão dentro de mim
    Que perguntar carece
    Como não fui eu que fiz?” (Milton Nascimento).
    Sem arrogâncias nem me imaginando metro quando mal sou palmo, existem textos que guardo. Confesso uma das minha loucuras: IMPRIMO e prego em quadros que eu mesmo faço as molduras!
    Você, prezado Setti, já estava na galeria!
    Mas este texto terá que ser em um papel especial. Resistente ao tempo. E mantido como herança para Joana. Li. Reli. Tornei a ler.
    Será que um dia voltaremos a dar valor a referências morais? Iremos! A gente caminhou muito, esfolou os joelhos, machucou os pés. A gente já chorou muito, já se despediu de muitos sem às vezes sequer poder fazer de modo cristão!
    Seu texto é emocionante! E a partir dele, me permito “conversar” com você e amigos daqui, como se estivéssemos na mesa de um bar.
    E conto uma história. Minha filha – creio que até para me elogiar, o que óbvio me enche de ainda mais carinho! – me perguntou: “Como você consegue conviver e discutir com pessoas que até te atacam e te ofendem? Você quer ser santo???” rsrsrs.
    Só me ocorreu dizer uma coisa: “Sabe como se separa quem merece respeito ou não em uma discussão? É simples! Quando discordar de você ofereça alguma vantagem (ou dinheiro, por exemplo) para que ele concorde contigo! Se aceitar, você pagou pouco pela descoberta. E economizou tempo, dinheiro e saúde!”
    O que dizer de Pedro Luis, SergioD, Corinthians, e tantos outros que a memória me trai? Qualquer um destes (mesmo que discordemos sempre!) se recebesse esta oferta, devolveria com – desculpe a expressão – uma porrada nos cornos do ofertante! Simples assim!
    Seria isto o que nos mantém fiéis a este espaço que é democrático e limpo? Que valoriza a cultura? Que entende a discordância? Que incentiva a descoberta?
    Certamente.
    Mas, é mais.
    Este texto de agora é a prova cabal de um jornalista que é um ser humano decente. Um brasileiro honesto. De um Quixote (tenha como elogio, todos somos!) que não se apequena frente a moinhos reais ou imaginários!
    Não há nada a acrescentar ao seu texto! Qualquer comentário é desnecessário!
    Só me resta agradecer.
    Por ser seu amigo, por ser um JORNALISTA e ser um exemplo moral.
    Para mim? Já estou velho e sempre o conheci…
    Para Joana.
    A quem acabei de enviar o texto! E só acrescentei: “eu sempre tentei dizer isto! Ainda bem que Setti disse!”
    Abraços e OBRIGADO, meu amigo!
    Estes novos tempos são novos! Sem vendetas nem revanches. Sem inimigos. Porque a JUSTIÇA não acoberta estes desvios!
    E como você, aguardo o fim de um início promissor.
    Sem comemorações por quem será preso ou condenado.
    Mas sim com intensa alegria por, sem demagogias ou violências, ver que o Estado de Direito pode passar a comandar nossa cidadania.
    E aí, Sobral, Ulisses, Faoro, Barbosa Lima, Heleno Fragoso (meu saudoso mestre!), Tristão, Castelinho, Pedro Luiz, Reynaldo, SergioD, Augusto, Setti e tantos outros seremos melhores!
    Apostamos na utopia! E podemos ganhar!


    Amigo Reynaldo, você está sendo tão exageradamente generoso para comigo que publico ruborizado seu comentário.

    Muito, mas muito obrigado.

    Um grande abraço.

  156. Drigo

    -

    14/09/2012 às 23:27

    Aproveito a excelente matéria e o espaço p/ me desculpar em relação aos sérios Ministros do STF, excessão para Lewando o “owski” e o Dias “tó ofólli”, nem preciso explicar os motivos.
    Antes do início do julgamento chamei o STF de supremo tribunal de fantoches, percebo o quanto me enganei, lacaios e vassalos no STF a nação brasileira sabe que são o afilhado da sempre falante Marisa e o bi-campeão reprovado em concursos públicos para área do poder judiciário. Paradoxo do BR: Dias Toffoli, reprovado em concurso por não possuir conhecimento jurídico e indicado por Lula p/ posto onde é requisito notório saber jurídico. Países sérios realmente tem ótimos motivos para rir, e muito, de nós.
    Mas, não posso abandonar meu lado contestador e calar-me, devo fazer a observação de que se uma sociedade enxerga heróis em pessoas que estão cumprindo seu dever de ofício, significa que há males doentios e profundos no seu seio. Quantos séculos mais precisaremos para curá-los?

  157. Linda

    -

    14/09/2012 às 23:21

    Este artigo me remete à época do meu grupo escolar quando cantávamos o Hino Nacional, crianças nos comovíamos ao gritar…Oh Pátria Amada Salve Salve!

    O post — não se trata de um “artigo” — tenho certeza de que você não leu.

    Não teve paciência, leu dois ou três parágrafos, o título e já atira a pedra da sua ironia.

    Fique com ela, tá?

    E passe bem.

  158. Silvana dias

    -

    14/09/2012 às 23:15

    ricardo, adorei seu texto sobre os juízes heróis. parabéns. confesso que nao costumo ler sua coluna, mas vc. acaba de ganhar uma fã.

    Obrigado, cara Silvana.

    Não utilizei em meu texto a expressão “juízes heróis”, que está apenas na “chamada” na home page do site de VEJA, mas obrigado por seu cumprimento.

    Espero que volte à coluna mais vezes.

    Um abração

  159. Reynaldo-BH

    -

    14/09/2012 às 23:08

    VALÉRIO FALOU!!!!!!
    VALEU, VEJA!

  160. jose afonso

    -

    14/09/2012 às 23:02

    Vou comentar de novo, um dos melhores artigos que li.

    Muito obrigado, caro José Afonso!

  161. Eurico

    -

    14/09/2012 às 23:00

    Ricardo,

    Desculpe se fui mal interpretado. Li seu texto com cuidado e sou seu leitor assíduo há muitos anos e admiro seu trabalho.
    O que eu quis dizer, é que a imprensa no geral comemora o que para mim não é absolutamente nada perto da dimensão disto tudo.
    O Lula sequer foi indiciado, inúmeros ex-ministros do governo do PT também não foram.
    Nunca um centavo foi devolvido…
    O caso Celso Daniel sumiu….
    A Marta voltou, o Sarney é aliado, o Maluf idem !
    Eu estou cheio disto tudo, na minha opinião vão condenar sim (talvez até o Dirceu) mas ninguém graduado, repito ninguém, vai pagar nada ou ser preso, e ainda vão voltar em alguma eleição ou nomeação para um cargo qualquer.
    Os ventos para mim não passam de uma levissima brisa na melhor hipótese.
    Já fui otimista mas depois de vários anos e lutas em vão não acredito que nada vá mudar, não no tempo que me resta para viver.

    Abraços,

    Eurico

    PS. Também sou jornalista, apesar de não exercer a profissão, e um dos melhores textos que estudei na Cásper Libero foi a “A história secreta do plano Cruzado”.
    Pena que nunca consegui comprar Conversas com Vargas Llosa.

    Muito obrigado por mensagem tão atenciosa, caro Eurico.

    É claro que concordo com seu desalento diante do quadro que você pinta. Contiuo, porém, com a opinião que emiti no artigo sobre uma luzinha acendendo.

    Obrigado pelos elogios à história do Cruzado. Quanto ao “Conversas”, está novamente nas livrarias, inclusive online, versão atualizada, contendo as conversas originais e mais uma segunda grande conversa com ele pós-Prêmio Nobel. É da editora Panda Books: “Conversas com Vargas Llosa — Antes e Depois do Nobel”.

    Abração, colega!

  162. Titus Petronius

    -

    14/09/2012 às 23:00

    Belíssimo texto, Setti. Merecia mais leitores. Deveria sair na Veja. Agora, quanto à turma do STF, deixo os grandes homens de lado, porque você já se encarregou brilhantemente deles, e fico aqui a imaginar o futuro daqueles dois pequenos homens que estão a jogar suas biografias na lama. Mortos-vivos da corte seria uma boa definição. É assim que vão continuar por lá após o julgamento do mensalão. Sobre homens, lembro-me de um comentário sobre Collor, da época do afastamento dele: “Um jovem, saudável, boa pinta, nascido rico, razoavelmente culto e eleito democraticamente que perde a grande chance de mudar um país para ficar mais rico é um ser desprezível”. O comentário é de Ulisses Guimarães, que, fosse este um país sério, teria sido eleito presidente em vez de Collor. Mas o fato é que há a mancheias no Brasil homens que perdem a chance de ser grandes em troca de mais do mesmo que já têm: poder e riqueza. É triste.

  163. jose afonso

    -

    14/09/2012 às 22:59

    Parabéns, ótimo texto.

    Muito obrigado!

  164. Victor Lenzi Gonçalves

    -

    14/09/2012 às 22:58

    Caro Setti:
    Este texto me deixou sem palavras. Nunca senti, de tal modo, tanta felicidade e esperança. O senhor disse tudo. Mas, infelizmente, poucos são os que estão lendo este belo e magnífico texto. E poucos são os que realmente se importam com o bem-estar do nosso país. Poucos são os que estão acompanhando o julgamento do Mensalão. É por isso que deve ser feito o impossível para que esta pérola chegue ao conhecimento de nós, jovens. Que vamos ser o futuro.

    Obrigado, caro Victor.

    E na verdade não são tão poucos assim os que estão lendo o texto que, para minha alegria, tanto agradou a você. Ele é de longe o mais acessado de hoje no blog, porque há uma chamada na home page do site de VEJA e também o Facebook do site o está divulgando.

    Muito obrigado por seu interesse e generosidade.

    Um abraço

  165. Observador

    -

    14/09/2012 às 22:57

    Acompanho os julgamentos do STF, sempre tem uma natureza da escola “garantista penal”. O julgamento do mensalão é uma exceção!! Até prova indiciária o STF está aceitando para condenar, fato este que a muito a jurisprudência daquela Corte não aceita mais.
    Para mim, decisões com caráter moral tem que nascer da própria razão do julgador e não por pressão social qualquer…Essa é minha humilde opinião.

  166. Observador

    -

    14/09/2012 às 22:44

    Exagero!!!!!!!!!
    Sou contrário qualquer tipo de idolatria e falsos herois.
    No caso em análise, a situação se agrava pq muitos outros julgamentos passarão pelo crivo dos ministros…não é só no mensalão que existe possíveis bandidos! Cuidado…

    Lamento constatar, por seu comentário, caro Observador, que você não leu o post até o final. Não teve paciência.

    Digo lá, especificamente, que não se trata de heroísmo, nem de heróis. Fui prudente. Não adiantei o carro aos bois. Ressalvei que ainda falta muito para o julgamento. Não comemorei nada, nem preguei idolatria.

    O texto todo foi sobre a falta de referÊncias morais no Brasil para o grande público e a possibilidade de que, com um julgamento severo do mensalão, que envolve poderosos, alguns ministros do Supremo podem vir a tornar-se o que já foram, no passado, figuras que chamei de Grandes Brasileiros.

  167. Eurico

    -

    14/09/2012 às 22:37

    Meu caro Setti,

    Eu sinceramente recomendo que voces jornalistas sejam menos otimistas.
    Concordo que e o STF condenou vários dos mensaleiros deste caso de corrupção.
    Entretanto não custa lembrar que apenas uma condenação sem efetiva prisão e devolução dos valores roubados não vai servir para nada.
    Condenação sem efetiva punição não vai servir nem para papel de parede.
    Sinceramente por tudo que já vi do Brasil em meus 49 anos de vida só vou comemorar quando, E SE, um destes condenados passer um dia que seja na cadeia.
    Por mais que tente não me entra na cabeça ver os Zés do grupo (os verdadeiros lideres na ausencia do Molusco), algemados entrando na Papuda para cumprir pena. Isto é ainda para mim um sonho que não acho que vai se realizar.
    Ainda não é hora de festejar, se é que algum dia vai ser possível isto.

    Abraços,

    Eurico

    Caro Eurico, peço a gentileza de que você releia com calma o texto. Fui prudente e cauteloso. Não coloquei o carro diante dos bois. Falei em ventos que “vêm soprando”, e não que já sopraram. Ressaltei que ainda falta muita coisa para o final do julgamento. Não comemorei nada.

    Pouca coisa frustra mais quem escreve do que constatar, ou julgar, que quem leu o fez sem cuidado.

    Abraço

  168. Gilberto Mendes

    -

    14/09/2012 às 22:28

    Cheguei a postar uma enorme PIZZA, porem como brasileiro fiquei perplexo diante da iniciativa de Joaquim Barbosa de enfrentar a mentira e a bandidagem do colarinho branco travestidos de POLITICOS, alias diga-se de passagem a PIOR de todas as ultimas administrações no quesito MORAL, ETICO e justo quem no passado pregava a ETICA fervorosamente, com isso assitimos tais pregadores SUCUMBIREM ao crime INSTITUCIONAIZADO na REPUBLICA das BANANAS e do faz de conta.

  169. Sergio the original since 1ª Leitura

    -

    14/09/2012 às 22:25

    Caro jornalista Ricardo Setti:

    Parabéns pelo texto!
    Os advogados do pt travestidos de Ministros do Supremo, lewandovsky e toffoli deveriam ter vergonha na cara e renunciar ao posto, para que nem os demais Ministros e nós mesmos tenhamos que conviver com a carantonha e o facciosismo deles.

  170. FILIPE FERNANDES

    -

    14/09/2012 às 22:25

    queria dizer Ilustre, lapso meu…

  171. FILIPE FERNANDES

    -

    14/09/2012 às 22:24

    Quanto mais leio sobre este ilusto Ministro do STF, Meretissimo Joaquim Barbosa, mais respeito sua pessoa, vale a pena conhecer um pouco dele.
    Joaquim Benedito Barbosa Gomes é o nome dele.
    Conhecido como Joaquim Barbosa, apenas, ele é ministro do Supremo Tribunal Federal do Brasil desde 25 de junho de 2003,quando nomeado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. É o único negro entre os atuais ministros do STF. Joaquim Barbosa nasceu no município mineiro de Paracatu em 7 de outubro de 1954 (54 anos), noroeste de Minas Gerais. É o primogênito de oito filhos.
    Pai pedreiro e mãe dona de casa passou a ser arrimo de família quando estes se separaram. Aos 16 anos foi sozinho para Brasília arranjou emprego na gráfica do Correio Braziliense e terminou o segundo grau, sempre estudando em colégio público. Obteve seu bacharelado em Direito na Universidade de Brasília, onde, em seguida, obteve seu mestrado em Direito do Estado. Prestou concurso público para Procurador da República e foi aprovado. Licenciou-se do cargo e foi estudar na França por quatro anos, tendo obtido seu Mestrado em Direito Público pela Universidade de Paris-II (Panthéon-Assas) em 1990 e seu Doutorado em Direito Público pela Universidade de Paris-II (Panthéon-Assas) em 1993.
    Retornou ao cargo de procurador no Rio de Janeiro e professor concursado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Foi Visiting Scholar no Human Rights Institute da faculdade de direito da Universidade Columbia em Nova York ( 1999 a 2000), e Visiting Scholar na Universidade da Califórnia, Los Angeles School of Law ( 2002 a 2003). Fez estudos complementares de idiomas estrangeiros no Brasil, na Inglaterra, nos Estados Unidos, na Áustria e na Alemanha. É fluente em francês, inglês e alemão. O currículo do ministro do STF Joaquim Barbosa que vocês acabam de ler foi extraído da Wikipédia, mas pode ser encontrado facilmente nos arquivos dos órgãos oficiais do Estado Brasileiro. “E o que mostra esse currículo?”, perguntarão vocês. Antes de responder, quero dizer que o histórico de vida de Joaquim Barbosa pesa muito neste caso, porque mostra que ele, à diferença de seus pares, é alguém que chegou aonde chegou lutando contra dificuldades imensas que os outros membros do STF jamais sequer sonharam em enfrentar!

  172. alan

    -

    14/09/2012 às 22:24

    Não são herois. Apenas estão tentando colocar o STF no âmbito de suas atribuições. No passado este poder estava a mercê do executivo praticamente sem utilidade para a sociedade. Era um covil de preguiçosos. Agora parece está funcionando. Tomara que não nos decepcione quaando chegar a hora de julgar o todo poderoso JD.

  173. carlos nascimento

    -

    14/09/2012 às 22:09

    O Ministro Joaquim Barbosa deveria ser indicado ao Prêmio Nobel da Paz, pois quem luta para acabar com a IMPUNIDADE, na realidade está buscando promover a Justiça Social.
    A história fará referência a esse momento maravilhoso.
    BRAVO MINISTRO ! AVANTE ! A JUSTIÇA TRIUNFARÁ.

  174. ELI

    -

    14/09/2012 às 22:08

    GOSTARIA DE LEMBRAR QUE NO MEIO DOS HEROIS EXISTEM O CORINGA(LEWANDOVISKI) E O CHARADA(TOFOLLI).

    Não os chamei de herois. E nem generalizei para todos os ministros do Supremo a expectativa que mencionei.

    Abração

  175. cleibson

    -

    14/09/2012 às 21:59

    Realmente a justiça brasileira é merecedora desse titulo: HERÓIS!!! Deve ser piada e de muito mal gosto…

    Você com certeza absoluta não leu o post. Seu comentário não tem absolutamente nada a ver com o que escrevi.

  176. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    14/09/2012 às 21:54

    Amigo Setti:
    Beleza de artigo, as pessoas citadas por você fazem falta e uma lista enorme também a ser citados.
    Não concordo quando diz que em termos morais estamos num pântano(minha palavra), não temos Grandes Brasileiros – discordo pra valer – somos um POVO ALTIVO e a cada brasileirinho que nasce é um novo brasileirinho LIVRE – uns com melhores chances e outros não – mas a aproximação e eliminação de Injustiças – só com Liberdade e essa a cada dia mais sólida.
    Temos muitos brasileiros vivos e respeitáveis amando o Brasil – uma minoria hipócrita dá trabalho e a cada dia mais sendo descobertas, a Esquerda e a Direita.

    Ânimo Setti!!!
    Pedro Luiz

    Temos, sim, grandes brasileiros. Seu Pai é um deles. Milhares, milhões de brasileiros anônimos são Grandes Brasileiros.

    Não temos Grandes Brasileiros, a meu modesto ver, na vida pública, e nos quais as pessoas possam se mirar.

    É de cima, presumivelmente, que vêm os bons exemplos.

    Abraço

  177. Lago Gonçalves

    -

    14/09/2012 às 21:51

    ”Leviandovsky” e Tófolli, suspeitíssimos, se tivessem a menor dignidade, não deveriam estar lá.
    Sempre começam com uma argumentação xula para jsustificar o inaceitável…..
    Eles deveriam ser réus, e não juizes.

  178. Lago Gonçalves

    -

    14/09/2012 às 21:48

    Ministro Joaquim Barbosa, ilustríssimo no melhor sentido da palavra, o seu grande caráter, coragem e competência, impedem-me de afirmar que a dignidade, a inteligência, a honestidade, extinguiram-se no Brasil.
    HOJE GRAÇAS AO SENHOR, AO PROMOTOR RANGEL, acredito que ainda poderemos retornar ao rumo da verdadeira democracia e estado de direito.
    Seria uma brasileira totalmente realizada, acreditaria estar vivendo num país onde todos estão submetidos as mesmas leis, se Lula fosse réu no Mensalão, pois ele foi o maior favorecido deste sórdido esquema de roubos de dinheiro público que pagou apoios ao nefasto presidente.

  179. Geraldo

    -

    14/09/2012 às 21:45

    Lula safado, solto, impune e ainda como herói. O povo está passado de gente despudorada no poder, pessoa como Sarney, dono do ministério das minas e energia. Como posso acreditar numa presidente que se dobra aos desejos dois traidores: SARNEY E LULA?

  180. Enio

    -

    14/09/2012 às 21:42

    Sou médico há 39 anos,triste, decepciona com as falcatruas com medicaçoes para hipertensão arterial, diabetes etc.fornecidos com a maior propaganda pelo governo (que faz licitação pelo preço e não pela qualidade como deveria ser)que não funcionam levando os pobres pacientes inexoravelmente a morte.Mas uma grande alegria e otimismo me invade neste momento quando vejo Joaquim Barbosa e seus colegas( com exeção de dois)condenarem os chefões sem mêdo e com a altivez de um grande magistrado ( sem temerem as ameaças do grande ALLI BABÁ),QUE FLANA LEVE E SOLTO COMO SE OS BRASILEIROS FOSSEM UNS IDIOTAS E QUE ELE NÃO SABIA E NÃO SABE DE NADA.

  181. Aloisio Antoni

    -

    14/09/2012 às 21:42

    Será que todos os reus vão seguir a máxima de “o bom cabrito não berra?”, sofrendo sozinhos? Acho impossivel que o Presidente da época dos fatos não sabia de nada.E mais: acho que foi o principal mentor da delinquência .Não temos provas. Só teremos de torcer para que algum dos reus abra o bico.

  182. Marcondes Witt

    -

    14/09/2012 às 21:36

    Problema que este mesmo STF está fazendo o Brasil descumprir uma decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos, o caso da Lei de Anistia, fazendo o Brasil se parecer com a Venezuela, em que Chavez a retirou da mesma Corte e da Comissão de Direitos Humanos.

  183. Carvalho Netto

    -

    14/09/2012 às 21:32

    Caro Setti!
    Aproveitando a deixa, o MINISTRO JOAQUIM BARBOSA, torna-se a nós pobres mortais, o nosso verdadeiro heroi, ou seja:- Zorro, Batman, Super Homem, e etc., lendo o curriculum desse SENHOR, é de tirar o chapéu, digno da sua postura e honrades, esse senhor, não precisou de cotas para adentrar em uma universidade, e muito menos fazer parte do protecionismo de alguns, para torna-se a figura mais querida hoje nesse Brasil de tantas mazelas, a voce Setti, um forte abraço, a esse MINISTRÃO meus maiores reconhecimentos, hoje posso dizer aos meus netos que no Brasil ainda tem gente de bem!!! obrigado.

  184. Rose Monteiro

    -

    14/09/2012 às 21:32

    Também concordo que eles não devam fundar partidos políticos, até porque o mal da política brasileira é contagioso! Mas ainda não acabou…

  185. PAULO DE TARSO

    -

    14/09/2012 às 21:32

    O ministro joaquim Barbosa é o Homem do ano no Brasil e um herói prá gente que luta por um país mais justo .

  186. Thais

    -

    14/09/2012 às 21:29

    Caro Ricardo

    Sempre acompanho seu site o qual admiro por trazer assuntos e fotos não apenas singulares, curiosas, mas que (sobretudo) tem o condão de alimentar nosso espírito tão sedento de arte, de beleza clássica. Parabéns pela sensibilidade e refinamento.
    Mas hoje, motivo-me a sair do anonimato, do silêncio, para verbalizar minha admiração e respeito maior pelo texto acima escrito.
    Concordo absolutamente com o âmago de suas palavras. É como se houvéssemos ficado anestesiados, sedados, quase desfalecidos mesmo pelos últimos quase dez anos de política no Brasil e, agora, estejamos respirando um inacreditável sopro de democracia, de respeito as instituições, de respeito a v-a-l-o-r-e-s.
    Lastimo morar tão longe especialmente de Brasilía neste momento (moro na Califórnia há muitos anos), ser-me-ia um enorme prazer apertar a mão de um Homem como Joaquim Barbosa.
    Longa vida a ele, aos demais ministros que vestem toga e a todos vocês, homens que pautam suas vidas por princípios.

    Um afetuoso e respeitoso abraço,
    Thais Helena Guidolin Ouzounian

  187. JEBANIEL WOLFF

    -

    14/09/2012 às 21:28

    Excelente artigo, Ricardo Setti. Com exceção do Lewandowski e do Dias Toffoli, que estão no STF todos nós sabemos o porquê, os demais ministros têm cumprido corretamente com o seu dever o que os torna heróis perante a opinião pública.

  188. Abraão Bastos

    -

    14/09/2012 às 21:27

    Será que chegamos ao fundo do poço para termos como heróis nacionais pessoas que se locupletam do erário público baseadas em leis imorais que tratam os brasileiros entre privilegiados e indigentes?

  189. Isper Aziz Sahdo

    -

    14/09/2012 às 21:12

    Concordo plenamente com tudo que foi escrito. Espero que isto seja o sinal de uma longa “primavera brasileira”.

  190. Nanã Fernandes

    -

    14/09/2012 às 21:04

    Estimado Setti,
    Feliz foi sua escolha, ao abordar a atitude da grande maioria dos juizes do Supremo! Realmente estamos alimentando nossa alma diante da seriedade e do frescor de raciocínio desses eminentes brasileiros!

  191. Roberto Souza

    -

    14/09/2012 às 21:01

    Setti,
    mais um post para a galeria de obras primas da imprensa brasileira.
    Quero dizer ainda que a ótima série de debates sobre o mensalão ganhou muito com a sua participação.

  192. Walter

    -

    14/09/2012 às 21:00

    Eu só acredito ou melhor vou ver uma luz ao fim do tunel se esse julgamento alcançar o maoir bandido de todos tempos na história da Republica Brasileira, falo do Lula, esse sim é o chefe da organização criminosa que é o PT, incrível como no Brasil se prestigia esse cidadão, abre-se expaço e olha não são apenas os miseráveis dependentes das bolsas famílias e outras esmolas institucionais.
    O mal que esse partido e esse cidadão fez a Republica e a politica Brasileira, segúramente ira demorar por gerações. Ele conseguiu implantar a corrupção em todos os níveis, em escala nunca vista antes. Em fim esse é o povo Brasileiro que por falta de uma imprensa patriota e ética dá a esse cidadão e ao partido dele os instrumentos necessários para que ainda sobrevivam.

  193. paula f

    -

    14/09/2012 às 20:54

    Não precisamos de heróis, precisamos de uma equipe de gestores comprometidos com o que a de mais importante:o ser humano.Infelizmente ,uma andorinha só não faz verão.

  194. Alberto Porem Jr.

    -

    14/09/2012 às 20:44

    Boa noite Setti. Guardarei com muito carinho este post do amigo em meus arquivos e quiçá ele seja um prenúncio de dias melhores onde o nosso dinheiro vá para aonde deve e não em paraísos fiscais. Minha esposa sempre diz: Cuidado com o que fala pois as palavras tem força e as suas tem esta força (o “cuidado” é porque ela pede que eu reflita 2 ou 3 vezes antes de falar/escrever e as vezes eu esqueço, se sabe…)
    Belas e fortes palavras, vamos orar ao bom Pai que elas sejam o futuro.

  195. marilea

    -

    14/09/2012 às 20:41

    Os da “capa preta” pondo ordens na casa!
    Viva! e palmas para nossos “heróis”

  196. ademir brum

    -

    14/09/2012 às 20:34

    concordo pois o nosso brasil ja estava virando xacota no mundo por ter tantas falcatruas hoge eles estao distribuindo suas surrupiaçoes para pagar campanhas e o famoso geitinho brasileiro depois deicham passar tempo pra julgar porque sabe que o brasileiro e esquecido e ai todo mundo e canonisa e santo ninguem fes nada nao esistiu mensalao . obrigado boa noite

  197. Justiceira

    -

    14/09/2012 às 20:31

    São os nossos superheróis, derrotando os petralhas!!!

  198. Henrique

    -

    14/09/2012 às 20:30

    Excelente texto, Ricardo. Esse julgamento vem servindo mesmo como um paradigma também nesse quesito “referências morais”. Esperamos que o rigor permaneça na hora da apreciação do núcleo político. Aí teremos, de fato, uma nova realidade inaugurada no País, e poderemos, finalmente, sentir um otimismo genuíno quanto ao nosso futuro – evidentemente, desde que o legado deixado por esse julgamento seja totalmente assimilado pelas instâncias jurídicas espalhadas Brasil afora.

  199. Roberto Cavalcanti

    -

    14/09/2012 às 20:15

    E são herois em um país de ignorantes e cafajestes apenas por cumprirem com seus deveres. Nesse julgamento o STF está acabando com o jeitinho brasileiro de tratar as coisas.

  200. Luiz Caldeira

    -

    14/09/2012 às 20:14

    Com as exceções de dois de seus ministros que nós observamos se entender o que pretendem, podemos concluir que os demais nos enchem de orgulho por suas atitudes e sensatez. Muito obrigado por recuperar nossas esperanças de que o país pode ser sério.

  201. Renato

    -

    14/09/2012 às 20:13

    Faltou julgar o Lula, o grande lider dos mensaleiros e da roubalheira generalizada que se instalou no Brasil.

  202. Silvia

    -

    14/09/2012 às 20:12

    Maravilhoso seu comentário. Estamos mesmo precisando de ídolos, de pessoas capazes de derrubar corruptos, ladrões do dinheiro do povo.
    Merecem aplausos sim e quem sabe exemplos para nossos filhos e netos.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados