Blogs e Colunistas

quinta-feira, 9 de abril de 2015

6:02 \ Governo

Queda mais rápida

ministério dilma

A foto do ministério de Dilma foi tirada em janeiro, mas já está desatualizada (clique para aumentar)

A queda em série de Cid Gomes, Thomas Traumann, Pepe Vargas e Marcelo Néri do ministério de Dilma Rousseff, um a cada 25 dias nos 100 primeiros dias de novo governo, conseguiu ser mais intensa que a faxina ministerial promovida por Dilma entre junho e dezembro de 2011.

Nos 214 dias decorridos no período, oito ministros de Dilma Rousseff deixaram a Esplanada, uma média de um a cada 26,7 dias. Antonio Palocci, Alfredo Nascimento, Wagner Rossi, Pedro Novais, Orlando Silva, Carlos Lupi e Mário Negromonte foram derrubados por denúncias; Nelson Jobim pediu para sair depois de ter declarado voto em José Serra e dizer ser obrigado a conviver com idiotas no governo.

Por Lauro Jardim
Share

sexta-feira, 27 de março de 2015

6:03 \ Governo

Os novos ministros

No Turismo

No Turismo

As nomeações dos novos ministros de Dilma Rousseff devem sair mesmo entre segunda-feira e terça-feira. Inicialmente, o Planalto pensou em anunciar os indicados hoje, mas não conseguiu costurar uma solução a tempo.

Gabriel Chalita, que já esteve com um pé no Ministério da Educação, por ser uma nomeação que agradaria a Eduardo Cunha e a Michel Temer ao mesmo tempo, perdeu força.

Henrique Eduardo Alves, contudo, continua como o virtual ministro do Turismo. Será nomeado, na cota do PMDB da Câmara, embalado com zelo para satisfazer Eduardo Cunha.

Mas como sua indicação cria outro problema –tira do cargo um indicado de Renan Calheiros – o governo trata agora de buscar uma compensação à altura para o presidente do Senado.

E, finalmente, para a Secom, a ideia continua sendo alguém distante de Ricardo Berzoini (leia mais aqui)

Por Lauro Jardim
Share

sábado, 14 de março de 2015

6:02 \ Governo

Já vai mudar

dilma

Mudanças para conter a crise

O martelo está batido: até o final mês, Dilma Rousseff faz a primeira reforma no ministério empossado em janeiro.

Pepe Vargas não sobreviverá à mexida. Não será o único, no entanto.

Por Lauro Jardim
Share

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

6:07 \ Governo

A reunião ministerial 1

Celular: proibido na reunião

Celular: proibido na reunião

Por ordem da própria Dilma Rousseff, os ministros que participarão da reunião ministerial de logo mais às 16h terão que deixar seus celulares na antessala.

Assim, não se distrairão com os telefones checando mensagens, olhando a internet nos momentos de tédio ou, pior, falando ao telefone. E, sobretudo, não passarão mensagens e e-mails, vazando em tempo real a reunião.

A propósito, é a mesma determinação instituída por Dilma desde que assumiu para aqueles que entram em seu gabinete no Planalto.

Por Lauro Jardim
Share

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

9:24 \ Governo

O superministério

eduardo braga

Braga: “Deus é brasileiro e vai mandar chuva”

Eduardo Braga tem deixado os técnicos do Ministério de Minas e Energia de cabelo em pé com suas declarações sobre o apagão – e o setor em geral.

Braga é um destacado integrante do superministério de sumidades do segundo governo Dilma.

Por Lauro Jardim
Share

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

17:49 \ Partidos

Na corda bamba

manoel dias

Lupi admite que Dias pode sair do Trabalho

Carlos Lupi já admite a interlocutores no PDT que pode tirar Manoel Dias do comando do Ministério do Trabalho. Quase ninguém no partido gostou de continuar no comando da pasta – e, muito menos, do nome do atual titular.

Por Lauro Jardim
Share

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

8:36 \ Governo

As mulheres de Dilma

Dilma: menos ministras

Dilma: menos ministras

Em 2011, Dilma Rousseff tomou posse tendo nomeado nove mulheres para o seu ministério de 39 integrantes. Ontem, eram seis as mulheres ministras.

Por Lauro Jardim
Share

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

6:02 \ Governo

Jaques Wagner disse não

jaques wagner

Wagner não aceitou lugar de Cardozo

O Ministério da Justiça foi oferecido a Jaques Wagner. Foi recusado. Quer outro.

Por Lauro Jardim
Share

domingo, 14 de dezembro de 2014

6:05 \ Governo

O anfíbio

Wagner: bombeiro

Wagner: próximo de Dilma

Dilma Rousseff deu a Jaques Wagner algumas opções, mas o que parece mais certo é que escolha mesmo comandar o novo Ministério das Comunicações, que, além das atuais atribuições, anexará a atual Secom. Wagner deve ter gabinete dentro do Palácio do Planalto.

No entorno de Dilma, é o único que tem excelente trânsito com ela e com Lula.

Por Lauro Jardim
Share

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

12:35 \ Partidos

Ao que interessa

michel temer

Hora de falar com Dilma sobre ministérios

Michel Temer chega amanhã de madrugada do México e reúne-se assim que possível com Dilma Rousseff para tratar do que interessa (ao PMDB): os ministérios que cabem aos peemedebistas.

Por Lauro Jardim
Share

domingo, 7 de dezembro de 2014

7:28 \ Governo

Não quero

josué

Josué: convidado, recusou

Josué Gomes da Silva foi convidado para ser ministro do Desenvolvimento Econômico. Recusou, alegando que não queria expor a Coteminas.

Por Lauro Jardim
Share
6:27 \ Governo

Pacotão peemedebista

Presente para o vice

Conversa com Temer antes de decisões

Depois de sua conversa marcada com Michel Temer para o início da semana, a tendência é que Dilma Rousseff embale um pacotão de novos ministros e os anuncie de uma vez só.

Por Lauro Jardim
Share

sábado, 6 de dezembro de 2014

7:26 \ Governo

Tesoureiro rifado

edinho silva

Dilma diz “não” a Edinho

O PT quer Edinho Silva ministro de Dilma Rousseff. Só que Dilma não quer o seu tesoureiro de campanha no governo.

Por Lauro Jardim
Share
6:29 \ Governo

Sem chance

Jaques Wagner

Wagner: pasta indefinida

Jaques Wagner aventou a possibilidade de assumir o Ministério da Defesa. Dilma descartou.

Por Lauro Jardim
Share

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

6:02 \ Governo

Dois em um

Wagner: bombeiro

Wagner: nome certo na Esplanada

Uma das possibilidades em discussão no Palácio do Planalto para abrigar Jaques Wagner na pasta das Comunicações é acabar com a Secom, hoje pilotada por Thomas Traumann.

Ela seria incorporada às Comunicações, que ficaria mais robusta, do tamanho que se imagina para um ministro forte como será Wagner.

Se fizer essa “fusão”, Dilma Rousseff cumpre uma promessa de campanha de… Aécio Neves. Estará enxugando o número de ministérios.

Por Lauro Jardim
Share

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

10:52 \ Brasil

O que quer Henrique

Alves: de olho na Integração

Alves: de olho na Integração

Que Previdência que nada. Henrique Eduardo Alves está trabalhando para ficar com o Ministério da Integração Nacional.

Por Lauro Jardim
Share

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

10:23 \ Governo

Se nada mudar…

Alvo dos sindicalistas

Vai substituir Lobão?

Se o anúncio do novo ministro das Minas e Energia fosse hoje, a escolhida seria Miriam Belchior. Como não é, os aliados continuam  tentando botar a mão no ministério.

Por Lauro Jardim
Share

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

17:59 \ Governo

O motivo do adiamento

Barbosa tinha outra expectativa

Barbosa tinha outra expectativa

O adiamento do anúncio oficial da equipe econômica teve uma razão surpreendente: Nelson Barbosa  ainda não disse o “sim” ao convite para ser ministro do Planejamento.

Sua expectativa era ser o novo ministro da Fazenda. Há, porém, uma intensa negociação  neste momento para fazê-lo topar o ministério que Dilma Rousseff reservou para ele.

Anunciar apenas Joaquim Levy na Fazenda, não surtiria o efeito pretendido pelo governo.

(Atualização, às 18h40: finalmente, Barbosa disse o “sim”. Agora, de acordo com o Planalto, falta definir os nomes dos presidentes do Banco do Brasil e BNDES para, aí, então, se fazer o anúncio oficial na semana que vem.)

Por Lauro Jardim
Share
16:17 \ Governo

Sem consulta

Para aliviar a dor

O novo ministro do Desenvolvimento

Dilma Rousseff convidou Armando Monteiro Neto para assumir o Ministério do Desenvolvimento. Beleza. Duas observações sobre a nomeação:

1) O PTB, partido de Armando Monteiro, não foi consultado por Dilma para a escolha. O partido não vai reclamar, porém. Como não tem ministério, o que vier é lucro.

2) Josué Gomes da Silva tomou um banho das urnas para nada? Era uma espécie de pule de dez para o ministério, mas apesar de serem 39 pastas, deve ficar fora da Esplanada.

Por Lauro Jardim
Share

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

16:17 \ Congresso

Ministério dos Alves

Troca entre os primos

Troca entre os primos

A cada dia ganha mais força na cabeça de alguns peemedebistas uma troca de lugar entre Henrique Eduardo Alves e seu primo, Garibaldi Alves.

Henrique iria para o Ministério da Previdência, e Garibaldi voltaria para o Senado. Num só lance, o governo agradaria o PMDB do Senado e da Câmara.

Por Lauro Jardim
Share

terça-feira, 11 de novembro de 2014

6:01 \ Governo

O fator Cunha

Cunha: marcando em cima

Pastas na Esplanada contra Cunha?

Uma das maiores incógnitas na escolha do novo ministério de Dilma Rousseff é o quanto o fator Eduardo Cunha vai pesar na definição dos nomes.

O que está em jogo é o seguinte: o deputado Eduardo Cunha é o favorito na disputa para a presidência da Câmara. Se Dilma precisar partir para o embate pesado contra ele, como parece ser o caso, inevitavelmente terá que fazer o jogo do toma-lá-dá-cá com os partidos para derrotá-lo.

Em resumo, Dilma poderá distribuir ministérios às bancadas em troca de votos contra Cunha. Isso dará outra cara ao time de Dilma.

O caso do PR é um exemplo. A bancada do partido é praticamente unânime: quer o senador Antonio Carlos Rodrigues no Ministério dos Transportes. Dilma prefere manter no cargo Pedro Passos, considerado pelo PR escolha pessoal da presidente.

Praticamente em cada partido poderá ter um problema parecido.

Por Lauro Jardim
Share

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

7:26 \ Governo

Lobão diz adeus

Provocação de correligionários

De volta ao Senado

Edison Lobão não tem a menor dúvida de onde despachará a partir de 2015: do seu gabinete no Senado. Aos mais próximos, assume que não integrará o ministério do segundo governo Dilma. Voltará ao Senado, onde tem mais quatro anos de mandato pela frente.

Por Lauro Jardim
Share

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

11:54 \ Economia

Para Trabuco topar

trabuco

Trabuco na Fazenda? Dilma terá que pedir para’ Brandão

A possibilidade de Luiz Carlos Trabuco assumir a Fazenda é remota. Um ex-diretor do Bradesco, que conhece a alma da instituição, enxerga apenas uma única chance de isso acontecer – “e, mesmo assim, uma chance de menos de 1%”: se Dilma Rousseff for a Lázaro Brandão, o presidente do conselho de administração do Bradesco, o líder supremo da Cidade de Deus, e pedir que libere Trabuco para essa missão.

Por Lauro Jardim
Share

terça-feira, 28 de outubro de 2014

A conta-gotas

ministros 2010

O ministério de Dilma em 2011

Aqui e ali saiu que Dilma Rousseff anunciaria o ministério do segundo mandato de uma vez só. Nada mais incorreto. Os nomes, como sempre, sairão a conta-gotas.

Por Lauro Jardim
Share
14:24 \ Governo

Dilma, Trabuco e Neca

trabuco

Trabuco: um dos cogitados

A propósito, um ministro de Dilma Rousseff  sobre a especulação do nome de Luiz Carlos Trabuco como ministro da Fazenda:

- Politicamente, vai ser difícil sustentar o nome do presidente do Bradesco depois de termos passado a campanha inteira batendo pesado na Neca Setubal pela proximidade com a Marina Silva.

Por Lauro Jardim
Share

sábado, 21 de junho de 2014

O time

 

Montagem da equipe

Montagem da equipe

Aécio Neves planeja anunciar seus ministros a conta-gotas a partir de agosto. Em alguns casos, o fará nos programas eleitorais do PSDB na TV, onde pretende apresentar-se ao lado de alguns deles, como Arminio Fraga (Fazenda) e Antonio Anastasia (Planejamento).

Aécio já se acertou com José Serra. Se for eleito, dará a Serra um ministério. Entre os tucanos aposta-se que seria o Itamaraty.

A propósito, há um acordo entre Aécio Neves e Geraldo Alckmin sobre o PSD, de Gilberto Kassab. Por ele, Kassab só será o vice de Alckmin se o PSD largar Dilma Rousseff pela estrada e apoiar o PSDB. Objetivamente, hoje a possibilidade de o PSD marchar com os tucanos é próxima de zero.

Por Lauro Jardim
Share

segunda-feira, 10 de março de 2014

7:26 \ Governo

Marcha ré

josé henrique paim

Paim: empossado na primeira leva

No dia 3 de fevereiro, Dilma Rousseff deu posse a quatro ministros – Aloizio Mercadante (Casa Civil), José Henrique Paim (Educação), Arthur Chioro (Saúde) e Thomas Traumann (Comunicação Social).

Parecia que o restante da reforma viria em mais uma semaninha. Cinco semanas depois, não só nada andou, como andou para trás.

Por Lauro Jardim
Share

quinta-feira, 6 de março de 2014

7:24 \ Governo

Xadrez ministerial

Inconformado com o Planalto

Nem tão certo quanto o governo pensa

O governo dá como certo que levará Vital do Rêgo para o Ministério do Turismo. Beleza. Só que o senador peemedebista já disse a Henrique Eduardo Alves que não aceitará o convite se não for dado outro ministério ao PMDB da Câmara.

Por Lauro Jardim
Share

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

7:24 \ Governo

Vontade de servir à Pátria

dilma

Fama pelas broncas

Dilma Rousseff voltou e, abençoada pelo papa Francisco, retornou nos últimos dias ao arrastado enredo da reforma ministerial.

O que impressiona, dado que todos os candidatos a ministros conhecem o temperamento nada fácil de Dilma, é ter tanta gente com disposição para tomar esporros monumentais.

Só pode ser mesmo uma inexcedível vontade de servir à Pátria.

Por Lauro Jardim
Share

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

18:58 \ Governo

Com jeitinho, vai?

Descartando convite

Esperança para Dilma

De um peemedebista velho de guerra sobre o convite de Dilma Rousseff para Eunício  Oliveira tornar-se o ministro da Integração, oferta recusada mais de uma vez pelo senador:

- Não é operação trivial, mas se tiver chance, o Eunício topa.

Por Lauro Jardim
Share
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados