Mauricio Lima Radar on-line

Radar on-line

Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Ernesto Neves, Gabriel Mascarenhas e Pedro de Carvalho

sobre

O Radar publica informações exclusivas e bastidores de tudo o que for relevante. Da política à economia; do esporte à área cultural; do mundo dos negócios à segurança pública – tudo cabe neste espaço, desde que seja uma informação confiável e inédita.

A novela da PPP de iluminação pública de São Paulo

Por: Natalia Viri

Sem luz no fim do túnel

Sem luz no fim do túnel

A PPP de Iluminação Pública de São Paulo, menina dos olhos de Haddad, custa a sair do papel. Após ficar parado por anos e enfrentar a oposição do Tribunal de Contas do Município, finalmente três empresas entregaram propostas no começo de fevereiro.

Mais de um mês depois, no entanto, o projeto não ainda não avançou. O município não aceitou as garantias apresentadas pelo consórcio apresentado pela chinesa Yaming Lighting, que entrou com recurso.

As outras duas concorrentes – FM Rodrigues e Alumini, que já atuam na cidade – esperavam uma decisão até o dia 1º. Até agora, nada. A Prefeitura afirmou que, na verdade, o prazo terminou ontem e a decisão deve sair “nos próximos dias”.

Enquanto espera os recursos, não há data marcada para abertura das propostas comerciais em si. Ganha quem oferecer o maior deságio em relação às contraprestações anuais de 366 milhões de reais. Considerando os 20 anos de contrato, o valor total a ser recebido pode chegar a 7 bilhões de reais.

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*