Blogs e Colunistas

terça-feira, 20 de março de 2012

6:03 \ Governo

Menos atribuições

Caneta para o secretário

Com o nome constantemente na berlinda, Ana de Hollanda assinou na sexta-feira passada portaria para delegar ao secretário-executivo Vitor Ortiz e a outros dirigentes de órgãos vinculados à pasta a competência para autorizar a celebração e prorrogação de contratos e a concessão de despesas e passagens a servidores da pasta.

Pela portaria, Ortiz e outros dirigentes da Cultura não precisam mais da ministra para celebrar ou renovar contratos de até 10 milhões de reais. Ana tem ainda menos atribuições.

Por Lauro Jardim

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

12 Comentários

  1. Cezar Sales

    -

    20/03/2012 às 16:28

    Creio que essa “ministra” ainda não caiu
    em virtude da imprensa estar lhe poupando.
    Chegará um momento em que isso não mais será
    possível e então…
    Essa Lei ROUANET nada mais é do que aquele
    mal que assola algumas pessoas em forma de
    calo, ou seja, JOANETE. Quem sofre diz que a
    dor é horrível.

  2. REVOLTADO

    -

    20/03/2012 às 16:18

    ……. MANDEM LOGO ESTA PARASITA
    PARA O DIABO QUE A CARREGUE !
    CHEGA DE VAGABUNDOS COM BLINDAGEM !

  3. eder

    -

    20/03/2012 às 15:36

    não fugindo do assunto….como ficou o caso da Bethania & cia?…conseguiram $$$$ público pra montar o tal do blog da poesia???… o assunto já morreu ou estão agindo na surdina?…all bull shit.

  4. reinaldo

    -

    20/03/2012 às 15:05

    Atualmente basta ser mulher. Competencia? Ah, Brasil politicamente correto. ONDE ESTÃO OS HOMENS? O BRASIL ESTÁ VIRANDO O CLUBE DA LULUZINHA.

  5. Claudius,MS

    -

    20/03/2012 às 14:18

    Mais uma ministra que amadureceu.. apodreceu e nao caiu do pé.
    só falta chacoalhar pra cair.
    e já vai tarde…

  6. Cicero Marinho da Silva

    -

    20/03/2012 às 13:40

    Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas
    Vivem pros seus maridos, orgulho e raça de Atenas
    Quando amadas, se perfumam
    Se banham com leite, se arrumam
    Suas melenas
    Quando fustigadas não choram
    Se ajoelham, pedem, imploram
    Mais duras penas
    Cadenas

  7. Ricardo

    -

    20/03/2012 às 10:25

    Já passou da hora de cair,desabar ou implodir.

  8. Estado d direito,Já!

    -

    20/03/2012 às 10:05

    -
    -
    e a turma, mais liberdade para fazer a farra…. no final, ela não sabe de nada….

  9. Rita

    -

    20/03/2012 às 9:10

    Vergonha alheia!!

  10. maria-maria

    -

    20/03/2012 às 9:09

    A desnecessária, agora, delegando as tra$ações à camarilha, pode dedicar-se a sua tarefa primordial: viajar no Rio com passagens e diárias polpudas pagas pelo contribuinte. Nunca se viu um ministério tão amplo e tão harmonioso: não há um único elemento nele que valha o que come.

  11. Neile

    -

    20/03/2012 às 9:04

    O que será que o vencedor do “Jabuti” acha de tudo isso ?Provavelmente ,
    está chateado ,pois apoiou a presidentA e a irmãzinha virou ministra e agora……
    É gentalha que se aproveita do status quo!

  12. Mari Labbate *44 Milhões*

    -

    20/03/2012 às 9:02

    Sugiro Carla Camuratti, para substituir a perigosa-insossa Ana de Hollanda. FORA, comunista-desonesta! ABAIXO A LEI ROUANET!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados