Blogs e Colunistas

quinta-feira, 8 de março de 2012

22:57 \ Brasil

Orlando Diniz perde

Orlando Diniz segue afastado da presidência do SESC-RJ

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro rejeitou o retorno de Orlando Diniz para o comando do SESC Rio. O recurso julgado ontem manteve a decisão do SESC nacional que afastou o empresário da presidência por suspeita de mau uso de cerca de 20 milhões de reais do dinheiro da entidade.

O diretor do departamento nacional do Sesc, Maron Emile Abi-Abib, segue provisoriamente no lugar de Orlando.

Por Lauro Jardim

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

20 Comentários

  • LOTTE

    -

    29/1/2013 às 17:32

    Esta Comedia Grotesca começou exatamente no final de 1999. Com a morte do Presidente do SESC-Rio e o Afastamento do Vitor de Almeida da Presidência do SENAC RIO.
    Com a necessidade de uma Federação única colocaram um jovem de classe média alta como Presidente do SESC e do SENAC, jovem empreendedor, mas que lamentavelmente cometeria já naquela época alguns enganos. No SENAC demitiu-se a maioria dos servidores potencialmente concursados e procurou-se estabelecer um novo ciclo de modernidade de talentos humanos. Porém contratando e empregando demitidos de outros Regionais(SP) e colocando pessoas para cargos de confiança que porcamente possuíam o segundo grau e muita vontade de poder. Já no SESC Copacabana fecharam a galeria de arte e quanto mais caro e intelectual o Espetáculo de Teatro , melhor para o marketing da nova gestão. Quanto às unidades do SESC no interior do estado e bairros do Rio cortar gastos.
    Já nosso querido SENAC , com aquele complexo profissionalizante do Riachuelo e o restaurante de Copacabana tão historicamente frequentado dava prejuízo, Educação profissional não aparecia na mídia e quando necessário cursos rápidos para trabalhadores pobres com verba do FAT eram bem vindos. Carretas escola , prefeituras do PSDB, Quem não lembra que um curso de cabelereiro poderia ser cursado por 5,00 reais. Agora não, o que vale são Unidades independentes Ipanema – moda e beleza cursos 500,00 a 1.000,00 nada de curso de 5.00 reais isto e para pobre. Vieram as Festas no SESC Copacabana , Edição de livros de moda e beleza catálogos e livros de assuntos modernos de 50,00 a 200,00 Reais. Para pobre apostilas naturalmente pagas.. Mas quem são os culpados ? Somos nós Brasileiros que Permitimos que um dirigente fique no poder dezenas de anos no caso da CNC, com Seu SESC e SENAC Nacional , também perpetuaram deuses da cultura da educação profissional que pararam no tempo . E claro que Antonio de Oliveira Santos tem uma História diferente , mas lamentavelmente contribuiu para dar autonomia plena as ações de todos estes atores e também tem seu grande papel neste folhetim. Neste grude de vaidade só se salva a Industria, com seu SENAI., Quanto ao Comercio centenas de empresários pagam tributos para manter esta estrutura cara chamada SENAC/SESC -RIO , mas no final nem sabem o que seus funcionários deveriam ter de retorno destas Instituições e muitos menos frequentam eventos de estrelas nacionais e internacionais pagos pelo custo Brasil . Se querem mudanças procurem devolver aos trabalhadores cariocas aquilo que lhe de direito a qualificação profissional e o lazer de qualidade dentro da realidade cultural que o cidadão precisa. Quanto a modernidade trazida pelo jovem Diniz nota cinco por não ter dado credito a memória do SENAC/SESC . Lembro que o caixa financeiro existente entre os anos 70 e 90 no SENAC , permitiu até que o antigo Presidente não aceitasse recursos governamentais. E uma comparação monstruosa , mas se fosse na época da Revolução Francesa com certeza não sobraria uma alma viva , nesta queda de braço do século XXI onde o maior prejudicado e o povo Brasileiro.

  • O vingador

    -

    15/7/2012 às 19:01

    Landinho a casa ainda não caiu tenta com os inúmeros pais de santo que tem por aí ! Tem o pai Bruno de pombogira que está lá no Bangu 1, tem o pai Marcelo de ponbogira que saiu do jornal com medo de ser preso junto com o pai Bruno, pai Sérgio Duarte de ogum que diz ser ele o fenómeno e não o Ronaldo kkkkkkk e o São Jorge só cuidado pro cavalo dele não ser igual ao do pica-pau que é medroso e pode fazer ele cair do cavalo.Toma vergonha nesta cara vc nunca falou com ninguém abaixo de você meu jovem seu soberbo !humildade sempre !robalheira não ! Guarda algum dindim para comprar uma piruca.

  • Vigilante

    -

    14/7/2012 às 16:29

    Favor queira por gentileza sr.maron Abib bloqueia as próximas faturas da Hércules Vig. E seg.ltda para pagar as indenizações dos vigilantes que possam ser aproveitados na futura empresa que irá prestar serviços de segurança privada para esta entidade,pois tenho muitos anos dedicados ao Sesc rio com seriedade e confiança,tendo em vista que o Frederico dono da Hércules vai abrir falência da empresa deixando muito pai de família preocupado,tendo em vista que a Hércules não paga os percentuais noturnos corretos e tem grande vínculo pessoal com o orlando Diniz.estamos confiantes na sua compreensão sr.maron. Abraços e boa sorte.

  • vigilante

    -

    25/6/2012 às 17:47

    AGORA SÓ FALTA , INVESTIGAR OS CONTRATO QUE AS EMPRESAS TEM COM O SESC E O SENAC , ENTRE ELAS AS EMPRESE DE SEGURANÇA A HÉRCULES, CUJO JÁ ESTA ATUANDO . NO SESC A MAIS DE 10 ANOS

  • José Manul Petranium

    -

    29/3/2012 às 16:57

    O TCU precisa agora fazer uma devassa no Senac Rio, onde contratos milionários com as empresas Totvs Consultoria, Itautec, Personal Service e outras, são verdadeiras obras primas de ladroagem….

  • Funcionário Feliz

    -

    22/3/2012 às 21:39

    A onda do Orlandinho agora é contratar as operadoras de telefone para enviar sms para os telefones com o assunto “máfia cnc”, hahahahaha… Babou, já era Orlando. Nós estamos de olho!!!

  • Funcionário Feliz

    -

    22/3/2012 às 21:38

    HAHAHAHAHAHA em caps lock… Orlandinho, sua cova está pronta… o pessoal que comenta a favor dele, com certeza são ligados a ele.

    Dêem um recado ao Orlandinho, diga a ele que a festa dos funcionários já está sendo organizada, fogos prontos, bebidas, etc. Ahhh… tudo com o nosso dinheiro mesmo, nada desviado. A alegria toma conta dos funcionários, chega de sermos mal administrados. Vaza Orlando e sua ditadura.

  • Tamar

    -

    16/3/2012 às 15:10

    Se o TJ/RJ,manteve o afastamento do Sr.Orlando Diniz por unanimidade, é porque viram irregularidades. Quem não deve, não teme.Tudo o que for feito para o bem da classe comerciária, e para o quadro funcional desta entidade é muito oportuno.Deixem a justiça trabalhar e vamos aguardar o desfecho desta história.

  • Jussara

    -

    16/3/2012 às 12:51

    Vivemos uma democracia e eu tenho todo direito de achar que isso é pura politicagem!
    concordo com o Marlon, e enquanto houver acusações e não apresentarem provas nada vai mudar!

  • Marlon

    -

    14/3/2012 às 16:11

    Digo e falo novamente:

    isso é politicagem. Briga entre Antonio Oliveira e Orlando Diniz.

    A verdade é que o sistema S como um todo é uma farra. Querem vir culpar o sesc rio? ele é o mais profissional de todos os sescs do Brasil.

    intervenção federal já na CNC

  • Olho Vivo

    -

    14/3/2012 às 12:50

    É incrivel como alguns AQUI, que mamam nas tetas do SescRio, como este tal de Marlon, acham que o tal do Orlando é inocente.
    Abram os olhos, tem muitas falcatruas no SescRio e elas tem que acabar para o comerciário poder voltar a ser valorizado, coisa que com a atual gestão não é !

  • Julio

    -

    11/3/2012 às 7:30

    a desculpa se perseguição política e velha e não cola mais. Todo aquele que cometer desvio ou irregularidade na gestão de recurso do contribuinte deve receber a sanção correspondente. A investigação precisa ser realizada. Estamos cansado de impunidade.

  • sidnei

    -

    9/3/2012 às 21:51

    Lauro,

    De uma olhada nesse blog: http://www.oditadordocomercio.blogspot.com

    Me parece que o sistema todo esta viciado.

  • De Olho

    -

    9/3/2012 às 18:50

    Pelo que vejo tem muita gente querendo que ele continue, para não perder a mamata das viagens, dos bonus de 10x o salário com o dinheiro do comerciário, fazer eventos para empresários ganharem dinheiro, entre outras coisitas mais….ele é muito bom mesmo

  • Jussara

    -

    9/3/2012 às 16:47

    Essas avocações são comuns em todos os estados, isso é politicagem barata para tirar o Orlando da presidência.

  • Ricardo

    -

    9/3/2012 às 16:03

    Infelizmente esse tipo de ação é comum no jogo político, mas o processo chamado internamente de “avocação” não foi finalizado e o Orlando Diniz já recorreu novamente, devendo retornar à direção em breve.

  • MArlon

    -

    9/3/2012 às 8:01

    Basta ver no site do TCU e lá está a informação de que as contas de 2000, 2001 e 2003 dda entidade foram julgadas irregulares.

    outros exercícios de anos posteriores receberam ressalvas e determinações relativas principalmente à desvio de recursos.

    Que tipo de julgamento houve no SESC Rio ate agora? nenhum. Como podem falar em desvio de 20 milhoes se nao ha nenhum relatório?

  • MArlon

    -

    9/3/2012 às 7:56

    Incrivel que uma mãfia como a do SESC nacional se ache no direito de intervir nas direçoes regionais e, lançar matéria na imprensa sem que nem um relatorio tenha sido julgado.

    Esse mesmo SESC que intervem , vem tendo suas contas julgadas irregulares pelo TCU.

    intervençao federal na CNC, já

  • arilson sartorato

    -

    8/3/2012 às 23:03

    ÍNCRIVEL QUE NESTE PAÍS, OS GATUNOS QUE TUNGAM O DINHEIRO PÚBLICO, A EXEMPLO DESTE SENHOR, DOS MINISTROS E DOS POLITICOS EM GERAL,NO MÁXIMO PERDEM A BOQUINHA, MAS NUNCA VÃO PRESOS. VIVA O BRASIL MARAVILHA DO LULA.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados