Blogs e Colunistas

domingo, 6 de maio de 2012

6:23 \ Brasil

Clima quente

Borges: o quase foi destituído por outros três interinos

Não bastasse estar sem diretor-geral, por causa do veto do Senado a um indicado por Dilma Rousseff, a Agência Nacional de Transportes Terrestres, (ANTT) viveu nos últimos dias um pequeno terremoto. Três diretores interinos tentaram destituir na marra o diretor-geral interino, Ivo Borges. Chegaram a mandar a decisão ao Diário Oficial. Antes da publicação, porém, Renan Calheiros e Gim Argello, padrinhos de Borges, entraram em ação e nada aconteceu.

Por Lauro Jardim

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

16 Comentários

  1. Gabriela

    -

    23/05/2012 às 16:29

    Isso é a maior prova de que as agências reguladoras não têm sua autonomia respeitada. Se o Brasil fosse um país sério, em que a população se desse o respeito, buscaria alterar o instrumento normativo que determina a indicação dos presidentes, diretores, conselheiros das Agências Reguladoras pelo Chefe do Executivo.

    Enquanto o sistema continuar como está, acreditem, a sociedade não será beneficiada pela atuação das Agências Reguladoras. Isto porque cada um dos escolhidos pelo Chefe do Executivo é designado com tarefa a cumprir dentro da AR, e esta tarefa sempre traz a realização de um sonho de um concessionário, autorizatário ou permissionário.

    Devemos buscar a autonomia das ARs, sob pena de nunca termos serviços de qualidade!

  2. Observador

    -

    17/05/2012 às 14:33

    “Defensor”, uma pergunta! Vc é um daqueles lobistas que este tal de Ivo Borges colocou dentro da ANTT? O lobista com interesse direto na área de concessão rodoviária, ou outro lobista?

  3. Pedro Furtado

    -

    16/05/2012 às 7:52

    Capacidade do quê? É apenas mais inepto apadrinhado que não tem a menor condição de conduzir a ANTT.
    A promessa de gestão que o Defensor está prometendo só pode ser de uma gestão voltada para o malfeito, corrupção e tráfico de influência jamais vista na ANTT. Infelizmente a sabatina no Senado não impediu que incompetentes como esses chegassem à diretoria da Agência.

  4. Defensor

    -

    14/05/2012 às 15:27

    Os 3 diretores interinos podem até serem técnico “competentes”, mas não o suficiente para assumirem a diretoria. Ivo Borges (apadrinhado ou não) tem experiência e capacidade para passar com tranquilidade pela sabatina do Senado, e é este o motivo do ciúmes e da perseguição dos três. E aguarde, isso acontecerá em breve e pra calar a boca desses três, ANTT desfrutará de uma gestão como jamais vista.

  5. Indignado

    -

    10/05/2012 às 15:44

    Uma vergonha!!! esse cara não sabe nada de transportes… enquanto os interinos são pessoas corretas, técnicos, conhecedores( concursados).Temos de manifestar toda nossa insatisfação… ir às ruas, exigir que esta corja de apadrinhados saia do cotrole das agências reguladoras: tem muita gente capaz, do quadro, em condições de fazer muito mais pela Agência!!!

  6. Pedro Furtado

    -

    08/05/2012 às 13:05

    Ahh claro… A sabatina no Senado é fundamental pra garantir que só profissionais qualificados sejam diretores das Agências. Ninguém chega lá apenas com experiência de usuário… Ahaam…
    Pra ficar defendendo esse apadrinhado, só pode ser um de seus aspones.

  7. Trompa de Falopio

    -

    08/05/2012 às 10:04

    Paulo, me responda a uma pergunta: seu padrinho é o Gim Argelo ou o Renam Calheiros? Como diria Chico, “amanhã vai ser outro dia…”. Aquele abraço…

  8. mateus

    -

    08/05/2012 às 9:54

    Vergonha ver Agencias Reguladoras sendo comandada por “apadrinhados” …

  9. O Contribuinte

    -

    07/05/2012 às 21:19

    Sendo os interinos quem são, que pena não ter dado certo. Esperamos que o fim não seja esse. A Antt merece ser afastada desse meio.

  10. Paulo

    -

    07/05/2012 às 20:31

    O problema é que os três diretores interinos estão lá sem passar por sabatina no senado. O que não está previsto na lei. Esse diretor, bom ou ruim, tem mandato em conformidade com a legalidade. Parece-me que o fantasma do Bernardo Figueiredo anda assombrando a ANTT mesmo depois de não ser reconduzido. Pois todos sabem que esses diretores interinos foram indicados por superintendentes indicados pelo antigo diretor e cumplices em suas falcatruas.

  11. Pedro Furtado

    -

    07/05/2012 às 14:13

    Coitadinho do diretor geral… Quem esses servidores concursados pensam que são?
    Não podem chegar asssim e atrapalhar as negociatas do Gim Argelo e Renan Calheiros na ANTT.
    Acorda Dilma!!!

  12. OMG

    -

    07/05/2012 às 11:45

    Esse Diretor da ANTT não sabe a diferença entre um ônibus e um trem. Completamente AMADOR. Até quando vamos aguentar esse tipo de gente no serviço público.

  13. Diego Queiroz

    -

    07/05/2012 às 8:18

    Apadrinhado por Renan Calheiros e Gim Argello: meu Deus!!!!

  14. Trompa de Falopio

    -

    06/05/2012 às 20:11

    Lauro Jardim so esqueceu de mencionar que os tres interinos sao concursados da casa e agiram para impedir as acoes no minimo duvidosas do atual diretor…

  15. jp

    -

    06/05/2012 às 17:17

    Ser afilhado de Gin Argelo e Renan Calheiros, é sinônimo de LADROAGEM, só um LARÁPIO como esse aceitaria ter esses dois MELIANTES como PADRI-
    NHOS, nenhum dos tres valem o que o gato enterra, o difícil é saber quem é o mais afanador.
    Será que a Dilma, é mesmo presidente da república? Se for nós estamos
    fudidos e sem pai e nem mãe. Num caso desses, era para mandar prender
    esses tres delinquentes, em um presídio de segurança máxima e de lá só
    sairem para o in ferno, isso se o satanás os aceitarem.
    Dilma, você é ou não é presidente?

  16. ivanor

    -

    06/05/2012 às 13:27

    Fosse no Japão, um personagem desses, ter que ser defendido por dois padrinhos desses, se suicidava de vergonha.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados