Blogs e Colunistas

sábado, 22 de novembro de 2014

8:02 \ Brasil

Duque versus PRC

Duque

Duque, um dos presos em Curitiba

Um mês antes de ser preso, Renato Duque entrou com uma ação por calúnia e difamação contra Paulo Roberto Costa na Justiça do Rio de Janeiro. Duque se ofendera com o trecho da delação premiada de PRC em que ele confirmou a Sergio Moro a participação do ex-diretor de serviços da Petrobras no esquema de corrupção na estatal.

Segundo Costa, o setor controlado por Duque destinava de 2% a 3% dos contratos da área de abastecimento da estatal ao PT.

No início de novembro, dias antes de ser preso, Duque viu a juíza Simone Frota decidir em favor do ex-colega. Segundo a juíza, seria necessário provar que a declaração de PRC é falsa. Duque, até agora, não recorreu.

Por Lauro Jardim
7:41 \ Diversos

Conversas difíceis

Amazon: vendas de livros físicos

Amazon ainda não decolou no Brasil

A Amazon está renegociando todos os contratos para a venda de e-books com as editoras brasileiras. Têm sido conversas duras. A gigante de Jeff Bezos quer ter direito de dar descontos maiores; as editoras dizem “não”.

Hoje, a Amazon tem 40% deste mercado no Brasil e menos de 10% dos livros físicos vendidos de forma digital – um desempenho sofrível para os padrões da empresa.

Por Lauro Jardim
7:28 \ Diversos

Plágio imperial

imperio

Nero, o protagonista de Império: acusação de plágio

Está nas mãos da Globo uma notificação extrajudicial que acusa Império de plágio.

O roteirista Mikael Faleiros relata que o diretor da novela, Rogério Gomes, aceitou produzir o seu filme A Glória e a Graça, participando de reuniões durante meses. A captação de 4,1 milhões de reais foi aprovada na Ancine, mas Gomes caiu fora do projeto para dedicar-se à emissora.

Império foi ao ar em julho exibindo cenas de um núcleo com um travesti que “descaradamente imita” A Glória e a Graça, segundo acusa Faleiros.

A Globo informa que a novela é uma obra original de Aguinaldo Silva.

Por Lauro Jardim
7:01 \ Economia

Sem ânimo

levy

Levy: o escolhido para a Fazenda

Joaquim Levy e a nova equipe econômica terão, ninguém duvida, muito trabalho pela frente para mudar o humor dos empresários.

Um exemplo: de acordo com uma pesquisa feita pela seguradora Zurich e pela GfK com 3 800 pequenas e médias empresas de dezenove países, os brasileiros são os mais pessimistas em relação ao crescimento dos negócios em 2015.

Do total de 200 altos executivos brasileiros entrevistados, 27% “não esperam nenhuma oportunidade para suas empresas”. A média mundial é 18%.

Por Lauro Jardim
6:32 \ Brasil

De orelha baixa

Ricardo Pessoa: sem fotos

Ricardo Pessoa, dono da UTC, segue preso em Curitiba

Durante anos e anos, os empreiteiros presos na Lava-Jato tinham prioridades indiscutíveis em suas vidas. Por exemplo, negociar aditivos bilionários nas obras públicas, especialmente na Petrobras.

Na cadeia, suas prioridades mudaram radicalmente. Por exemplo, têm que economizar cotonete. Na prisão de Curitiba, cada um dos 29 executivos e empresários presos recebe uma cota de dois cotonetes para cada cinco dias de cadeia.

Por Lauro Jardim
6:04 \ Brasil

Devolva, já

Machado: demonstração de (falta de) prestígio

Machado: demonstração de (falta de) prestígio

Sérgio Machado comandou com mão de ferro por onze anos a Transpetro, da qual foi obrigado a pedir licença de 31 dias tragado que foi pela Operação Lava-Jato. Ao sair, teve provas do quanto era querido ali.

Já no dia seguinte à licença, a diretoria de recursos humanos ordenou que o laptop e os dois celulares que usava fossem devolvidos imediatamente. Machado questionou a decisão. Mas foi obrigado a fazê-lo.

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

20:14 \ Brasil

O barquinho vai

octavio

Negócio fechado com Fernando Baiano

Fernando Baiano é um feliz proprietário de uma super lancha de 54 pés, com a qual ele singra o mar azul de Angra dos Reis. Baiano a comprou de Otavio Azevedo, presidente do conselho de administração da Andrade Gutierrez.

(Atualização às 20h49: A Andrade Gutierrez entrou em contato e informou que a transação comercial foi “registrada nos órgãos competentes e os valores devidamente declarados à Receita Federal”.)

Por Lauro Jardim
20:13 \ Brasil

Mais um da Andrade

andrade gutierrez

Representante no “clube”

Além da citação ao nome de Otavio Azevedo (Leia mais aqui), a Andrade Gutierrez tem mais um executivo citado na operação Lava-Jato. No depoimento de Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, da Toyo Setal, Elton Negrão é citado como o contato da empresa que participava do tal “clube” do cartel. Disse Augusto:

- … (o clube) era formado pelas mesmas empresas, isto é Odebrecht, representada por Marcio Faria (…), a Andrade Gutierrez, representada por Elton Negrão…

A Andrade, no entanto, não teve que enfrentar na semana passada prisões de executivos ou pedidos de busca e apreensão. Já a Odebrecht teve o escritório como alvo na Zona Sul do Rio de Janeiro e um executivo chegou a ter a prisão pedida pelo Ministério Público – porém, negada pelo juiz Sergio Moro.

Por Lauro Jardim
19:29 \ Congresso

Marcelinho na Câmara

Deputado federal por 40 dias

Deputado federal por 40 dias

A 40 dias de tomar posse como vice-governador de São Paulo, Márcio França decidiu antecipar sua saída da Câmara. O suplente é o agora petista Marcelinho Carioca, que assume nos próximos dias.

Por Lauro Jardim
17:59 \ Governo

O motivo do adiamento

Barbosa tinha outra expectativa

Barbosa tinha outra expectativa

O adiamento do anúncio oficial da equipe econômica teve uma razão surpreendente: Nelson Barbosa  ainda não disse o “sim” ao convite para ser ministro do Planejamento.

Sua expectativa era ser o novo ministro da Fazenda. Há, porém, uma intensa negociação  neste momento para fazê-lo topar o ministério que Dilma Rousseff reservou para ele.

Anunciar apenas Joaquim Levy na Fazenda, não surtiria o efeito pretendido pelo governo.

(Atualização, às 18h40: finalmente, Barbosa disse o “sim”. Agora, de acordo com o Planalto, falta definir os nomes dos presidentes do Banco do Brasil e BNDES para, aí, então, se fazer o anúncio oficial na semana que vem.)

Por Lauro Jardim
17:21 \ Congresso

Frases feitas

Quem tem medo de Fernando Baiano?

Quem tem medo de Fernando Baiano?

Alguns deputados da bancada do PMDB na Câmara têm na ponta da língua duas frases para responder a perguntas sobre eventuais ligações com o lobista Fernando Baiano.

Primeiro, dizem que não conhecem nem sabem de algum deputado que conheça.

Em seguida, sugerem que, se existem laços entre Baiano e o partido, devem ser com o PMDB do Senado.

Por Lauro Jardim
16:29 \ Brasil

A ambição do PP

Sobrevivência

Sobrevivência

De um integrante do PP, ao responder a quais pastas o partido almeja no governo Dilma Rousseff:

- Pelo andar da carruagem, tudo o que o PP quer é sobreviver até o fim do ano.

Por Lauro Jardim
16:17 \ Governo

Sem consulta

Para aliviar a dor

O novo ministro do Desenvolvimento

Dilma Rousseff convidou Armando Monteiro Neto para assumir o Ministério do Desenvolvimento. Beleza. Duas observações sobre a nomeação:

1) O PTB, partido de Armando Monteiro, não foi consultado por Dilma para a escolha. O partido não vai reclamar, porém. Como não tem ministério, o que vier é lucro.

2) Josué Gomes da Silva tomou um banho das urnas para nada? Era uma espécie de pule de dez para o ministério, mas apesar de serem 39 pastas, deve ficar fora da Esplanada.

Por Lauro Jardim
15:22 \ Congresso

Votação em duas semanas

A hora está chegando

A hora está chegando

Henrique Eduardo Alves vai levar o processo de cassação de André Vargas ao plenário da Câmara na primeira semana de dezembro.

Por Lauro Jardim
15:21 \ Congresso, Governo

Juras a Temer

Alves jura lealdade a Temer

Alves jura lealdade a Temer

A propósito, no esforço para ser ministro (Leia mais aqui), Henrique Eduardo Alves faz, a cada conversa, mais e mais juras de lealdade a Michel Temer.

Disse Alves, rasgando seda:

- O PMDB sabe que sua força é sua unidade. Sob a liderança de Michel Temer, assim será.

Alves, aliás, também tem atuado de ponte entre Eduardo Cunha e Temer. Assim, se cacifa dos dois lados.

Por Lauro Jardim
13:29 \ Brasil

Para que oposição?

Site mais acessado

Lava-Jato bateu forte no governo

Aécio Neves tirou uma semana de férias. Talvez por que o governo tenha se enrolado tanto que nem é necessário oposição neste momento…

Por Lauro Jardim
12:22 \ Governo

As dificuldades de Dilma

Dilma: dificultando as coisas

Dilma: dificultando as coisas

O ano de 2015 será naturalmente difícil. Mas Dilma Rousseff  está tornando-o ainda mais complicado.

Por Lauro Jardim
11:21 \ Governo

Sem fumaça branca

Quem entra no lugar de Mantega?

Quem entra no lugar de Mantega?

Pelo menos até o momento, não há qualquer movimentação no Palácio do Planalto para o anúncio, hoje, do novo ministro da Fazenda.

Talvez Dilma Rousseff esteja esperando o aniversário de um mês de sua vitória, na quarta-feira que vem, para dizer, enfim, ao país quem é o escolhido…

Por Lauro Jardim
11:03 \ Congresso

Caiado ataca

Caiado vai à PGR

Caiado vai à PGR

Ronaldo Caiado entra hoje com uma representação na PGR contra 10 autoridades do governo federal, acusando a turma de crime de responsabilidade e improbidade administrativa, por não terem divulgado durante a campanha dados e medidas econômicas impopulares.

A lista de autoridades vai desde ministros, como Guido Mantega, Alexandre Tombini, Clélio Diniz (Ciência e Tecnologia), Izabella Teixeira, Marcelo Néri e Edison Lobão, a presidentes e diretores de agências, como Volney Zanardi Júnior (Ibama), Leonel Perondi (Inpe), Sergei Soares (Ipea) e Romeu Donizete Rufino (Aneel).

Por Lauro Jardim
10:33 \ Economia

O dólar avança

Dólar: valorização

Dólar: valorização

A previsão do mercado financeiro é praticamente unânime: o dólar ainda tem fôlego para se valorizar ante o real no curto prazo.

Por Lauro Jardim
9:24 \ Brasil

Saudades de Miami

Coral Gables: o recanto do Baiano

Coral Gables: o recanto do Baiano

Além de seu apartamento na Barra da Tijuca e de uma casa de praia em Trancoso (BA), Fernando Baiano está deixando de frequentar, nestes dias em que passa uma temporada em Curitiba, sua mansão em Miami, mais precisamente em Coral Gables.

Por Lauro Jardim
8:23 \ Brasil

Sem tela de proteção

Desprotegida

Desprotegida

A quem se impressiona com as cifras desviadas da Petrobras, um delegado da cúpula da PF explica que não foi só o gigantesco volume de recursos, típico de uma empresa desse porte, que atiçou a cobiça de corruptos e corruptores nos últimos anos.

Segundo a Constituição, crimes cometidos em sociedades de economia mista como a Petrobras devem ser investigados pela Polícia Civil e não pela Polícia Federal.

Por isso, diante da falta de recursos e da pouca experiência para investigar corrupção das polícias civis, a Petrobras era, na prática, um dos poucos galinheiros ainda sem tela de proteção.

Em um despacho de 10 de novembro, o juiz Sérgio Moro lembra que só se chegou por acaso às raposas agora presas. O objeto da investigação eram os crimes – federais – de evasão de divisas e lavagem de dinheiro de Alberto Youssef.

Por Lauro Jardim

Moreira versus Cunha

Guerra contra Cunha

Guerra contra Cunha

Moreira Franco é hoje um dos principais articuladores contra Eduardo Cunha no PMDB. A empreitada tem um porquê.

Aos mais próximos, Moreira diz ter certeza de que Cunha faria de tudo para derrubá-lo do ministério, se tivesse poder para isso.

O ministro tem razão.

Por Lauro Jardim
6:32 \ Futebol

Sem naming rights

A Arena do Palmeiras nasceu

A Arena do Palmeiras nasceu

A trágica (para o torcedor palmeirense) inauguração anteontem da nova arena Palestra não fez o Sportv ceder ao desejo da WTorre – ou seja, ouvir o seu estádio sendo chamado de Allianz Parque no Grupo Globo.

Será assim também quando o jogo for transmitido na própria Globo. A ESPN é o único canal que adotou o naming rights palmeirense na sua programação.

Por Lauro Jardim
6:02 \ Brasil

De volta à Rede

Mais assinaturas para registrar a Rede

Mais assinaturas para registrar a Rede

Marina Silva disse a Beto Albuquerque que vai retomar a coleta de assinaturas para fundar a Rede. Seu tempo no PSB, disse ela, chegou ao fim.

Por Lauro Jardim
6:01 \ Brasil

O futuro do PSB

Partido amargurado

Partido dividido

A propósito, a executiva nacional do PSB se reúne na quarta-feira que vem para discutir os rumos do partido em 2015. Independência, sem fazer parte da oposição formalmente, é o que prega a cúpula do partido em São Paulo.

Por Lauro Jardim

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

19:18 \ Brasil

Foi mal

Cosenza: fora da investigação

Cosenza: fora da investigação

O erro cometido pelos  policiais federais que divulgaram o nome de José Carlos Cosenza, sucessor de Paulo Roberto Costa na diretoria de Abastecimento da Petrobras, como envolvido em falcatruas, foi percebido por eles na manhã de terça-feira. Só que àquela altura Cosenza estava nas manchetes de jornais como suspeito.

Ainda na terça-feira de manhã, os policiais avisaram imediatamente a área jurídica da estatal sobre o engano. Os policiais justificaram o erro como uma confusão de nomes, dado o elevado número de investigados, que já passa de uma centena.

Por Lauro Jardim
18:38 \ Congresso

A matemática da quebra

Sigilos quebrados

Sigilos quebrados

Na matemática do apertado placar da quebra dos sigilos de João Vaccari Neto, na terça-feira, na CPMI da Petrobras, quatro parlamentares que formalmente deveriam ser da base aliada provaram mais uma vez que, na hora do aperto, votam com a oposição.

Ataídes Oliveira, Ênio Bacci, Gim Argello e Lúcio Vieira Lima somaram-se aos oito da oposição e garantiram o placar de 12 favoráveis à quebra, frente a 11 contrários.

Por Lauro Jardim
17:22 \ Economia

O impacto da megatransação

Transação bilionária

Transação bilionária

Os 9 bilhões de reais que a Cielo está pagando ao Banco do Brasil na megaoperação que fechou na área de cartões de crédito (leia mais aqui) aumentará o lucro líquido do BB 3,2 bilhões de reais. Além de botar outros tantos bilhões de reais no Tesouro Nacional neste final do ano complicado.

Por Lauro Jardim
16:33 \ Governo

O amadorismo do Planalto

Brandão: amadorismo do Palácio

Brandão: amadorismo do Palácio

A recusa de Luiz Trabuco ao convite para assumir o Ministério da Fazenda é mais uma trapalhada de Dilma Rousseff (ou dos que a aconselham) na condução do dia a dia do governo.

Receber Lázaro Brandão no Palácio do Planalto na terça-feira para (leia mais aqui) comunicar sua pretensão ao presidente do Conselho do banco, inflando assim as expectativas de todos com uma possibilidade de um nome classe A para o cargo e, no final das contas, chegar ao anticlímax da recusa é algo perto do amadorismo.

Em resumo, Brandão só deveria ter ido ao Palácio para dar a resposta positiva sobre o seu subordinado, com quem já teria obviamente conversado – é assim que funciona o ritual do jogo político competente. Qualquer outra resposta significa desgaste. É o que está acontecendo.

E ainda fragiliza quem for o escolhido. A justificativa-padrão que será apresentada ao distinto público, a de que Trabuco ajudará mais o governo fora do governo, dispensa comentários.

Por Lauro Jardim
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados