Blogs e Colunistas

sábado, 29 de agosto de 2015

8:01 \ Brasil

Gastos ornamentais

ANAC

A sede da Anac, em Brasília

O tempo é de ajuste fiscal, mas nem por isso alguns gastos extravagantes somem dos pregões de compras governamentais.

As mãos de tesoura de Joaquim Levy vão coçar quando o ministro souber que a Anac admite pagar 261 436 reais para a compra de 198 unidades de quatro espécies de plantas ornamentais para suas sedes.

Por Lauro Jardim
Share
7:51 \ Economia

Curto-circuito

Petrobras

Petrobras: portas fechadas ao BTG por enquanto

O BTG Pactual está com problemas na Petrobras. Exceto as operações já contratadas, há uma ordem de não chamar o banco para novos negócios até se resolverem algumas pendências na BR Distribuidora e na própria Petrobras.

O BTG nega qualquer problema com a estatal.

Por Lauro Jardim
Share
7:38 \ Governo

Em tom de piada

Lula se permitiu usar Dilma como exemplo de piada

Lula se permitiu usar Dilma como exemplo de piada

Há três semanas, numa reunião com senadores do PMDB em Brasília, Lula permitiu-se a uma estocada em Dilma. Não foi a primeira, nem será a última.

Com sua prosa característica, disse que numa mesa de bar que junte dez brasileiros, os assuntos serão obrigatoriamente mulher, futebol e política: “Quando falarem de política e de mim, três dos dez me defenderão; já quando chegar a vez dela ninguém vai defendê-la. Ela tem apenas 7% de aprovação. Isso é menos de um em dez…”

Por Lauro Jardim
Share
7:03 \ Brasil

Na defesa

Jobim

Jobim vai defender o BNDES

Nelson Jobim e Pierpaolo Bottini vão defender os diretores do BNDES nos terremotos que se avizinham, na CPI e na Justiça.

Os escritórios de ambos foram contratados pelo seguro que o BNDES paga para defender seus diretores de encrencas judiciais.

Por Lauro Jardim
Share
6:29 \ Economia

Decisão atritada

Levy e Barbosa

Barbosa venceu queda-de-braço com Levy

Sem alarde, pois ambos são discretos, houve atritos entre Nelson Barbosa e Joaquim Levy na decisão de recriar a CPMF.

Motivo: Levy considerava que havia espaço para mais cortes no Orçamento de 2016, o que impactaria na alíquota da rediviva CPMF, diminuindo-a. Barbosa considerou que enxugou os gastos ao máximo.

Nesta queda-de-braço, Barbosa deu a última palavra. Ou melhor, a penúltima. A última foi de Dilma Rousseff.

A propósito, entre alguns ministros petistas, a dupla Joaquim Levy e Nelson Barbosa é jocosamente chamada de “junta econômica”.

Por Lauro Jardim
Share
6:04 \ Governo

Retrato do Brasil

Dilma

Popularidade de Dilma se esfarelou até no Nordeste

Uma pesquisa inédita encomendada pelo PMDB do Ceará ao Ibope conseguiu fazer uma fotografia sem photoshop do que aconteceu com Dilma Rousseff da eleição para cá.

Na cidade de Lavras da Mangabeira, de 31 000 habitantes, Dilma obteve a inacreditável marca de 86,6% dos votos no segundo turno, em outubro passado. Agora, de acordo com a pesquisa realizada em agosto, ou seja, dez meses depois, 76% dos habitantes reprovam o governo.

Sua popularidade, portanto, esfarelou-se, até em pequenas cidades nordestinas que a apoiaram de forma esmagadora.

Por Lauro Jardim
Share

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

18:42 \ Brasil

Um leilão fracassado

energia solar

Outro leilão de energia malsucedido

O leilão de energia solar que o governo promoveu hoje (leia mais aqui) foi um fracasso. Apenas 7,5% do total de energia ofertada foi negociada (talvez o governo avalie que foi um avanço sobre os 7% negociados no outro malsucedido leilão de energia da semana passada).

Por Lauro Jardim
Share
18:27 \ Congresso

Cobrança ao TCU

Júlio: apelo por recursos para o TCU atuar

Oliveira: apelo por recursos para o TCU atuar

O procurador do Ministério Público junto ao TCU Julio Marcelo Oliveira cobrou que Aroldo Cedraz  - o presidente do TCU cujo filho é suspeito de atuar no tribunal a favor de Ricardo Pessoa – designe mais auditores de controle externo para cuidar dos processos da Lava-Jato no tribunal.

Julio comparou a situação da equipe encarregada de Lava-Jato no TCU com os procuradores e delegados com a mesma missão no MPF e na PF, respectivamente.

Segundo Oliveira, enquanto a Polícia Federal alocou 50 policiais para examinar a documentação obtida com a operação e o MPF designou 20 membros dedicados a ela, o TCU montou grupo de trabalho com apenas seis auditores. No momento, o grupo está reduzido a dois.

Por Lauro Jardim
Share
17:43 \ Economia

A Zenith e a Estrela

estrela

15% da Estrela pertencem à Zenith

A  gaúcha Zenith Asset Management aumentou sua participação na Estrela. Detém agora 15% da companhia de brinquedos.

Por Lauro Jardim
Share
17:29 \ Economia

Acordo com a Petrobras

Sem saída

Sete: acordo para tirar a corda do pescoço

As duras renegociações com a Petrobras (leia mais aqui) tiveram um final feliz para a encrencada Sete Brasil. Uma reunião entre Aldemir Bendine e os acionistas da Sete hoje, em São Paulo, terminou com um acordo para a construção das dezenove sondas de exploração de petróleo do pré-sal, ao contrário das 28 previstas no acordo anterior.

O contrato deve ser assinado na semana que vem.

Por Lauro Jardim
Share
16:25 \ Governo

O Itamaraty de Vieira

Vieira empossou ontem sua equipe

Vieira empossou ontem sua equipe

Mauro Vieira empossou esta semana o primeiro escalão do Itamaraty escolhido de fato por ele.

Com isso, saem de cena os embaixadores da equipe de Luiz Alberto Figueiredo e começa para valer uma nova gestão na chancelaria.

Por Lauro Jardim
Share
16:24 \ Governo

Dilma e os diplomatas

Itamaraty: expectativa em nova fase da política externa no segundo mandato de Dilma

Itamaraty: expectativa em nova fase da política externa no segundo mandato de Dilma

A propósito, o clima no Itamaraty em relação a Dilma melhorou.

As agendas com Obama, Putin e Angela Merkel ajudaram a dissipar uma ideia que beirava o consenso entre os diplomatas: de que Dilma passou a dar mais importância à política externa. Mas não só isso.

Outro dia, na formatura de uma turma de novos diplomatas do Instituto Rio Branco, Dilma agiu de forma bem diferente ao que fez em 2012.

Eram outros tempos. Com popularidade estratosférica e num Itamaraty comandado por Antonio Patriota (um chanceler com quem sempre se estranhou), Dilma sequer posou para a foto oficial com os alunos.

Desta vez, na era da popularidade de um dígito, posou para foto, conversou com os jovens diplomatas e fez afagos a Mauro Vieira.

Por Lauro Jardim
Share
15:15 \ Televisão

Abaixo das antecessoras

Babilonia

Babilônia: abaixo de Império e Em Família

Se a audiência do penúltimo capítulo de Babilônia, que foi ao ar ontem, se mantiver hoje, a Globo pode esperar um novo recorde negativo para um último capítulo de novela das nove.

Em São Paulo, o folhetim de Gilberto Braga igualou sua melhor marca: 33 pontos, segundo números do Ibope; no Rio de Janeiro, onde o recorde é de 37 pontos, o penúltimo capítulo marcou 36 pontos no Ibope.

O penúltimo capítulo de Império, que antecedeu Babilônia, conseguiu 44 pontos em São Paulo e 48 pontos no Rio. Em Família, a antecessora de Império, que ostenta o título de pior último capítulo de novela das nove da história, com 35 pontos, marcou 36 pontos em São Paulo e 41 pontos no Rio de Janeiro em seu penúltimo capítulo.

Por Lauro Jardim
Share
14:27 \ Sem categoria

Crise nos honorários

Lava-Jato: crise faz investigados pechincharem com advogados

Lava-Jato: crise tem obrigado investigados a pechinchar honorários com advogados

Embora a Lava-Jato tenha aquecido numa temperatura inédita o mercado de advocacia penal brasileiro, os grandes escritórios já começam a sentir o efeito da crise econômica.

Grandes empresários estão mais exigentes na negociação sobre o preço dos honorários.  Já alguns políticos, além do suor da crise, também penam com a sequidão das fontes de financiamento.

Nas últimas semanas, uma grande banca penou para receber de um deles o pagamento acordado em contrato.

Por Lauro Jardim
Share
13:23 \ Economia

É do BTG

btg esteves

Esteves: dono do BSI

A autoridade monetária da União Europeia acaba de dar a aprovação final para que o BSI, banco suíço, seja incorporado pelo BTG Pactual.

Por Lauro Jardim
Share
12:28 \ Futebol

BWA e Del Nero negociam

Marco Polo negocia com BWA

Marco Polo negocia com BWA

Bruno Balsimelli, da BWA, reuniu-se há duas semanas com Marco Polo Del Nero na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Os dois negociam a contratação da BWA para vender ingressos dos jogos do Brasil nas eliminatórias da Copa.

A propósito, a lei dos opostos não vale para explicar a aproximação entre BWA e CBF. Ambas operam na mesma frequência quando se trata de suar para explicar suas peripécias à Justiça.

Por Lauro Jardim
Share
11:12 \ Economia

Gastos sem controle

dilma e levy

CPMF foi compensada, mas vai voltar

Quando a CPMF deixou de ser cobrada, em 2008, o governo aumentou a Contribuição sobre o Lucro Líquido (CSLL) dos bancos de 8% para 15% (anteontem, o Congresso aprovou nova subida, agora para 20%) como forma de compensar esta perda.

Sem falar no IOF, que também subiu imediatamente após a CPMF ser extinta em janeiro em 2008 e hoje arrecada cerca de 30 bilhões de reais por ano (até 2007, a arrecadação com o IOF passava pouco dos 10 bilhões de reais).

Ou seja, o governo está recriando a CPMF, mesmo tendo vorazmente compensado sua extinção de outras formas, pela evidente incapacidade de controlar seus gastos.

Por Lauro Jardim
Share
10:29 \ Economia

Gradações da crise

Pessimismo como prato principal

Pessimismo como prato principal

Em sua fala, de 30 minutos, no jantar que a Fiesp lhe ofereceu ontem, Michel Temer até que tentou jogar algum otimismo no ambiente. Temer disse que que a crise tem gradações.

- Tem a crise administrativa, que é a de menor relevância. Depois, a crise econômica, mais preocupante, e a crise política. O que se deve evitar é a crise institucional, a mais grave das crises. Eu reconheço que no Brasil de hoje temos uma crise econômica e uma crise política.

O tom de lamento dos vinte empresários presentes ao jantar pode ser resumido pelo que disse Benjamin Steinbruch:

- A situação não está ruim, está é muito pior.

Por Lauro Jardim
Share
9:25 \ Cultura

O sufoco das editoras

Janine: quem toca é o sub

Janine: o ministro que não compra obras literárias

Apesar da previsão orçamentária, o MEC não comprou um livro paradidático (obras literárias) sequer em 2015 para distribuir a alunos, professores e bibliotecas.

Por Lauro Jardim
Share
8:28 \ Brasil

O furacão amainou

Imagem dos tempos de guerra

Imagem dos tempos de guerra

Constatação: Beto Richa saiu do olho do furacão que varreu o Paraná entre março e maio.

Por Lauro Jardim
Share
7:31 \ Governo

Três opções

Dilma ainda não decidiu o que fazer da articulação política

Dilma ainda não decidiu o que fazer da articulação política

Dilma ainda não sabe o que fazer com a articulação política. As opções em sua mesa hoje são:

* reativar a Secretaria de Relações Institucionais;

* distribuir funções entre Aloizio Mercadante, Giles Azevedo, Edinho Silva e outros palacianos;

* recompor-se com Temer e encontrar uma solução mista em que peemedebistas de peso mais leve do que o do vice cuidem do varejo da distribuição de cargo, enquanto Temer, Mercadante, Giles e Edinho cuidam da tal “macropolítica”.

Até ontem, a terceira solução era a mais forte.

Por Lauro Jardim
Share
7:30 \ Governo

Até ordem de Dilma

Temer contemporiza

Temer contemporiza

A propósito, Eliseu Padilha, Rodrigo Rocha Loures e Tadeu Filipelli, o núcleo duro do time da articulação política de Temer, só vão decidir seus destinos no governo após uma decisão final de Dilma sobre o que fazer com a área.

Foi uma orientação de Temer.

Por Lauro Jardim
Share
6:29 \ Futebol

De olho na China

ronaldo wizard

Wizard e Ronaldo: investimento escolas de futebol

Depois dos EUA, Ronaldo Fenômeno e Carlos Wizard miram outro mercado emergente do futebol para instalar a franquia de escolas de futebol em que são sócios. Wizard viaja neste fim de semana à China para assinar contrato com investidores por trinta unidades da Ronaldo Academy no país asiático.

Na viagem o empresário ainda vai negociar com uma universidade chinesa o lançamento do livro Ronaldo: Um Jeito Fenomenal de Jogar Futebol. Em novembro, ao lado do presidente da China, Xi Jinping, a dupla vai lançar um projeto nacional de ensino de futebol em escolas públicas chinesas.

Por Lauro Jardim
Share
6:03 \ Congresso

Ajuda, Cunha

Eduardo Cunha

Cunha: procurado pela oposição

A oposição pediu ontem a intervenção de Eduardo Cunha na CPI do BNDES para que se consiga aprovar a convocação de alguns nomes para depor.

Integrantes da oposição que têm assento na CPI foram a Cunha e ameaçaram deixar em bloco a comissão caso os requerimentos pedindo a convocação, por exemplo, de Carolina Oliveira, mulher de Fernando Pimentel; de Benedito Oliveira, o Bené, apontado como operador do governador de Minas Gerais; e de vários grandes empresários continuassem engavetados.

Cunha prometeu intervir. Talvez por isso, outra reivindicação do grupo, a convocação de Guido Mantega, tenha sido aprovada ontem, enfim.

Por Lauro Jardim
Share

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

18:43 \ Congresso

Na mira da PF

Aécio:  e-mail falso

Aécio: e-mail falso

Jorge Gerdau ligou ontem para Aécio Neves e foi logo perguntando:

- Li o seu e-mail. É isso mesmo?

Aécio mostrou-se surpreso:

- É isso o quê?

Gerdau, então, explicou que havia recebido há pouco um e-mail em que Aécio lhe pedia 200 000 reais como colaboração. Gerdau não foi o único a receber a correspondência.

Para André Esteves, dono do BTG Pactual, chegou uma solicitação semelhante. Assim como para Neymar Santos, pai de Neymar. E muitos outros nomes conhecidos.

Como não passou e-mail algum pedindo doações, Aécio ligou para o diretor-geral da PF, Leandro Daiello, pedindo que o caso seja investigado.

Por Lauro Jardim
Share
17:24 \ Congresso

“Força, não desiste!”

PRC: preocupado com o Brasil

PRC: preocupado com o Brasil

Após a acareação com Alberto Youssef, Paulo Roberto Costa trocou dois dedos de prosa com um deputado adversário de Eduardo Cunha e de seus aliados na CPI. E mostrou toda sua preocupação, enquanto homem público, com o futuro do Brasil.

Primeiro, PRC queria saber como estava o trabalho na CPI da Petrobras.

Ao ouvir o queixume do deputado, deu dois tapinhas nas costas do deputado e disse:

- Força, não desiste! O Brasil precisa dessa CPI.

Por Lauro Jardim
Share
17:19 \ Judiciário

Barroso, o ativista

Barroso no dilema sobre atuação do STF diante de omissão do Congresso

Barroso no dilema sobre atuação do STF diante de omissão do Congresso

Um grupo de professores da Escola de Direito da FGV de São Paulo debate amanhã com Luís Roberto Barroso o último artigo acadêmico escrito pelo ministro.

No  texto, Barroso expõe as razões por que acredita ser legítimo que o STF aja de forma pro-ativa para garantir o cumprimento de algum direito básico quando o Congresso se omite.

O texto serve também para responder a uma crítica que, ora publicamente, ora pelas costas, é feita à sua trajetória no STF: de que ele seria um “ministro ativista”.

Os debates de amanhã - a salas fechadas – vão ser publicados em um livro a ser editado pela faculdade.

Por Lauro Jardim
Share
16:24 \ Governo

Disputa pelos Transportes

Quem vai ficar com o poderoso ministério que se avizinha?

Quem vai ficar com o poderoso ministério que se avizinha?

A provável fusão das secretarias de Aviação Civil e de Portos com o Ministério dos Transportes já criou as primeiras rusgas entre PR e PMDB.

Peemedebistas dizem que o transatlântico que virá por aí é muita areia para o caminhãozinho do PR.

No PR, o espírito é “daqui eu não saio, daqui ninguém me tira”.

Por Lauro Jardim
Share
15:23 \ Governo

Kassab, o invejado

Compra uma pimenteira, Kassab

Compra uma pimenteira, Kassab

É grande o ciúme do PMDB com Gilberto Kassab. Em conversas privadas, caciques peemedebistas não disfarçam: para eles, Kassab foi o único político de peso que vem sabendo tirar proveito político em meio ao caos de oito meses do segundo governo Dilma.

Dia sim, outro também, Kassab recebe prefeitos de todo o país em Brasília ou viaja pelo país, envolvido em temas que rendem generosos dividendos eleitorais: entrega de casas, obras de saneamento e por aí vai.

Por Lauro Jardim
Share
14:23 \ Brasil

Preparando campanha

Levy animado com a campanha que, para ele, é iminente

Levy animado com a campanha que, para ele, é iminente

Levy Fidelix está exultante com a perspectiva de avançar no TSE a cassação da chapa de Dilma e Temer, o que faria o tribunal convocar uma nova eleição em 90 dias.

Seria a terceira campanha de Levy. Ele já faz planos. Quer retomar aquelas que considera, além do Aerotrem, suas grandes marcas: defesa dos cortes de gastos, boa gestão e racionalidade administrativa.

Desta vez, promete não repetir ataques a gays, a exemplo do “aparelho excretor não reproduz”.

Levy aparenta se levar a sério.

Por Lauro Jardim
Share
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados