Blogs e Colunistas
Até a volta
Estou saindo de férias a partir de hoje, dia 7. Volto em 28 de abril. Até lá o Radar estará em excelentes mãos, sob a responsabilidade de Thiago Prado.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

14:49 \ Futebol

“Evento privado”

Patriota mexe na equipe

Itamaraty: sem pedidos de ingressos

O Itamaraty enviou uma nota às embaixadas sediadas em Brasília onde informou que a Copa do Mundo é um “evento privado”.

Ou seja, o governo enfatiza que o pedido de convites e ingressos para os jogos para os chefes de Estado, ministros, embaixadores e diplomatas deverá ser feito junto às federações nacionais de futebol ou diretamente à Fifa.

Beleza, é um “evento privado”, mas no qual o poder público gastou bilhões de reais…

Por Lauro Jardim
13:18 \ Brasil

O buraco das térmicas

A todo vapor

Vermelho bilionário

Estima-se que o custo do acionamento das termelétricas em janeiro e fevereiro foi de 5,2 bilhões de reais – uma média mensal de 2,6 bilhões de reais.

Portanto, pelo andar da carruagem o custo total do acionamento das térmicas em 2014 pode passar dos 30 bilhões de reais, um terrível e impensável vermelho nas contas públicas.

Por Lauro Jardim
11:08 \ Brasil

O PIB do campo avança

Agricultura em crescimento

Agricultura em crescimento

Enquanto o setor industrial patina, o Ministério da Agricultura calcula que o PIB do campo em 2014 baterá o recorde do ano anterior – passará de 434 para 446 bilhões de reais. Destaque novamente para o setor de carnes.

Por Lauro Jardim
9:21 \ Diversos

Jack Bauer no Brasil

Bauer: livro no Brasil

Bauer: livro no Brasil

A Leya acaba de comprar os direitos para publicar no Brasil os três livros da série 24 Horas, que tem Jack Bauer como protagonista. O lançamento nas livrarias brasileiras de um dos maiores sucessos da TV mundial deverá acontecer em setembro.

Por Lauro Jardim
8:04 \ Esportes

Público ou o privado?

Paes: dor de cabeça olímpica

Paes: dor de cabeça olímpica

O consórcio Odebrecht e Carvalho Hosken espera resolver logo o imbróglio envolvendo o financiamento de 2 bilhões da Caixa Econômica Federal para a construção da Vila Olímpica, na Barra da Tijuca (RJ), onde ficarão hospedados os atletas em 2016 (Leia mais aqui).

O problema é o mesmo que a Caixa encontrou com o Itaquerão em São Paulo – o banco exige garantias das empresas que tocam a obra. Odebrecht e Carvalho Hosken estão construindo a Vila para depois transforma-la em um empreendimento imobiliário chamado Ilha Pura.

Uma das garantias que o consórcio gostaria de dar para a Caixa é o pagamento do aluguel que a Rio 2016 em tese faria para os atletas usarem o empreendimento durante os jogos. A Rio 2016 rejeita pagar cerca de 250 milhões de reais para Odebrecht e Carvalho Hosken pelo espaço; queria que Eduardo Paes bancasse a hospedagem dos atletas. Paes não topa de jeito nenhum.

Por Lauro Jardim
6:23 \ Televisão

Novo narrador?

Tadeu: ambição para o futuro

Tadeu: ambição para o futuro

Depois de Alex Escobar, outro apresentador da Globo quer se aventurar como narrador. Tadeu Schmidt, hoje no Fantástico, tem comentado com interlocutores que também desejaria ser testado na função.

A Globo até hoje ainda não encontrou um substituto para Galvão Bueno. Depois da aposentadoria do narrador número um da emissora, ninguém sabe quem irá sucedê-lo. Cléber Machado? Luis Roberto? Luis Carlos Junior ou Milton Leite do Sportv?

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 16 de abril de 2014

20:22 \ Congresso

‘Vargas perdidinho’

Ameaça de renúncia

Em cima do muro

André Vargas, enfim, jogou a toalha e renunciou ao cargo de vice-presidente da Câmara (Leia mais aqui). Mas e em relação ao mandato, vai largar o osso?

Afirma um deputado petista:

- Ele está perdidinho, cada hora diz uma coisa. Até ontem, não tinha ideia do que fazer.

Por Lauro Jardim
19:01 \ Congresso

Classe executiva

Jaques Wagner na mira

Provocando Cerveró

Nestor Cerveró já estava há cerca de quatro horas respondendo a perguntas das excelências na audiência pública na Câmara. Presidindo a sessão, o deputado Hugo Motta, do PMDB da Paraíba, apelou à compreensão dos colegas com os compromissos de Cerveró.

Motta pediu que a turma não não se alongasse muito nas perguntas porque Cerveró teria um voo no fim da tarde. O folclórico Lúcio Viera Lima, não deixou passar e pegou de primeira:

- Não tem problema, não. Qualquer coisa, ele pega o jatinho do Alberto Youssef.

Por Lauro Jardim

Junior Friboi versus Iris Rezende

Junior: decidindo qual o melhor modo de se apresentar ao eleitor

Evitando o confronto interno

É cada vez pior o clima no PMDB de Goiás. Iris Rezende segue batendo o pé para encabeçar a chapa ao governo do estado, apesar de Junior Friboi continuar sendo o preferido da cúpula do PMDB nacional para disputar a cadeira.

Junior dá sinais de cansaço e, a aliados, não descarta jogar a toalha. Valdir Raupp foi um dos que ouviram as queixas de Junior. Explica Raupp:

- Ele não quer disputar com Iris na Convenção Nacional, pelo respeito que tem por Iris. Acha que, independentemente de quem seja o escolhido, o partido sairá derrotado, porque irá para a campanha dividido.

Por Lauro Jardim
16:33 \ Congresso

Representando muitos

Ouvindo a verdade

Ouvindo a verdade

Ao menos um acionista da Petrobras conseguiu dizer uma verdade a Nestor Cerveró sobre o derretimento dos papeis da companhia. Hoje, durante a audiência pública com Cerveró na Câmara, o deputado tucano Luiz Carlos Hauly, do Paraná, levantou-se e gritou que gostaria de fazer um protesto.

Dizendo ter, como muitos, perdido dinheiro com a Petrobras na Bolsa, Hauly mandou:

- Fui enganado! Fui enganado!

Por Lauro Jardim
15:23 \ Economia

Uma licitação inusitada

Ações da estatal subiram

Licitação relâmpago para publicidade

Como boa parte dos contratos da Petrobras está hoje em xeque, o mercado publicitário se pergunta se algum curioso vai se debruçar sobre o ultra rápido processo de licitação para a conta de propaganda da estatal, ganho em janeiro pelo trio NBS, Heads e Giovanni+DraftFCB.

Um contrato de 330 milhões de reais por ano que foi decidido em ritmo de Fórmula-1 (leia mais detalhes aqui).

Por Lauro Jardim

Problema em casa

Tentando candidatura ao governo

Tentando candidatura ao governo

Começou a entrar água na candidatura do tucano Cássio Cunha Lima ao governo da Paraíba. Seu correligionário e colega de Senado, Cícero Lucena não abre mão de disputar a reeleição. Esse é o problema.

Sem a vaga ao Senado para oferecer a eventuais aliados, Cunha Lima terá muita dificuldade de reunir uma coligação ampla e competitiva. A decisão final sobre a situação na Paraíba deverá parar na cúpula nacional do PSDB.

Cunha Lima manda:

- O partido poderá dizer se prefere um candidato ao governo ou ao Senado.

Por Lauro Jardim
12:39 \ Governo

De olho

Michel Temer: reforma difícil

Acompanhando

Michel Temer anda acompanhando a uma distância segura a fogueira envolvendo a CPI da Petrobras e a rebeldia de seus correligionários fluminenses, que declararam apoio a Aécio Neves. Sim, mas ontem Temer passou parte do dia trancado em seu gabinete assistindo a audiência pública com Graça Foster.

Por Lauro Jardim
10:57 \ Governo

Agora explica

Alvo dos sindicalistas

Alvo da oposição

Deputado do PPS, Stepan Nercessian enviou um documento cobrando explicações de Miriam Belchior sobre a suspensão da pesquisa feita pelo IBGE que mede o desemprego no pais, a chamada Pnad continuada.

Feito trimestralmente, o levantamento apontou desemprego médio de 7,1% em 2013, no resultado divulgado em abril, índice superior ao que o governo havia informado.

Recentemente, o IBGE anunciou que uma nova pesquisa só seria divulgada em 2015, cancelando o levantamento previsto para junho, período em que as campanhas eleitorais já estarão em alta temperatura. Após a mudança no cronograma, dois integrantes do conselho-diretor do IBGE foram exonerados.

No pedido de explicações enviado a Miriam Belchior, o PPS desce a borduna:

- ​A suspensão da divulgação dos resultados deixa claro que o governo não hesitará em intervir em qualquer órgão público, se for necessário para evitar que informações eventualmente negativas sobre o desempenho da economia causem danos à candidatura oficial à reeleição.

Por Lauro Jardim
9:34 \ Diversos

Filme do Sorriso

Sorriso: na tela

Sorriso: na tela

O gari famoso por sambar todo ano no Sambódromo carioca vai virar filme. A Ancine acaba de aprovar o projeto da produtora Caos e Cinema de um documentário sobre a vida de  Renato Luiz Lourenço, conhecido como Renato Sorriso.

O filme chamado de Sorriso contará a trajetória do gari, que tornou-se mundialmente conhecido após representar o Brasil no encerramento das Olimpíadas de Londres.

Por Lauro Jardim
8:06 \ Congresso

Chapa bomba

Denise vem aí?

Denise vem aí?

Pela primeira vez, o nome de Denise Abreu, ex-diretora da Anac, foi incluído em uma pesquisa do Ibope para presidente da República (Leia mais aqui).

O resultado sai na quinta-feira e vai testar ainda os nomes de Dilma Rousseff, Aécio Neves, Eduardo Campos, Pastor Everaldo Dias, Randolfe Rodrigues e José Maria Eymael.

Denise Abreu é filiada ao PEN e chegou a convidar Romeu Tuma Jr. para o posto de vice.

O noticiário mais recente sobre Denise não ajuda muito sua campanha: o Ministério Público Federal em São Paulo pediu 24 anos de prisão para a ex-diretora da Anac devido ao acidente com o voo TAM, que causou a morte de 199 pessoas em 2007.

Por Lauro Jardim
6:20 \ Brasil

Governo itinerante

A dupla Cabra-Pezão: estilos diferentes

A dupla Cabral-Pezão: estilos diferentes

Luiz Fernando Pezão vai iniciar um projeto de governo itinerante pelo Rio de Janeiro. Será o Gabinete do Povo. Durante dois dias da semana, levará seis secretários para despachar em regiões mais carentes do estado. O projeto começará nos dias 5 e 6 de maio.

Pezão busca subir nas pesquisas de intenção de voto que, por ora, o colocam atrás de Cesar Maia, Lindbergh Farias, Marcelo Crivella e Anthony Garotinho. No entanto, nenhum levantamento foi feito ainda após a renúncia de Sérgio Cabral e o aumento da exposição midiática de Pezão.

A propósito, antes de decidir o futuro político, Cabral foi descansar. Embarcou para Londres no dia 6, dois dias depois de sua mulher, Adriana Ancelmo.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 15 de abril de 2014

19:01 \ Congresso

Beija-mão no Plenário

Resolução 72 na pauta

Coletando assinaturas

Nome indicado pelo PMDB do Senado para o Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas cumpriu hoje o ritual do beija-mão de seus padrinhos: passou parte da tarde cumprimentando senadores no Plenário.

Enquanto isso, Eunício Oliveira recolhia assinaturas de apoio ao nome de Dantas entre os colegas. Saiu com duas páginas repletas de rubricas.

Dantas, ex-integrante do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, emergiu após a derrocada de Gim Argello, que foi rechaçado por colegas e pelos próprios ministros do TCU (Leia mais aqui).

Por Lauro Jardim
18:45 \ Brasil

Trabalhando por Crivella

Crivella: candidato

Contribuição do PMDB

Depois de garantir o apoio à candidatura de Marcelo Crivella no segundo turno (Leia mais aqui), o PMDB do Rio de Janeiro agora trabalha para aumentar o tempo de TV do ex-ministro da Pesca. O PSC do pastor Everaldo Dias, até a semana passada, lançaria para o governo o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Aluisio Gama.

Aluisio desistiu da disputa e agora o PSC de Everaldo abriu conversas com o PRB de Crivella no Rio. O PMDB vê com bons olhos a iniciativa porque acha que Crivella tira votos de Anthony Garotinho no meio evangélico.

Por Lauro Jardim
17:02 \ Congresso

Os ausentes

Cercado de colegas

Aécio: ausente na audiência com Graça Foster

O que o líder do PT, Humberto Costa, está resolvendo de tão importante para não aparecer na audiência pública com Graça Foster, hoje, no Senado? Foi tratar de assuntos particulares e sequer irá a Brasília esta semana.

Outra ausência chamou atenção. Aécio Neves ficou preso no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e só chegou à capital à tarde, quando a audiência pública já havia passado da metade.

Por Lauro Jardim
16:33 \ Congresso

Oposição versus Renan

passando a bola

Duas cartas na manga

A oposição já se armou para evitar que Renan Calheiros, mais uma vez, adie a instalação da CPI da Petrobras, com foco exclusivo na estatal (Leia mais em: Roteiro repetido).

Assim que Renan ler o relatório propondo uma investigação ampla, alcançando negócios em Pernambuco e São Paulo, DEM e PSDB recorrerão a todos os tipos de interrupção da sessão. Apresentarão uma questão de ordem atrás da outra.

Renan, por sua vez, não enviará consulta à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, para evitar dar argumentos à oposição, que gritaria dizendo que a alternativa não está prevista no regimento.

Sim, mas se os questionamentos na sessão de logo mais forem semelhantes aos vistos no Senado, Renan tem duas cartas na manga: atropelar os descontentes e instalar a CPI mais abrangente, sob argumento de que a CCJ do Senado já decidiu sobre o tema; ou submeter ao próprio plenário sua decisão de pôr na rua uma investigação ampla.

Na segunda hipótese, a base aliada, mais numerosa, tem tudo para aprovar a CPI que o governo considera menos nociva. Ou seja, que incomode também os tucanos e Eduardo Campos.

Por Lauro Jardim
16:32 \ Judiciário

Evitando Lewandowski

Nova revisão?

Reprovado por DEM e PSDB

A propósito, caso a sessão do Congresso termine com a CPI ampla bem encaminhada, a oposição voltará ao Supremo Tribunal Federal na semana que vem. Por que não amanhã?

A oposição avalie que, de acordo com a escala do tribunal, amanhã o recurso cairia nas mãos de Ricardo Lewandowski, tudo o que DEM e PSDB não querem.

Por Lauro Jardim
15:07 \ Brasil

Mais tapetão

figueirense

Figueirense: decisão contrária

O Icasa acaba de conseguir na 4ª Vara da Barra da Tijuca que pode complicar ainda mais o início do campeonato brasileiro no próximo sábado. A Justiça do Rio de Janeiro está obrigando a CBF a incluir o clube cearense na série A.

O Icasa recorreu à justiça comum depois de acionar, sem sucesso, o STJD. O clube reclama que o Figueirense, que terminou a competição em quarto lugar, escalou um jogador irregular e que deveria perder seis pontos.

Segundo a denúncia, o atleta Luan José ainda teria contrato vigente com o Metropolitano (SC) quando atuou pelo Figueirense contra o América (MG), pela segunda rodada da Série B do ano passado, quando o time catarinense ganhou de 4 a 2.

Por Lauro Jardim
14:58 \ Diversos

Conversa com o Ecad

frejat

Frejat: críticas à distribuição dos direitos autorais

Ivan Lins, Frejat e Leoni tiveram uma rodada de conversas com Glória Braga, a 01 do Ecad, na quarta-feira passada, dia 9. Os artistas representavam o Grupo de Ação Parlamentar Pró-Música.

Desde o ano passado, os dois lados debatem no STF a lei que muda a administração do Ecad no Brasil. Em um discurso duro no ano passado em uma audiência pública, Frejat desceu a borduna na distribuição dos direitos autorais no país.

Depois de mais de quatro horas de debate, a turma do Gap saiu otimista de que o Ecad vai incrementar o repasse de recursos para artistas.

(Atualização às 12h40 de 16 de abril: o Ecad entrou em contato para informar que o encontro teve o o objetivo de esclarecer as dúvidas dos artistas. O Ecad também ressalta que a “reunião foi bastante produtiva, ficando claro para todos que quaisquer solicitações da classe artística devem ser discutidas em suas associações”.)

Por Lauro Jardim
13:16 \ Televisão

Mais um campeão mundial

carlos alberto torres

Capitão do tri será comentarista em 2014

Além das contratações de campeões mundiais para comentar a Copa (Leia mais aqui), o Sportv acertou a contratação de mais um ex-jogador. Carlos Alberto Torres fechou com a emissora até 2016.

Outro alvo do Sportv é o técnico argentino Daniel Passarela.

Por Lauro Jardim
11:48 \ Congresso

Cumprimento obrigatório

Em guerra com Mantega

Encontro com Renan 

Graça Foster chegou 40 minutos atrasada à audiência pública no Senado, marcada para 10 horas. Mesmo escorregando na pontualidade, antes de entrar no plenário da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), Graça passou no gabinete da presidência para cumprimentar um dos seus aliados na batalha para segurar a CPI da Petrobras: Renan Calheiros.

A propósito, as cutucadas em Graça Foster começaram antes da sessão. Um comentário de Aloysio Nunes Ferreira deu a medida da impaciência da oposição, que Graça terá de enfrentar. Passada mais de meia-hora de atraso, Aloysio Nunes mandou:

- No meu tempo de estudante, a tolerância com atraso não passava de 15 minutos.

Por Lauro Jardim
10:31 \ Brasil

Boca fechada

Suspeitas na cela

Suspeitas na cela

Alberto Youssef iniciou uma greve de fome na carceragem da Polícia Federal de Curitiba, no final da semana passada. A boca fechada durou 12 horas. Passado esse período, Youssef desistiu do jejum.

Por Lauro Jardim
9:03 \ Congresso

Agenda como argumento

Beltrame descartado?

Em Brasília

Pelo menos hoje, enfim, Lindbergh Farias terá o que responder quando quiserem saber por que ele ficou assistindo de longe a mais uma visita de Dilma Rousseff ao Rio de Janeiro.

Enquanto Dilma e Luiz Fernando Pezão cumprirão agenda em Resende e São Gonçalo, Lindbergh estará em Brasília: pela manhã, acompanhando a reunião com a presença de Graça Foster na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado e, à noite, votando os vetos da própria Dilma na sessão do Congresso.

Por Lauro Jardim
7:32 \ Televisão

No contracheque

Sheherazade: salário alto

Sheherazade: salário alto

O SBT surpreendeu ontem ao anunciar que a jornalista Rachel Sheherazade não poderá mais emitir opiniões próprias no SBT Brasil. Agora, os comentários em forma de editorial nos telejornais serão de responsabilidade do canal.

O fim da carta branca para falar o que quiser não terá impacto no salário da apresentadora. Sheherazade seguirá ganhando 90 000 reais mensais para apresentar o telejornal. Apesar do valor não chegar nem perto dos 250 000 reais mensais ganhos por Carlos Nascimento, Sheherazade está no topo da pirâmide salarial do jornalismo da emissora.

Por Lauro Jardim
5:58 \ Congresso

Roteiro repetido

Corte no café

Repetindo o roteiro

O futuro da CPI da Petrobras voltará às mãos de Renan Calheiros hoje à noite, na sessão do Congresso. E o que ele fará? Renan está disposto a repetir o texto dito no Senado, na prática, criando mais um obstáculo ao início da investigação.

Em cima da mesa haverá dois requerimentos de pedido de CPI: uma voltada exclusivamente à Petrobras; outro, ampliando o escopo da investigação, para abranger os negócios do metrô de São Paulo e a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

Assim como fez no Senado, Renan tende a se posicionar favorável à chamada CPI do fim do mundo, mirando contratos do governo paulista e de Abreu e Lima, além da Petrobras, claro. E, mais uma vez, Renan deverá pedir um parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) – da Câmara – sobre qual é o formato mais adequado.

A CCJ do Senado já bateu martelo sobre a questão, votando por uma investigação abrangente e, de quebra, pedindo ao Supremo Tribunal Federal para se pronunciar.

No fim das contas, se Renan não mudar os planos, atenderá ao desejo do Palácio do Planalto: adiar, adiar e adiar a CPI.

Por Lauro Jardim
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados