Group 21 Copy 4 Created with Sketch.
Última Edição com Da Redação

A Justiça Burlesca

A tentativa frustrada de libertar o ex-presidente Lula expõe o comportamento errático do Judiciário brasileiro

access_time 13 jul 2018, 17h50

Numa das mãos, a estátua da Justiça segura a balança, símbolo do equilíbrio. Na outra, um ioiô. Um dos muitos memes que circularam pela internet depois da sequência de acontecimentos provocada pela tentativa frustrada de petistas de libertar o ex-presidente Lula, o desenho reflete a perigosa imagem que a Justiça está consolidando.

O episódio do ioiô refere-se ao “lula- preso-lula-solto”, deflagrado pelo desembargador Rogério Favreto no domingo 8. Pode ter sido o evento mais ridículo protagonizado pela Justiça, mas está longe de ser o único.

Em agosto passado, num período de menos de 24 horas, o empresário Jacob Barata, do ramo de transporte rodoviário no Rio de Janeiro, foi solto, depois foi preso e depois foi solto novamente. Há divergências intestinas dentro de um único tribunal – como o Supremo Tribunal Federal (STF), cujas turmas tomam decisões diametralmente opostas – e divergências igualmente viscerais entre tribunais diferentes.

 

Notícias sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. luciano jose do nascimento

    Cada umas destas bananas, são os Ministros do Supremo, aqueles que vivem soltando ladrões e os Políticos ladrões…

    Curtir