Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Google lança rival para Spotify e Deezer no Brasil

Play Música permite ouvir música por streaming e armazenar até 20.000 canções na nuvem mediante pagamento de assinatura

O Google anunciou nesta segunda-feira a chegada do serviço de streaming e armazenamento Play Música ao Brasil. Por meio dele, os usuários poderão acessar um catálogo de 25 milhões de músicas por streaming e também armazenar até 20.000 arquivos na nuvem mediante pagamento de uma assinatura mensal. Na estreia, porém, apenas novos compradores do Galaxy S4, Galaxy S5 e Galaxy Tab S, fabricados pela Samsung, terão acesso ao Play Música.

Leia também:

Rdio, Deezer, Spotify: suas músicas vão para a nuvem

Com compra da Beats, Apple pode renovar seu modelo de venda de música

“Sabemos que os brasileiros adoram música e esperamos oferecer o Play Música até o final do ano para usuários de Android e iOS no Brasil”, diz Ady Harley, diretor de parcerias musicais da loja on-line Google Play para a América Latina, em entrevista ao site de VEJA. O preço da assinatura também não foi divulgado, mas deve estar alinhado aos principais rivais: Spotify e Deezer cobram 14,90 reais por mês.

No lançamento, apenas novos usuários dos três dispositivos da linha Galaxy terão acesso ao serviço de forma gratuita por seis meses. A partir de 1º de novembro, a Samsung garante que os usuários de outros dispositivos móveis da marca também terão o benefício por três meses gratuitamente. O lançamento oficial para usuários de Android deve ser anunciado apenas depois do período de exclusividade acordado entre as duas empresas.

Até agora, o Google Play Música estava disponível em 43 países em todo o mundo, incluindo quatro países da América do Sul: Chile, Colômbia, Equador e Venezuela. Nesta segunda-feira, além do Brasil, o serviço também começa a ser oferecido no Uruguai. Fora do Brasil, a assinatura do serviço custa 9,99 dólares ao mês. Além de acessar o acervo de músicas por meio do app para Android ou iOS, os usuários do serviço também podem ouvir músicas por meio do site oficial do serviço.

Entre as vantagens do serviço em relação aos concorrentes está o fato de o usuário transferir para a nuvem o seu acervo pessoal de músicas. De acordo com Harley, o sistema faz uma varredura nos arquivos de música guardados no computador do usuário e cria um “espelho” das músicas na nuvem. Além disso, quando o sistema não encontrar uma canção correspondente, é possível fazer o upload do arquivo para a nuvem. O recurso torna o acervo pessoal disponível em qualquer dispositivo compatível com o Play Música.

Assim como os concorrentes, o serviço de streaming de música do Google também recomenda novas músicas e artistas, de acordo com as preferências do usuário. A diferença é que não são só os hábitos de uso do Play Música que determinam as sugestões. “Além de usarmos algoritmos do Play Música para saber o que o usuário gosta, também cruzamos dados do YouTube e das compras de música que ele faz por meio do Google Play”, diz Harley. Especialistas em música também analisam as informações para fazer recomendações personalizadas para cada usuário.