Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Galaxy S5, da Samsung, chega ao mercado até abril

Smartphone pode ter recurso de reconhecimento de íris. Relógio inteligente Galaxy Gear também ganhará nova versão

A Samsung confirmou que o Galaxy S5, nova versão do smartphone mais popular da marca, chegará ao mercado entre março e abril. O aparelho acompanhará a segunda geração do relógio inteligente Galaxy Gear. “Podem esperar um sucessor do Gear com funções mais avançadas e design melhorado”, disse Lee Young Hee, vice-presidente de mobilidade da Samsung, em entrevista à agência de notícias Bloomberg.

Leia também:

Samsung lança tablets e diretor Michael Bay ‘foge’ do palco

Vídeo: Galaxy Gear, o relógio inteligente da Samsung

No rastro da Apple, Samsung anuncia Galaxy S4 dourado

De acordo com o executivo, o Galaxy S5 pode trazer reconhecimento da íris. “Nós estamos estudando a possibilidade, mas eu realmente não posso confirmar se teremos ou não a tecnologia no S5”, disse o executivo da fabricante sul-coreana. O recurso deve fazer parte da estratégia da Samsung para competir com o iPhone 5S, que recebeu um leitor de digitais em sua última versão. Ambas as tecnologias de biometria podem ser usadas para diversas aplicações, entre elas substituir o uso da senha numérica que permite desbloquear a tela do smartphone.

O lançamento do Galaxy S5 é um dos mais importantes do ano para a Samsung. No ano passado, a empresa anunciou o Galaxy S4 em um grande evento realizado em março em Nova York. Com o modelo, a empresa apresentou inovações importantes, como o uso de um processador de oito núcleos, uma interface para Android mais customizada, além de um conjunto de aplicativos próprios.

Apesar de trazer novidades, o design do Galaxy S4 evoluiu pouco em relação ao Galaxy S3. Segundo Hee, os consumidores perceberam poucas diferenças físicas entre as duas versões do smartphone. Por isso, a Samsung promete fazer mudanças significativas na nova geração do aparelho, relacionadas à tela e ao acabamento da parte traseira. “Vamos voltar ao básico”, disse o executivo.