Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Frances Haugen, que expôs o Meta, anuncia livro sobre sua experiência

Editora divulgou contrato com a engenheira americana nesta quinta-feira, mas não determinou data de lançamento

Por Alessandro Giannini 16 dez 2021, 12h33

A mulher que abalou o Meta, novo nome da holding que abarca Facebook, Instagram e WhatsApp, vai lançar um livro sobre sua experiência na empresa como gerente de produtos. Frances Haugen, de 37 anos, que expôs documentos internos da gigante tecnológica e acusou-a de se preocupar mais com lucro do que com a segurança dos usuários, assinou contrato com a Little, Brown & Company, do grupo Hachette. A editora americana fez o anúncio na manhã desta quinta-feira, 16. Não há título ou data de lançamento definidos. Os termos financeiros não foram divulgados.

“Durante meu tempo no Facebook, percebi uma verdade devastadora: quase ninguém fora do Facebook sabe o que acontece dentro do Facebook. Eles operam no escuro ”, disse Haugen em um comunicado. “Eles ganham mantendo seus sistemas fechados sem supervisão ou transparência, envolvendo suas operações em sigilo e manipulação de relações públicas. Eu vim a público porque acredito que todo ser humano merece a dignidade da verdade, e a verdade é que o Facebook tem lucros astronômicos sacrificando nossa segurança. Mas não precisa ser assim, esses problemas têm solução. Podemos ter mídias sociais que amamos, que também revelam o melhor da humanidade.”

Em setembro, Haugen foi fonte de uma reportagem do Wall Street Journal que expôs as entranhas da gigante tecnológica com 3 bilhões de usuários no mundo. Logo depois, mostrou a cara em uma reportagem do programa 60 Minutes, da rede americana CBS, na qual disse que a empresa privilegiou o lucro sobre os interesses e o bem estar da comunidade. No início de outubro, ela compareceu ao Congresso americano para testemunhar, entre outros assuntos, a respeito de como se sabia que o Instagram afeta o comportamento e a psique dos jovens, especialmente as meninas adolescentes, e nada estava sendo feito para mudar isso. Desde então, tem rodado o mundo para falar sobre sua experiência e a necessidade de regulamentar as atividades de empresas de tecnologia.

Filha de dois professores, Haugen cresceu frequentando os convenções políticas de Iowa com seus pais, incutindo um forte senso de orgulho pela democracia e responsabilidade pela participação cívica. Ela é graduada em Engenharia Elétrica e da Computação pelo Olin College e tem MBA por Harvard. É especialista em gestão algorítmica de produtos, tendo trabalhado no Google, Pinterest, Yelp e Facebook. Ela foi recrutada para o Facebook para ser a gerente de produto líder da equipe que lidava com questões relacionadas à democracia e desinformação.

Continua após a publicidade

Publicidade