Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Estudo: Quase 50% dos jovens já cogitaram transmitir seu cotidiano ao vivo

Em pesquisa exclusiva, jovens mostram o gosto por programas de reality -- tanto do ponto de vista do espectador quanto do protagonista

Por Sabrina Brito 25 Maio 2021, 11h28

Não é segredo que o brasileiro adora reality shows: basta olhar para o sucesso de programas como o Big Brother Brasil para constatar que o nível de interesse que esse tipo de conteúdo levanta no país é significativo. Agora, sites como YouTube e Twitch, que permitem a realização de lives, oferecem uma nova oportunidade para quem quer transmitir o próprio dia a dia ao vivo para milhares de pessoas. E, ao que indica um novo levantamento, essa ideia agrada muito.

Uma pesquisa conduzida por Yubo, aplicativo de live streaming voltado para a geração Z, revelou que quase 50% de seus usuários no Brasil já consideraram serem filmados diariamente. O estudo, realizado com mais de 2,3 mil jovens entre 13 e 25 anos, foi compartilhada com exclusividade com VEJA.

O que motiva essa vontade de compartilhar a vida com estranhos? Segundo o levantamento, quase 80% dos participantes afirmaram querer que o público se identifique com eles. Por outro lado, 57% disseram querer apenas entreter uma audiência, e 48% acreditam que, se expondo para o mundo, teriam coragem de melhorarem enquanto seres humanos.

A pesquisa apontou ainda que 30% dos entrevistados declararam que assistem a reality shows o tempo todo, no formato pay per view, enquanto 50% acompanha apenas quando encontra programas do tipo na televisão. Apenas 16,2% dos participantes se definem como pessoas reservadas, apontando para uma possível tendência da geração Z de gostar dos holofotes no meio virtual.

Continua após a publicidade
Publicidade