Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Crackers vazam 1 milhão de dados de usuários Apple

Grupo LulzSec reivindica ataque e afirma ter mais informações pessoais de usuários de dispositivos da empresa americana

Os crackers do LulzSec voltaram a promover ataques na rede. O grupo reivindicou nesta terça-feira o vazamento de mais de 1 milhão de códigos de identificação do usuário presentes nos dispositivos da Apple (Apple Unique Device Identifiers, ou Udid). A informação é do blog especializado em tecnologia The Next Web. Ainda não há informações se dados relativos a consumidores brasileiros foram violados.

Leia também:

A nova – e perigosa – onda cracker: conheça grupos Anonymous e LulzSec

Por que o site da Presidência cai, e o da Amazon, não Lista: 13 ataques virtuais envolvendo o Anonymous Lista: 9 ataques virtuais envolvendo o LulzSec

As informações vazadas contém dados pessoais de usuários, incluindo nome, números de telefone e endereços. O Udid pode ser encontrado no serviço iTunes: para acessá-lo, o usuário deve conectar seu iPhone, iPod ou iPad a um computador com o programa e clicar no campo “número de série” na página principal do iTunes.

Os dados dos usuários foram obtidos em março, quando o LulzSec conseguiu acesso a um laptop Dell Vostro de um agente especial do FBI. Os crackers afirmam ter sob seu poder ainda mais de 12 milhões de números Udids, mas decidiram liberar parte desses dados. O LulzSec afirma ter vazado as informações para mostrar aos usuários que o FBI pode ter coletado o material para rastrear hábitos pessoais.