Clique e assine a partir de 9,90/mês

China e Emirados Árabes fazem lançamentos rumo a Marte

As missões colocam as duas nações junto dos EUA na liderança pelo desenvolvimento de tecnologias espaciais

Por Da Redação - Atualizado em 23 jul 2020, 16h01 - Publicado em 23 jul 2020, 15h58

China lançou com sucesso, nesta quinta-feira (23), sua primeira sonda para Marte, uma missão durante a qual espera usar um robô para estudar o solo do Planeta Vermelho e que lança junto do foguete a economia chinesa entre as maiores liderança e tecnológica.

A sonda foi lançada por um foguete Longa Marcha 5, que decolou da base de Wenchang, na ilha chinesa de Hainan (sul). Sob uma temperatura de 34ºC, os engenheiros e funcionários de uniforme azul celebraram o lançamento com palmas. A agência especial confirmou a empreitada bem-sucedida meia hora depois.

A sonda deve fazer em sete meses a viagem, chegando em fevereiro de 2021 ao campo gravitacional marciano. São cerca de 55 milhões de quilômetros, em medidas mais mensuráveis, 1400 vezes a volta ao mundo.

No domingo passado (19) foi a vez dos Emirados Árabes lançarem o seu programa espacial para Marte. A sonda Hope foi lançada do Centro Espacial Tanegashima, no Japão, para uma jornada de sete meses até o planeta vermelho, onde, diferente da missão chinesa, entrará somente em órbita, e de lá enviará dados sobre sua atmosfera do vizinho terrestre.

Continua após a publicidade

 

 

Publicidade