Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

BlackBerry procura comprador para enfrentar crise

Empresa pesquisa alternativas para voltar a ser relevante no mercado móvel

Por Da Redação - 12 ago 2013, 14h11

A BlackBerry anunciou nesta segunda-feira, em comunicado oficial, que está explorando novas estratégias para contornar a crise global pela qual passa a empresa. Desde a ascensão da Apple e Samsung como fabricantes de smartphones, a BlackBerry perdeu espaço no mercado e deixou de ser referência no setor móvel. Na tentativa de voltar a ser relevante, um comitê de executivos foi formado no intuito de buscar um comprador para a companhia canadense.

Leia também:

Tudo o que a BlackBerry quer é voltar a ser ‘cool’

O último lançamento da empresa que um dia se chamou Research In Motion, ou RIM, foi o BlackBerry 10, em fevereiro. Na época, como estratégia para voltar a ser ‘cool em um mercado saturado por iPhones e Galaxies, a empresa anunciou a cantora e compositora Alicia Keys como diretora criativa global. O esforço, contudo, parece não ter dado muito certo.

Publicidade

Segundo um levantamento da IDC divulgado na última semana, a BlackBerry ocupa atualmente a quarta posição no mercado global de sistemas operacionais móveis, atrás de iOS (Apple), Android (Samsung, entre outros) e Windows Phone (Nokia). A fatia de mercado da companhia canadense é inferior a 3%, indica a pesquisa.

A última grande mudança estratégica da empresa aconteceu no começo deste ano, quando a Research In Motion adotou oficialmente o nome BlackBerry. No passado, o BlackBerry – o aparelho – ditou tendências e foi o primeiro smartphone a cair nas graças do mundo corporativo. Ele permitia o acesso a uma conta de e-mail e oferecia um sistema gratuito de troca de mensagens instantâneas.

Segundo o comunicado da companhia, a expectativa é de que a BlackBerry feche capital no futuro e seja vendida para uma outra empresa. Seria o Facebook um possível comprador?

Publicidade