Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após ataque do governo, Apple pede desculpas a chineses

Tim Cook afirma que mudará política de garantia a produtos, oferecendo aos consumidores mesmos benefícios assegurados em outros países

O site chinês da Apple publicou um pedido de desculpas nesta segunda-feira aos consumidores do país. A empresa comandada por Tim Cook afirmou ainda que mudará sua política de garantia a produtos, a fim de oferecer aos consumidores chineses os mesmos benefícios assegurados em outros países. O pedido aparece dias depois de a empresa ser alvo de uma campanha promovida pelo governo local, que chamou a companhia de desonesta, gananciosa e arrogante em razão do mau atendimento oferecido aos consumidores locais.

Leia também:

Governo chinês abre guerra contra a Apple

Um dos episódios mais ruidosos da batalha entre o Pequim e a companhia americana envolveu o iPhone 4. Em alguns mercados, como o americano, a empresa forneceu uma capa de proteção ao smartphone assim que foi descoberto uma falha na recepção da antena – a capa resolvia o problema. Na China, contudo, a prática não foi adotada. No país asiático, a troca de produtos com defeito é obrigatória.

Segundo Cook, CEO da Apple, a China tem um grande potencial e pode se tornar o mercado mais importante para a Apple no futuro, superando os Estados Unidos. Especialistas ouvidos pela revista Businessweek afirmaram que campanha do governo chinês é uma manobra para beneficiar marcas locais de tecnologia, como Lenovo, Huawei e ZTE.