Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obesidade pode causar perda de audição em jovens

Estudo observou que esse risco pode ser até uma vez maior, dependendo do tipo da perda, em comparação com adolescentes de peso normal

Doenças cardíacas, diabetes e chances mais elevadas de certos tipos de câncer são alguns dos efeitos conhecidos da obesidade. Agora, um novo estudo feito no Centro Médico da Universidade Columbia, Estados Unidos, contribuiu com evidências que apontam para outra condição que pode estar associada ao sobrepeso: a perda da audição. De acordo com essa pesquisa, adolescentes obesos correm um maior risco de apresentar o problema.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Obesity is associated with sensorineural hearing loss in adolescents

Onde foi divulgada: periódico The Laryngoscop

Quem fez: Anil K. Lalwani, Karin Katz, Ying-Hua Liu, Sarah Kim e Michael Weitzman

Instituição: Universidade Columbia e Universidade de Nova York, Estados Unidos

Dados de amostragem: 1.488 adolescentes e jovens de 12 a 19 anos

Resultado: A perda auditiva de frequência baixa foi observada em cerca de 15% dos adolescentes obesos, enquanto a prevalência entre os outros jovens foi de quase 8%.

As descobertas foram publicadas nesta semana no periódico The Laryngoscope. Para chegar até elas, os autores do estudo analisaram os dados de 1.488 adolescentes e jovens de 12 a 19 anos. Os pesquisadores observaram que a obesidade na adolescência está ligada à perda auditiva neurossensorial em todas as frequências. Esse tipo de perda de audição é causado por danos às células presentes no ouvido interno.

Essa associação foi especialmente mais forte em relação à perda auditiva de frequência baixa (quando o indivíduo não consegue ouvir sons mais graves e tem dificuldades gerais de audição em lugares barulhentos). Enquanto o problema foi observado em cerca de 15% dos adolescentes obesos, a prevalência entre os outros jovens foi de quase 8%, ou praticamente a metade.

Explicação – De acordo com Anil Lalwani, embora seu estudo tenha observado que o risco de perda auditiva em geral entre jovens obesos tenha sido apenas levemente maior, o fato de essa chance em relação à perda auditiva de baixa frequência ter sido duas vezes maior é “particularmente preocupante”. Segundo Lalwani, danos precoces ao ouvido interno podem piorar caso o adolescente obeso se torne um adulto obeso.

Leia também:

Fumo passivo está relacionado à perda auditiva em jovens

Terapia genética recupera audição de camundongos surdos

Cientistas criam máscaras que aguçam visão e audição

“Esses resultados têm diversas implicações importantes para a saúde pública. Isso porque pesquisas anteriores descobriram que 80% dos adolescentes que apresentam perda auditiva não sabem que têm o problema. Jovens obesos com audição normal deveriam ser examinados com frequência para que sejam evitados problemas cognitivos e comportamentais”, diz Lalwani.

A pesquisa não soube, porém, explicar o motivo pelo qual isso acontece. Uma hipótese levantada pelos autores do estudo é que a perda de audição esteja ligada ao processo inflamatório envolvido na obesidade. Os pesquisadores acreditam que trabalhos futuros devem ser feitos com o objetivo de responder a essa questão.