Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

O modo como você faz arroz pode prejudicar sua saúde

Segundo especialistas, colocar mais água na panela ou deixar o arroz de molho durante a noite é a melhor maneira de liberar possíveis vestígios de arsênico

Por Da redação Atualizado em 8 fev 2017, 22h05 - Publicado em 8 fev 2017, 13h20

Como você costuma cozinhar o arroz? Se você utiliza o dobro de água para a quantidade de arroz, você pode estar colocando sua vida em risco. Segundo especialistas, o arroz pode conter vestígios de arsênico, uma substância altamente tóxica que pode trazer diversos riscos para a saúde. A boa notícia é que experimentos mostraram que o modo de preparo pode ajudar a reduzir consideravelmente os níveis do veneno no alimento. Infelizmente, o modo mais comum de prepará-lo – duas medidas de água para uma de arroz – não é o ideal.

De acordo com informações do jornal britânico The Telegraph, o produto químico contamina o arroz como resultado de toxinas industriais e pesticidas presentes há décadas no solo e que continuam contaminando o alimento. Em geral, o arroz tem dez vezes mais arsênico inorgânico do que outros alimentos e, segundo a Autoridade Europeia de Padrões Alimentares pessoas que ingerem quantidades muito grandes do alimento estão expostas a concentrações preocupantes da substância.

A exposição crônica ao arsênico foi associada a uma série de risco à saúde, incluindo problemas de desenvolvimento, doenças cardíacas, diabetes, danos ao sistema nervoso e até mesmo aos cânceres de pulmão e bexiga.

Para analisar os níveis de arsênico no arroz preparado, Andy Meharg, um especialista da Universidade Queen em Belfast, na Irlanda, testou três formas diferentes de cozinhar o alimento, em um experimento realizado para o programa da BBC Trust me, I’m a Doctor, algo como “Confie em mim, sou médico”, em tradução livre para o português. 

No primeiro, ele usou uma proporção de duas partes de água para uma parte de arroz, onde a água ferve durante o cozimento.
No segundo, com cinco partes de água para uma parte de arroz, os níveis de arsênico foram reduzidos quase pela metade. Já no terceiro método, onde o arroz ficou de molho durante a noite, os níveis da toxina foram reduzidos em 80%.

Portanto, na próxima vez que você for fazer arroz, considere lavá-lo bem antes, aumentar a quantidade de água ou deixá-lo de molho na noite anterior.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)