Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ministério da Saúde incorpora CoronaVac para vacinação de 6 a 17 anos

Pasta tem à disposição 6 milhões de doses e estados têm autorização para iniciar vacinação

Por Paula Felix Atualizado em 21 jan 2022, 20h05 - Publicado em 21 jan 2022, 19h40

O Ministério da Saúde anunciou na noite desta sexta-feira, 21, que a CoronaVac foi incorporada ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO) para a imunização de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. O imunizante, desenvolvido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, foi aprovado para uso nesta faixa etária pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta quinta-feira, 20.

Segundo o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, a pasta conta com um estoque de 6 milhões de doses da vacina e os estados têm cerca de 3 milhões de doses da vacina que já podem ser utilizadas em crianças. As redes municipais também têm imunizantes de um balanço está sendo feito para conhecer o montante disponível.

“A gente deu um prazo até segunda para os estados e municípios consolidarem esses dados. É importante a gente ter esse levantamento para que a gente possa fazer uma distribuição mais justa para os todos estados”, explicou Cruz.

Ele disse que conversou com o diretor de logística e a expectativa é de que a distribuição emergencial de doses seja realizada para os estados também na próxima segunda-feira, 24.

Se for necessário, serão adquiridas 7 milhões de doses do Instituto Butantan, que foi consultado na manhã desta sexta-feira, 21, sobre o seu estoque.

O estado de São Paulo já iniciou a vacinação de crianças com as doses da vacina. Neste sábado, 22, a capital paulista vai mobilizar todas as 469 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para fazer a imunização da população pediátrica.

A CoronaVac, primeira vacina contra a Covid-19 a ser usada no Brasil, recebeu liberação da agência para uso em crianças acima de 6 anos que não sejam imunossuprimidas. O pedido do Butantan era para aplicação no público acima de 3 anos, mas a Anvisa aprovou para uma faixa etária mais velha com base em estudos com o imunizante realizados no Chile.

Para o público pediátrico, a agência indicou o uso da mesma formulação e dose igual à aplicada em adultos. O intervalo entre doses será de 28 dias.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês