Clique e assine a partir de 8,90/mês

Espanhol que recebeu transplante de rosto deixa o hospital e aparece em público pela primeira vez

Por Da Redação - 26 jul 2010, 12h41

Um dos maiores problemas de Oscar é a rejeição ao novo rosto, que já ocorreu duas vezes

O homem que passou por um transplante de rosto no fim de março, na Espanha, recebeu alta do hospital nesta segunda-feira e apareceu pela primeira em público. Oscar, de 31 anos, agradeceu aos médicos e à família, falando com dificuldade durante entrevista coletiva concedida ainda no hospital Vall d’Hebron, em Madri.

O procedimento ao qual o fazendeiro foi submetido durou 24 horas e incluiu o transplante de mandíbula, nariz, maçãs do rosto, músculos, dentes e pálpebras. Há cinco anos, segundo os médicos, o fazendeiro atirou acidentalmente contra o próprio rosto, que ficou deformado.

De acordo com o líder da equipe de cirurgiões, Joan Pere Barret, Oscar passará por um período de recuperação que pode levar de 12 a 18 meses. Durante esse tempo, ele receberá tratamento psicológico e fisioterápico, para recuperar até 90% das funções da face. Há dois meses, o paciente voltou a falar e , agora, está apto a comer alimentos macios e ingerir líquidos, porque já conseguiu recuperar parcialmente o movimento dos músculos da face.

Imagens da operação de transplante de rosto
Imagens da operação de transplante de rosto VEJA

Pós-operatório – Um dos maiores desafios de Oscar é superar a rejeição ao novo rosto, que já ocorreu duas vezes – quatro semanas após a cirurgia e cerca de três meses depois do procedimento. Nos dois casos, os médicos foram capazes de manter o transplante por meio de remédios. Durante a coletiva desta segunda-feira, Oscar parecia tranquilo e observava os repórteres com olhos que ainda não fecham completamente. A irmã dele, que não foi identificada, disse que o espanhol está ansioso para voltar a ter uma vida normal. O primeiro – Além da Espanha, a França também reivindica o título de país onde foi realizado o primeiro transplante total de rosto. No início do mês, um hospital francês anunciou que o procedimento havia sido feito pela primeira vez em um homem de 35 anos, e que o transplante realizado pelos espanhois não teria sido tão completo quanto o deles. O paciente francês recebeu um rosto novo, inclusive com canal lacrimal – segundo eles, a diferença de um transplante completo. Desde 2005, quando o primeiro transplante de rosto foi feito – na época, parcial – 12 procedimentos do tipo foram realizados, três deles na Espanha.

Continua após a publicidade
Publicidade