Clique e assine a partir de 8,90/mês

Crianças nascidas no outono têm mais chances de serem alérgicas

Durante a gestação, na primavera, o feto fica mais exposto ao pólen típico da estação

Por Da Redação - 20 out 2010, 09h15

Bebês concebidos no final do inverno ou no começo da primavera são mais suscetíveis a desenvolverem doenças alérgicas. Isso porque ao completar 11 semanas de gestação, o feto, que começa só então a desenvolver seus anticorpos, fica exposto a altos níveis de pólen, típicos dessa estação do ano. Os riscos são maiores quando os níveis de vitamina D da mãe estão abaixo da média. A pesquisa foi publicada no periódico Journal of Epidemiology and Community Health.

Dos quase 6.000 recém nascidos estudados, 11% daqueles gerados entre o inverno e a primavera apresentavam mais chances de ter algum tipo de alergia alimentar – como a leites e ovos. Hoje, estima-se que aproximadamente 7% dos bebês com menos de três anos tenham algum tipo de alergia alimentar, embora apenas uma minoria tem problemas severos. Mas, a alergia alimentar também pode ser vista em crianças até os quatro anos. Quando o parâmetro do estudo aumentou apenas em um ano, 18% das crianças tiveram um resultado positivo para esse tipo de alergia. “Pesquisas como essa estão aumentando nossa compreensão de como o sistema imunológico da criança se desenvolve dentro do útero e em seus primeiros anos de vida. Assim, há a possibilidade de surgirem novos tratamentos para a alergia”, diz Elaine Vickers, médica da instituição britânica Asthma UK.

Publicidade