Clique e assine com até 92% de desconto

Covid-19: FDA aprova oficialmente o remdesivir para tratar a doença

Até então, o antiviral era autorizado apenas para uso emergencial

Por Adriana Dias Lopes Atualizado em 22 out 2020, 18h33 - Publicado em 22 out 2020, 17h45

A FDA, agência reguladora de remédios dos Estados Unidos, deu um passo histórico no rumo da pandemia, ao aprovar hoje oficialmente o antiviral remdesivir, do laboratório Gilead Sciences Inc, para casos moderados e graves de Covid-19.

O medicamento agora se torna o primeiro e único tratamento totalmente aprovado nos Estados Unidos para a infecção. Até então era autorizado apenas para uso emergencial. O presidente Donald Trump foi tratado com o remédio. O remdesivir é intravenoso e reduz o tempo de recuperação de pacientes hospitalizados. Os pacientes com a doença na forma moderada e grave apresentam rápida melhora no trato respiratório e redução da febre. O fármaco terá o custo de 390 dólares por frasco.

Leia mais em: https://veja.abril.com.br/saude/coronavirus-quanto-custara-o-tratamento-com-remdesivir/

A medicação está sendo usada no Brasil por diversos centros médicos, em estudos clínicos, como a Universidade Federal de São Paulo e o Hospital Sírio-Libanês.

Nos Estados Unidos, quem está à frente dos estudos com o medicamento, que permanecem sendo feitos, é o gaúcho de Bagé André Kalil, 55 anos, infectologista, intensivista, pesquisador da Universidade de Nebraska Medical Center, em Omaha, na região central dos Estados Unidos, há vinte anos.

 

Continua após a publicidade
Publicidade